Ford Corcel I Luxo 1977 o fim da primeira geração

Compartilhe

A carroceria cupê, sem dúvida foi a mais vendida durante toda a primeira geração do médio da Ford, com um apelo mais jovem, e um visual mais moderno, foi de versão de entrada ao esportivo GT

Entre os anos de 1969 e 1972 a família Corcel, era posicionada como compacto, mas no final de 1972 já como modelo 1973, a montadora reposicionou o modelo para médio, dando novo visual ao carro, deixando para trás o motor Sierra 1.3, e todas as versões, tanto na carroceria sedã como cupê, passam a serem equipados com o motor Cléon Fonte 1.4.

A unidade aqui da matéria, o Ford Corcel I Luxo 1977, era uma das versões intermediárias, vinha de série na cor Areia Casablanca, oferecia opcional para, rádio ou rádio toca fitas, Ford Philco, retrovisor do lado direito, calotas em aço escovado e ar quente. Mesmo no último ano de produção a versão intermediária tinha um preço bem salgado, a unidade zero km, sem opcionais não saía da concessionária por menos de R$ 116.458,00, valor atualizado para o primeiro semestre de 2021.

A Ford já de olho na década de 1980, e com seu principal concorrente, o VW Passat com vendas em alta e com uma plataforma mais moderna, a Ford resolvei mudar, e em 1977 coloca fim na primeira geração do Ford Corcel.

Desempenho

Estabilidade – O conjunto carroceria, chassi e suspensão, era bastante equilibrado, oferecendo segurança e eficiência em curvas de alta, e em altas velocidades em retas. Mas a nova geração Corcel 2, perdeu com a nova suspensão muito macia.

Motor – O baixo consumo de combustível, e o tempo de vida útil, que o motor conseguia entregar, além da manutenção descomplicada, eram os pontos fortes do carro.

Câmbio – Era macio e eficiente, mas o engate da ré fazia muito barulho, nada muito normal para um modelo médio.

Retomadas e ultrapassagens –  Seguro e muito eficiente, ficava entre os melhores do mercado, no segmento dos médios e compactos.

Consumo – Mesmo com o motor 1.4 de 75 cv, ainda entregava um bom desempenho com economia, fazendo 10 km/l na cidade, conforme ficha técnica no final da matéria.

Acabamento Externo

Faróis – Redondos de lentes boleadas, embutidos com recuo;

Setas dianteiras – Embutida abaixo do para – choque;

Para – choques – Em aço carbono, cromados;

Faróis de neblina – Não:

Grade de ar do motor – Com frisos na vertical e horizontal;

Retrovisores – Cromados com ajuste manual;

Frisos – Fino friso metálico, em toda a extensão lateral do rodapé do carro;

Rodas – De aço, tradicionais família Corcel, com lindas calotas de aço escovado;

Maçanetas – Cromadas;

Logo – “Corcel”, na tampa do porta malas;

Lanterna Traseira – Bicolor com luz de ré;

Teto Solar – Não;

Bagageiro – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Em vinil e aço preto;

Volante – De plástico injetado de dois raios;

Sistema de som – Rádio Ford Philco;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – Opcional;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Não;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Manual;

Acabamento dos bancos – Em courvin;

Acabamento das portas – Em courvin, com detalhes cromados;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Sim;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Não;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Ford Corcel I cupê 1977

Carroceria – Cupê;

Porte – Médio;

Portas – 2;

Motor – Cléon Fonte 1.4;

Cilindros – 4 em linha;

Válvulas por cilindro – 2;

Posição – Longitudinal;

Peso/Torque – 81,3 kg/kgfm;

Tração – Dianteira;

Combustível – Gasolina;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 4 velocidades, alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 943 kg;

Comprimento – 4471 mm;

Distância entre-eixos – 2438 mm;

Largura – 1621 mm;

Altura – 1374 mm;

Potência – 75 cv;

Cilindrada – 1372 cm³;

Torque máximo – 11,6 kgfm a 3600 rpm;

Potência Máxima – 5400 rpm;

Aceleração de 0 a 100 – 18,2 Segundos;

Velocidade máxima – 133 km/h;

Consumo: Cidade 10 km/l – Estrada 13,4 km/L;

Autonomia: Cidade 510 km – Estrada 683 km;

Porta malas – 380 Litros;

Carga útil – Não Informado;

Tanque de combustível – 51 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 116.458,00.

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.joi

Deixe uma resposta