fbpx
Pular para o conteúdo

Santana Quantum CG 1986, em um estado de conservação impressionante

Compartilhe

Em 1985, a segunda geração do Passat Variant desembarca no Brasil, renomeada de VW Santana Quantum, foi sucesso imediato, e alguns colecionadores ainda mantêm poucas unidades em perfeito estado

A versão intermediária, Santana Quantum CG 1986, estava em seu segundo ano de produção, trazia de série, direção hidráulica, rodas de liga-leve, conta-giros e um bom pacote de opcionais com; trio elétrico, farol de neblina e ar-condicionado, deixando muito próximo da versão top de linha “Quantum CD”.

A unidade aqui da matéria, chama a atenção para o impressionante estado de conservação, o carro pertence ao colecionador Marcelo Reinert, do Ateliê do Carro, de Porto Alegre RS. Em conversa com o Motor Tudo, o colecionador informou que, o carro é apenas peça de coleção, e não esta a venda.


Mas como dizem os protagonistas do programa, Caçadores de Relíquias, Mike Wolfe e Frank Fritz, do Canal History Channel “Quando algum colecionador, não estiver disposto a negociar, pergunte para ele, qual o preço de não quero vender, e a brincadeira vai começar”.

Voltando a falar do Santana Quantum 1986, o SW de médio porte da Volkswagen, era concorrente direto do Ford Belina e Ford Scala, e na versão top de linha Quantum CD, mordia uma fatia do mercado do SW de grande porte da GM o Chevrolet Caravan.

Desempenho

Estabilidade – A plataforma do Santana quadrado, ainda utilizava o eficiente projeto da segunda geração do Passat Alemão, estável em curvas de alta, e em retas em altas velocidades.

Motor – O eficiente e bem sucedido motor AP 1.8 ainda carburado, entregava na versão a álcool 94 cv, com velocidade final de 164 km/h.

Câmbio – Sem dúvida um dos melhores do mercado, com engates, macios e precisos.

Retomadas e ultrapassagens –  Seguro e eficiente, mesmo com carga máxima de peso 500kg, não perdia muito o fôlego.

Consumo – Mesmo na versão a álcool, fazia 8,2 km/l, número esperado para um médio da década de 1980.

Acabamento Externo

Faróis – Retangulares de lentes planas;

Setas dianteiras – Embutida no mesmo conjunto das setas;

Para – choques – Em lâminas de aço carbono, na cor grafite;

Faróis de neblina – Opcional:

Grade de ar do motor – Na cor grafite com frisos na horizontal;

Retrovisores – Panorâmico, com ajuste interno;

Frisos – Emborrachado em toda a extensão lateral do carro, com detalhes cromados;

Rodas – De liga – leve 185/70 R13;

Maçanetas – Na cor grafite, com detalhes cromados ao centro;

Logo – “Santana CG – Quantum” Na tampa do porta-malas;

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Teto Solar – Não;

Bagageiro – Sim;

Limpador do vidro traseiro – Sim;

Acabamento Interno

Painel – Com mostradores em escala circular + conta – giros;

Acabamento do painel – Em vinil em tons cinza e grafite;

Volante – Espumado de quatro raios, estilo quatro bolas;

Sistema de som – Rádio toca fitas, AM/FM digital;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Opcional;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Digital;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétrico;

Sistema de travamento das portas – Elétrico;

Ajuste dos retrovisores externos – Interno;

Acabamento dos bancos – Em tecido aveludado;

Acabamento das portas – Em vinil, com detalhes aveludado;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Bipartido;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros, nos bancos dianteiros, com regulagem de altura;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Santana Quantum CG 1986

Carroceria – SW;

Porte – Médio;

Portas – 4;

Motor – VW AP 1.8;

Cilindros – 4 em linha;

Válvulas por cilindro – 2;

Posição – Longitudinal;

Tuchos – Mecânicos;

Tração – Dianteira;

Combustível – Álcool;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Manual de 5 velocidades, alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1160 kg;

Comprimento – 4569 mm;

Distância entre-eixos – 2550 mm;

Largura – 1695 mm;

Altura – 1358 mm;

Potência – 94 cv;

Cilindrada – 1781 cm³;

Peso toque – 76,3 kg/kgfm;

Torque máximo – 15,2 kgfm a 3400 rpm;

Potência Máxima – 5000 rpm;

Aceleração de 0 a 100 – 12,1 Segundos;

Velocidade máxima – 180 km/h;

Consumo: Cidade 8 km/l – Estrada 13,3 km/l;

Autonomia: Cidade 615 km – Estrada 863 km;

Porta malas – 394 Litros;

Carga útil – 500 kg;

Tanque de combustível – 75 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 177.309,00 – Com todos os opcionais.

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.joi

Carros antigos

Astra GSi 2003, chega ao mercado a fera 2.0 16V, alcançando mais de 200 km/h Gol Quadrado GTi, em 1992 a montadora comemorou 12 anos da carroceria BX Puma GTE 1977 o primeiro grande pico de vendas da montadora Porsche 911 L, a versão comercializada na terra do Tio Sam em 1968 Fiorino 96, com motor 1.5, Zero km um colecionável que nunca foi emplacado Caminhonetes antigas Ford sucesso em eventos de carros antigos MP Lafer carros fora de série com o legitimo chassi MP Honda SUV ZR V 2024 preço ficha técnica e equipamentos Fusca 96 Itamar Série especial última edição da geração refrigerada a ar Carro para o dia a dia Vectra 4 portas 2.2 8V excelente relação custo benefício

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos