Passat GTS Pointer 1.8 1988 Na Cor Branca Uma Verdadeira Raridade

No último ano de produção, as cores Cinza, vermelho e preto, eram as cores predominantes na versão nervosa do Passat Quadrado, mas raras unidades foram produzidas na cor branco, aos moldes do Gol GTS

Considerado o carro nacional mais equilibrado e eficiente durante as décadas de 1970 e 1980, o Passat Quadrado, na versão, Passat GTS Pointer 1.8 1988, sem dúvida foi a versão mais badalada da história do hatchback, versões como LSE, LS Vilhage e Flash, eram bastante comuns na cor branco, mas o Pointer foi uma verdadeira raridade.

Em 1984 o novo modelo B2, a segunda geração do passat chega ao Brasil, o “VW Santana” com uma estrutura mais moderna e na carroceria sedã três volumes, o novo modelo também abalou corações, mas era menos eficiente que a versão B1, menos ágil e de menor velocidade final, também o visual esporte fino das versões Flash e Pointer, não aparecia no novo modelo.

O sucesso da primeira geração ” Passat Quadrado” foi tão grande que mesmo com a chegada da nova geração, a montadora manteve a primeira geração por mais 4 anos de produção, se despedindo em 1988 como modelo 1989.

Desempenho

O modelo VW Passat era muito eficiente pelo conjunto, motor, câmbio, carroceria e bloco que casavam perfeitamente.

O badalado motor AP estava no auge da versão carburada, além de ser confiável, era muito estável mesmo em altas rotações, extremamente ágil em ultrapassagens, eficiente em retomadas de marchas, e em velocidades acima de 160 KM/h mantinha o giro bastante estável.

Sua aerodinâmica foi a melhor do Brasil entre 1973 e 1989, só igualada pelo Kadett em 1989.

Uma suspensão muito eficiente, em curvas de alta mesmo com pista molhada era o carro nacional mais equilibrado.

Outro ponto forte era o sistema de freios, mesmo com carga máxima 450 KG, era muito eficiente.

Acabamento Externo

Frente com faróis com lentes duplas, farol + luz de longo alcance.

Grade de ar do motor com frisos na horizontal.

Para-choques envolventes com friso vermelho.

Setas embutidas no para-choque dianteiro.

Logo 1.8 na grade de ar do motor

Frisos emborrachados nas laterais com detalhe vermelho e o logo GTS Pointer, dando um ar todo esportivo.

Rodas de liga leve GT 185/60 R14.

Retrovisores panorâmicos com controle mecânico interno.

Lanternas traseiras tricolor frisada.

Saída dupla do escapamento, estilo GT.

Acabamento Interno

Painel completo com conta-giros moderno e de fácil visualização.

Voltímetro e temperatura do óleo no console do câmbio de marchas.

Volante espumado 4 raios, estilo esporte fino.

Bancos Recaro cinza esportivo e tons vermelho, com encosto de cabeça nos bancos dianteiros e traseiros, bonitos e muito eficientes.

Apoio para braço no banco traseiro.

Vidros elétricos opcional, só ganhou no ultimo ano nos modelos 1988 e 1989.

Ventilador e ar quente.

ar – condicionado – opcional.

Acendedor de cigarros

Cinzeiro embutido no painel.

Cinzeiros nas paredes dos bancos traseiros.

desembaçador elétrico do vidro traseiro.

Assolho e porta-malas acarpetado.

Ficha Técnica – Passat GTS Pointer 1.8 1988 Branco

Carroceria hatchback.

Porte Médio.

2 portas.

Motor AP 1.8S primeira geração.

Cilindros 4 em linha.

Tuchos mecânicos.

Tração dianteira.

Combustível Álcool.

Carburador.

Direção simples.

Câmbio manual de 5 marchas.

Freios disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras.

Peso 970 KG.

Potência oficial 99 CV na prática podia entregar entre 107 CV e 110 CV.

14,9 kgfm a 3600 rpm.

De 0 a 100 – 10,9 Segundos.

Velocidade máxima 173 KM/h.

Consumo Cidade 9,2 KM/L Estrada 12,9 KM/L.

Autonomia: Cidade 378 Km – Estrada 594 Km.

Porta malas 363 Litros.

Carga útil Não informado.

Tanque de combustível 72 Litros.

Preço atualizado aproximado Não informado.

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária.

Motor Tudo – Passat GTS pointer 1.8 1988 Branco

Carros Clássicos Brasil – Passat QuadradoPassat Antigo

Um comentário sobre “Passat GTS Pointer 1.8 1988 Na Cor Branca Uma Verdadeira Raridade”

  1. Parabéns pelo seu trabalho sobre os carros antigos. O meu irmão tem uma range cabine estendida ano 97 6 cc
    Linda toda original só tem um detalhe ela tá um pouco rebaixada mas ñ tem diferença de uma nova pra ela.

Deixe uma resposta