Opala de Luxo 1977 elegância absoluta

Chevrolet Opala

O modelo coupé Luxo de duas portas da família Opala, entregava uma ótima relação de potência e economia na versão 4 cilindros

A versão intermediária do modelo de executivo da Chevrolet, o Opala de Luxo 1977, era entregue com mo motor 4 cilindros, 2.5, código 151s, no auge da crise do petróleo ele conseguia fazer ótimos 8 KM/L na área urbana, entregando 98 CV de força e atingindo velocidade final de 151 KM/H reais, passou a ser o carro com a melhor relação desempenho e consumo da segunda metade da década de 1970.

Na cor azul celeste tradicional da década de 1970, a versão intermediária do Chevrolet Opala vinha com rádio AM e, ventilador de série, ar – condicionado e direção hidráulica como itens opcionais, direcionado para o público da classe média alta, como gerentes de redes de lojas, profissionais liberais, empresários, comerciantes de médio porte e também servia ao escalão intermediário do governo militar da época.

1977 também foi marcado pelo início da queda dos modelos equipados com 8 cilindros, não apenas a crise do petróleo afetou o seguimento, mas a invasão de modelos compactos e de médio porte muito mais baratos e econômicos, mas o Opala se manteve no topo da tabela entre os carros nacionais mais vendidos graças a seu equilíbrio.

Desempenho

O motor Chevrolet 151/S talvez tenha sido um dos mais eficientes e equilibrado de toda a história da industria automobilística nacional, indo de 0 a 100 em 17,7 segundos e fazendo 11 KM/L na estrada, números bastante expressivos para a segunda metade da década de 1970, em um país com tão pouca tecnologia no auge de uma ditadura militar.

Acabamento Externo

Frente com faróis redondos de lentes boleadas, embutidos com recuo em uma moldura de alumínio.

Grade de ar de alumínio com frisos na horizontal e a gravata Chevrolet ao centro.

Seta dianteira em lente bipartida, localizados nos para – lamas dianteiros.

Para – choques em lâminas de aço cromados.

Logo “Chevrolet” no capô.

Friso metálico contornando os para – lamas e rodapé, em toda a extensão do carro.

Logo “Opala Luxo” na lateral dos para – lamas dianteiros.

Retrovisor cromado redondo, pequeno e pouco eficiente.

Maçanetas cromadas.

Rodas de aço tradicionais família Chevrolet, com lindas calotas cromadas cônicas, com um fino friso na cor do carro.

Lanternas traseiras redondos na horizontal, com luz de ré.

Logo “Chevrolet” na tampa do porta mala.

Acabamento interno

Painel em vinil e fundo de aço, na cor preto, com mostradores em escala circular + relógio digital.

Volante de plástico injetado, de dois raios.

Rádio General Motors, AM.

Ventilador.

Ar – quente.

Acendedor de cigarros e cinzeiro embutido no painel.

Acabamento das porta em vinil com frisos cromados.

Acabamento dos bancos em tecido plástico.

Encosto de cabeça no banco dianteiro, embutido no conjunto.

Acionamento dos vidros manual basculante.

Assoalho e porta malas.

Ficha Técnica – Opala De Luxo 1977

Carroceria sedã;

Porte Grande;

2 portas;

Motor Chevrolet Cód 151 / S -2.5;

Cilindros 4 em linha;

Longitudinal;

Tuchos Hidráulicos;

Tração traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção Simples – Opcional para hidráulica.

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas  traseiras;

Peso 1100 KG;

Potência 98 CV;

Potência Máxima 4500 RPM;

De 0 a 100 – 17,7 Segundos;

Velocidade máxima 151 KM/h;

Consumo Consumo na Cidade 8 KM/L – Estrada 11 KM/L;

Porta malas 430 Litros;

Carga útil – não informado;

Tanque de combustível 65 Litros;

Preço atualizado R$ 113.825,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária.

Motor Tudo – Opala De Luxo 1977

Caros Clássico Brasil – Opala

Opala de Luxo 1977 elegância absoluta
5 (100%) 2 vote[s]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *