Rolls Royce Corniche Conversível 1969, o carro mais caro e elegante do mundo

Compartilhe

Sem dúvida entre as décadas de 1950 e 1980, foi a montadora que produziu os carros mais caros, elegantes e resistentes do mundo, era produção artesanal, confeccionado quase que em 100% a mão, sem utilização de maquinários ou robôs, utilizando os melhores materiais disponíveis, e com a versão, Rolls Royce Corniche Conversível 1969, não foi diferente.

Pintura e verniz, chegavam a ser 21 camadas, o conjunto grade dianteira e radiador, era de aço inox nobre, um veículo único, o porta–malas mais parecia um Kitnet de luxo, um verdadeiro Lorde britânico.

A unidade aqui da matéria vem com o volante, posicionado ao lado esquerdo, e velocímetro em mph, indicando que era um produto para o mercado do continente norte-americano, Canadá, E.U.A, e alguns megas empresários mexicanos.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, do projeto, mesmo sendo desenvolvido com tecnologia do final da década de 1960, sem dúvida era um dos mais equilibrados, se não o mais e estável do mundo entre os modelos de luxo de alto custo.

Motor –  Utilizando o motor Rolls Royce V8 6.7, era robusto, confiável e com um giro bastante estável mesmo em altas rotações, robustez, maciez e eficiência eram suas marcas registradas.

Câmbio –  O câmbio automático de 3 marchas era um dos pontos fortes do carro, o casamento perfeito com um motor rápido e macio.

Retomadas e ultrapassagens – Com um motor elástico com muito fôlego, que respondia muito bem ao pedal do acelerador, era seguro e confiável, mesmo com 5 adultos e porta-malas cheio, praticamente não perdia o fôlego.

Consumo –  Definitivamente era o item que menos o proprietário pensava, com um modelo de alto custo na garagem, fazer 4 km/l na cidade estava dentro dos padrões para a época. Mais detalhes na ficha técnica no final do post.

Acabamento Externo

Faróis –  Duplos na horizontal redondos de lentes boleadas, embutidos em uma moldura de inox;

Setas dianteiras – Embutidas nos para-lamas;

Para – choques –  Em lâminas de aço carbono cromados;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Tradicional em aço inox nobre;

Retrovisores Externos – Satélites, com controle mecânico interno;

Frisos – Não;

Rodas – Tradicionais da família Rolls Royce 205/70 R15, com elegantes calotas em aço escovado;

Maçanetas – Cromadas;

Logo – Brasão da montadora no topo do radiador;

Lanterna Traseira – Bicolor – Luz de ré posicionada ao lado da placa;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Veículo conversível;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento interno e instrumento

Painel – Com mostradores em escala km/h e mph;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em couro e madeira, raiz de nogueira;

Volante – De plástico injetado;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Sim;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Analógico;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétrico;

Sistema de travamento das portas – Elétrico;

Ajuste dos retrovisores externos – Interno mecânico;

Acabamento dos bancos – Couro Connolly;

Acabamento das portas – Em couro Connolly, e madeira, raiz de nogueira e detalhes cromados;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Com apoio para o braço;

Encosto de cabeça – Para 2 passageiros, sendo nos bancos dianteiros com regulagem de altura;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Acarpetado, na cor vermelho;

Porta-malas – Acarpetado, na cor vermelho;

Ficha Técnica – Rolls Royce Corniche Conversível 1969

Carroceria – Cabriolet;

Porte – Grande;

Portas – 2;

Motor –  6.7;

Cilindros – 8 em V;

Válvulas por cilindro – 2;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 240 cv líquido;

Peso Torque – N/D kg/kgfm;

Cilindrada – 6750 cm³;

Torque máximo – N/D kgfm a N/D rpm;

Potência Máxima – N/D rpm;

Tração – Traseira;

Alimentação –  Carburador quádruplo Solex;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Automático de 3 marchas, com alavanca na colona de direção;

Embreagem – Conversor de torque;

Freios – Freio a disco ventiado nas rodas dianteiras e disco sólido nas rodas traseiras;

Peso – 2360 kg;

Suspensão dianteira – N/D;

Suspensão traseira – N/D;

Comprimento – 5200 mm;

Distância entre-eixos – 3050 mm;

Largura – 1820 mm;

Altura – 1520 mm;

Aceleração de 0 a 100 – N/D Segundos;

Velocidade máxima – 190 km/h;

Consumo: Cidade 4 km/l – Estrada 7,5 km/l;

Autonomia: Cidade N/D km – Estrada N/D km;

Porta malas – N/D Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 107 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 6.800.000,00;.

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.joi

Deixe um comentário