Fiat Tempra 2.0 I.E 8V 1996 A versão média do sedã de luxo

Compartilhe

Fiat Tempra 2.0 I.E 8V 1996 a versão intermediária do médio de luxo italiano, rápido e caro

1996 marcou a invasão dos nacionais com Injeção eletrônica, o Tempra dispunha de muita tecnologia, força e itens de luxo, mas o preço ficou muito salgado.

O ultimo remanescente da chamada geração de ouro dos médios de luxo dos anos 1980, foi o VW Santana, os modelos, Chevrolet Monza, Ford Versailles, Ford Del Rey, já haviam se despedido do mercado, o Fiat Tempra trouxe uma nova proposta de mercado, estrutura moderna, itens de luxo e conforto, segurança e muita tecnologia, sem contar que seu designer que agradou a gregos e troianos.

Mas em 1996, 5 anos após seu lançamento o encanto estava acabando, com a chegada de modelos importados de luxo de pequeno e médio porte, com preços mais acessíveis, e a montadora Volkswagen transformado o Santana em um modelo de luxo da classe baixa e média, voltado para taxitas, o Fiat Tempra se tornou um modelo caro nas concessionárias e de manutenção de médio e alto custo, dificultando as vendas no mercado nacional.

Mesmo assim ainda era um modelo de respeito e encantava um público muito fiel.

Desempenho Fiat Tempra 2.0 I.E 8V 1996.

Equipado com motor 2.0 mas com injeção monoponto, tinha um desempenho razoável em relação as versões mais nervosas equipadas com 8v, Turbo e Injeção Multiponto, mesmo assim fazia bons 13 segundos de 0 a 100 para um modelo que pesava mais de 1200 kg.

A manutenção ainda era um peso, mesmo já estando no mercado a 5 anos, o custo de peças e serviços ainda pesava no bolso.

Mas na prática tinha um motor muito ágil e bastante estável, mesmo em giros mais altos o nível de ruído era baixo, e dificilmente a aceleração oscilava.

O ponto negativo ficava por conta da  distribuição de peso, a frente do carro era muito pesada e fazia com que o Tempra em curvas de alta saísse de frente, em velocidades acima de 150 Km/h criava o efeito flutuação, quando a traseira fica muito leve e o carro perde o ponto de equilíbrio, fazendo com que o motorista fique mais atento ao volante, para um caso de saída de traseira.

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades


Acabamento Externo.

Carroceria sedã, porte médio, 4 portas.

Frente com lente única, abrigando luz de longo alcance e faróis, embutidos em uma mesma linha com as setas e grade de ar do motor.

Para-choques envolventes.

Retrovisores satélites com controle elétrico interno.

Friso lateral com o logo 2.0 i.E.

Rodas de liga leve 195/60 R14.

Lanternas traseiras bicolor.

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades


Acabamento Interno.

Painel moderno, de fácil visualização com conta-giros.

Luz de leitura para os bancos dianteiros.

Volante espumado de três raios.

Acabamento de bancos e portas em tecido aveludado.

Encosto de cabeça nos bancos dianteiros e traseiros.

Relógio digital.

Ar-condicionado.

Vidros, travas e retrovisores elétricos.

Nas portas traseiras acionamento dos vidros era manual.

Rádio toca fitas AM/FM digital.

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Ficha Técnica.

Motor Fiat 2.0 8V.

Tração dianteira.

Combustível Gasolina.

Injeção Monoponto.

Direção Hidráulica.

Câmbio manual de 5 marchas.

Freios a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras.

Peso 1220 KG.

Potência 105 CV.

De 0 a 100 – 13 Segundos.

Velocidade máxima 180 KM/h.

Consumo Cidade 8,7 KM/L Estrada 10,7 KM/L.

Porta malas 413 Litros.

Carga útil 400.

Tanque de combustível 70 Litros.

Preço atualizado aproximado R$ 173.124.00.

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária.


Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades

Imagens Reginaldo de Campinas Raridades


Motor Tudo – Fiat Prêmio 2.0 i.E 1996.

Carros dos anos 90 – Carros Clássicos brasileiros.


2 comentários sobre “Fiat Tempra 2.0 I.E 8V 1996 A versão média do sedã de luxo”

Deixe um comentário