Opala 69 uma das primeiras unidades produzidas em solo brasileiro

Ele foi apresentado no salão do automóvel em São Paulo dia 23 novembro de 1968 em um sábado, já como modelo 1969, e se tornou um dos projetos mais bem sucedidos da história da industria automobilística nacional

O Opala 69 abriu as portas para uma nova era, foi um dos raríssimos modelos produzidos no mundo que conseguia atender, desde a classe mais baixa como veículo de utilidade pública, viatura policial, táxi e serviços públicos, até o alto escalão de empresários e políticos federais.

A versão aqui do post é um Opala de Luxo 2500 1969, um modelo direcionado a um público mais seleto, empresários e políticos de médio e alto escalão, mas também serviu a muitas famílias da classe média no final da década de 1960 e durante a primeira metade da década de 1970.

Em 1969 ainda existia a versão Standard, essa sim posicionada como versão de entrada, e em uma primeira etapa do Opala no Brasil, foi a mais comercializada para serviços públicos.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, era muito eficiente e equilibrado, para o final da década de 1960 e primeira metade da década de 1970, recebendo sucessíveis upgrade nos anos consecutivos.

Motor –  Utilizando o motor Chevrolet 2.5 Código 153 de 80 CV, era rápido e muito confiável, em altas rotações tinha um torque bastante suave sem passar vibração para a carroceria, em comparação aos modelos da época foi uma verdadeira revolução mecânica.

Câmbio –  O câmbio manual na coluna de direção era eficiente e exigia pouca manutenção .

Retomadas e ultrapassagens – O motor Chevrolet era robusto e de respostas rápidas.

Consumo –  Para um motor de 4 cilindros a gasolina de um carro de médio porte, fazer 7 km/l na cidade, era considerado dentro dos padrões para a década de 1970, maiores detalhes na ficha técnica no final do post.

Acabamento Externo

Faróis –  Redondos de lentes boleadas, embutido com recuo em uma moldura metálica;

Setas dianteiras – Embutidas abaixo do para – choque;

Para – choques –  Em lâminas de aço carbono cromadas;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Em lâminas na horizontal cromadas;

Retrovisores Externos – Cromado, redondos;

Frisos – Em toda a extensão do rodapé cromados;

Rodas – Rodas de aço tradicionais família Opala, com lindas calotas cromadas;

Maçanetas – Cromadas;

Logo – “2500 Chevrolet, na lateral do para – lama dianteiro, e logo “Opala de Luxo” na lateral do para – lama traseiro;

Lanterna Traseira – Vermelha, luz de ré embutida abaixo do para – choque;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Em vinil e aço na cor preto;

Volante – De dois raios de plástico injetado;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Analógico no centro do painel;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Manual;

Acabamento dos bancos – Em vinil emborrachado;

Acabamento das portas – Em vinil, com detalhes cromados;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Não;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Opala 69

Carroceria – Sedã;

Porte – Grande;

Portas – 4;

Motor –  2.5 cód 153;

Cilindros – 4 em linha;

Posição – Longitudinal;

Peso Torque – 61,11 kg/kgfm;

Tração – Traseira;

Combustível – Gasolina;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual com alavanca na coluna de direção;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1100 kg;

Comprimento – 4580 mm;

Distância entre-eixos – 2667 mm;

Potência – 80 CV;

Cilindrada – 2509 cm³;

Torque máximo – 18 kgfm a 3000 rpm;

Potência Máxima – 4400 RPM;

Aceleração de 0 a 100 – 20 Segundos;

Velocidade máxima – 140 km/h;

Consumo: Cidade 7 km/l – Estrada 9 km/l;

Autonomia: Cidade 378 km – Estrada 486 km;

Porta malas – 430 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 54 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 148.975,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Please follow and like us:

4 comentários sobre “Opala 69 uma das primeiras unidades produzidas em solo brasileiro”

  1. Excelente reportagem, resgata a história, informa e ainda satisfaz o saudosismo de quem viveu essa época e principalmente para o seleto grupo dos apaixonados pelo o Opala !!

  2. Parabéns – este realmente é um automóvel e gosta de estrada inclusive considero que, depois do V 8 – Canadense o Opala vem equipado com este motor muito bom.

    Continuem assim porque ficamos contente – Ok.

    Abraços.

  3. Maravilha reportagem. Gostaria de pedir para me mandarem uma sobre o Opala 1983 pois comprei um e quero reformar e conhecer melhor sua história. (86) 994761313 Luciana Mota. Parnaíba Piauí.

Deixe uma resposta