fbpx
Pular para o conteúdo

Opala Coupe Standard 1980 Uma versão de entrada com um acabamento requintado

Compartilhe

Mesmo na versão básica, o modelo de grande porte da Chevrolet, chega a década de 1980, entregando muito bom gosto e requinte

De cara nova, com o tradicional visual quadrado, novos faróis e novas lanternas traseiras, deixou o modelo mais atraente e jovem, por dentro ainda não havia recebido um novo upgrade no visual, mantinha o mesmo painel e o mesmo acabamento de bancos e portas, mas a versão de entrada, o Opala Coupe Standard 1980, vinha com opcional para acabamento interno monocromático e couro nas portas e paredes do banco traseiro.

Ele foi o único entre os muscle cars, que saiu ileso da crise do petróleo, provou que equilíbrio vale mais que a força bruta, o modelo aqui da matéria, também ganhou do seu proprietário, rodas de liga – leve 195/70 R14, da recém chegada versão top de linha do poderoso Diplomata, um cupê com acabamento monocromático e rodas de liga – leve, com certeza era uma grande atração, um carro para poucos.

Desempenho

O motor Chevrolet 151-S 2.5 de 4 cilindros, entregava bons 98 cv de força na versão a gasolina, chegando a 155 Km/h de velocidade final real, a confiabilidade do motor Chevrolet, e o eficiente torque em baixas e médias rotações, era um dos principais atributos, em 1980 as manutenções ainda eram de um modelo de alto custo, mas já acessível a classe média.

Mesmo em altas rotações o motor se mantinha estável sem passar vibrações para o interior do carro, esse era outro pontos forte da marca, estável e silencioso mesmo em altas velocidades.

Na cidade era considerado ágil, indo facilmente de 0 a 100 em 17 segundos.

O consumo era considerado bastante aceitável para um carro de grande porte, que pesava mais de 1200 kg, em média 8 km/l na cidade.

A estrutura da carroceria cupê do Opala, tinha um peso muito bem distribuído, mesmo em curvas de alta, entregava uma ótima relação entre segurança e conforto, em retas era um dos raros carros nacionais, que mesmo em velocidades acima de 140 km/h se mantinha colado no asfalto.

Acabamento Externo

Frente com faróis quadrados, embutidos em um mesmo conjunto com a seta;

Grade de ar preta, com frisos na horizontal, e a gravata Chevrolet embutida;

Para – Choques em lâminas de aço carbono, cromados, com friso emborrachado na frente;

Retrovisores de plástico, com ajuste manual;

Rodas de liga – leve 195/70 R14, as originais seriam rodas de aço;

Maçanetas cromadas;

Grandes e eficientes lanternas traseiras bicolor, com luz de ré.

Logo “Chevrolet” na tampa do porta – malas.

Acabamento Interno

Painel em vinil e fundo de aço, na cor marrom, com mostradores básicos em escala circular + relógio analógico.

Volante de plástico injetado, de dois raios, estilo canoa.

Ventilador.

Ar – quente.

Acendedor de cigarros e cinzeiro embutido no painel.

Acabamento das portas e paredes do banco traseiro em couro marrom.

acabamento dos bancos em tecido marrom aveludado.

Acionamento dos vidros manual basculante.

Assoalho e porta malas acarpetados.

Ficha Técnica – Opala Coupe Standard 1980

Carroceria cupê;

Porte grande;

2 portas;

Motor Código 151-S;

Cilindros 4 em linha;

Longitudinal;

Tuchos hidráulicos;

Tração traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção Simples;

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas  traseiras;

Peso 1120 kg;

Comprimento 4671 mm;

Distância entre-eixos 2667 mm;

Potência 98 cv;

Cilindrada 2471 cm³;

Torque máximo 19,8 kgfm a 2600 rpm;

Potência Máxima 4800 rpm;

De 0 a 100 – 17 Segundos;

Velocidade máxima 155 km/h;

Consumo na Cidade 8 km/l – Estrada 11 km/l;

Autonomia: Cidade 520 km – Estrada 715 km;

Porta malas 430 Litros;

Carga útil Não Informado;

Tanque de combustível 65 Litros;

Valor atualizado aproximado – R$ 225.857,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

Motor Tudo – Opala Coupé

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.joi

Carros antigos

Astra GSi 2003, chega ao mercado a fera 2.0 16V, alcançando mais de 200 km/h Gol Quadrado GTi, em 1992 a montadora comemorou 12 anos da carroceria BX Puma GTE 1977 o primeiro grande pico de vendas da montadora Porsche 911 L, a versão comercializada na terra do Tio Sam em 1968 Fiorino 96, com motor 1.5, Zero km um colecionável que nunca foi emplacado Caminhonetes antigas Ford sucesso em eventos de carros antigos MP Lafer carros fora de série com o legitimo chassi MP Honda SUV ZR V 2024 preço ficha técnica e equipamentos Fusca 96 Itamar Série especial última edição da geração refrigerada a ar Carro para o dia a dia Vectra 4 portas 2.2 8V excelente relação custo benefício

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos