Monza S/R 1.8S 1985/1986 o esportivo da Chevrolet chega ao mercado

O segundo semestre de 1985, a briga no mercado dos esportivos ferveu, Escort XR3, Passat GTS Pointer, Gol GT e a Chevrolet chega na briga com o luxuoso e eficiente Monza hatch S/R 1.8S

Rápido, robusto, extremamente luxuoso e passou a ser um dos quatro carros nacionais mais caros, assim foi o lançamento do Monza S/R 1.8S no segundo semestre de 1985 já como modelo 1986.

Os modelos Opala Diplomata, Alfa Romeo 2300 e Escort XR3 conversível, eram os três carros nacionais de custo mais elevado, tanto na compra zero Km, como nas manutenções, a versão esportiva da Chevrolet chega ao mercado e passa a ser um dos carros de custo mais alto do Brasil.

No início de 1985 a Volkswagen havia feito um upgrade completo na versão Passat GTS Pointer 1.8, novo acabamento interno e externo, e o novo e motor AP 1.8, já o modelo da Ford, o XR3, ainda se mantinha basicamente com o mesmo upgrade desde seu lançamento, correndo por fora tínhamos a versão compacta do Gol GT 1.8.

O Monza S/R foi o modelo entre os esportivos nacionais que mais se aproximou de um ótimo desempenho aliado ao luxo e conforto, características até então, que você só conseguiria se comprasse um XR3 que entregaria um ótimo visual e acabamento, mas se tratando de desempenho deixava muito a desejar.

Por outro lado o remodelado Passat GTS Pointer, era o carro nacional mais rápido e equilibrado, com um certo estilo no acabamento, mas sem itens de série como vidros elétricos e ar – condicionado.

O visual interno era simplesmente fantástico, com lindos bancos Recaro, e instrumentos de luxo e conforto, além de um painel com luz vermelha.

Desempenho

Estabilidade – A Chevrolet entregava uma suspensão segura e muito confortável, mas o carro tinha seu calcanhar de Aquiles, os modelos hatchs, sofriam do chamado efeito flutuante, tinha fortes tendências de sair de traseira, em curvas de alta, era sempre bom o motorista ficar atento.

Motor – Utilizando o motor Chevrolet família II 1.8S de 107 CV, atingia facilmente velocidade final de 172 KM/h reais.

Câmbio – O Monza S/R 1.8S, foi desenvolvido com um câmbio de relações mais curtas, deixando o carro em média 10S mais rápido que a versão SL/E em retomadas.

Retomadas e ultrapassagens –  Era seguro e entregava um ótimo desempenho.

Consumo – Esse era o outro ponto negativo do Monza S/R 1.8S, era o que mais consumia entre os esportivos nacionais, conforme ficha técnica no final do post.

Acabamento Externo

Faróis –  Chanfrados de lentes planas;

Setas dianteiras – Embutida no mesmo conjunto dos faróis;

Para – choques – Em aço carbono, na cor grafite, com detalhe em vermelho dando um ar todo esportivo;

Faróis de neblina – Sim:

Grade de ar do motor – Tradicional da família Monza;

Retrovisores – Panorâmicos com ajuste elétrico interno;

Frisos – Friso emborrados, em toda a extensão lateral do carro, com o logo “Monza S/R”;

Rodas – De liga leve 195/60 R14;

Maçanetas – Na cor grafite;

Logo – No porta malas “1.8/S”;

Lanterna Traseira – Tricolor, tradicional da família Monza.

Teto Solar – Opcional;

Bagageiro – Não;

Limpador do vidro traseiro – Sim;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores em escala circular em tons vermelhos + conta – giros;

Acabamento do painel – Em vinil grafite;

Volante – Volante espumado de quatro raios, com ajuste de altura;

Sistema de som – Rádio toca fitas AM/FM;

Ventilador – De três velocidades;

Ar – condicionado – Sim;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Digital no painel;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétrico;

Sistema de travamento das portas – Elétrico;

Ajuste dos retrovisores externos – Elétrico;

Acabamento dos bancos – Recaro, em tons vinho e cinza;

Acabamento das portas – Em vinil e detalhes aveludado;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Sim;

Banco traseiro – Rebatível;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Monza S/R 1.8/S 1986

Carroceria – Hatch;

Porte – Médio;

Portas – 2;

Motor – Chevrolet Família II 1.8;

Cilindros – 4 em linha;

Posição – Transversal;

Tuchos – Hidráulicos;

Tração – Dianteira;

Combustível – Álcool;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Manual de 5 velocidades, alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1100 KG;

Comprimento – 4264 mm;

Distância entre-eixos – 2574 mm;

Potência – 106 CV;

Cilindrada – 1796 cm³;

Torque máximo – 15,6 kgfm a 4000 rpm;

Potência Máxima – 5600 RPM;

Aceleração de 0 a 100 – 12,1 Segundos;

Velocidade máxima – 172 KM/h;

Consumo: Cidade 7,1 KM/L – Estrada 11,1 KM/L;

Autonomia: Cidade 433,1 KM – Estrada 677,1 KM;

Porta malas – 448 Litros;

Carga útil – 450 KG;

Tanque de combustível – 61 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 192.725,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta