fbpx
Pular para o conteúdo

Dodge Dart de Luxo 1976 5.2 V8 economia era para os fracos

Compartilhe

Mesmo no auge da crise do petróleo, ele era um dos modelos nacionais de maior potência, um verdadeiro gigante

Para quem não viveu a década de 1970, ter um Dodge Dart de Luxo 1976 5.2 V8, era sinônimo de bom gosto, ostentação, e dinheiro no bolso, o carro era muito rápido, com aceleração de 0 a 100 em ótimos 9,5 segundos, mesmo pesando quase 1500 kg, mas para ter um modelo você precisaria muito mais que personalidade e bom gosto.

O modelo até 1977 era considerado de alto custo, tanto nas vendas nas concessionárias, como nas manutenções preventivas e corretivas, até o final da primeira metade da década de 1970, se você tinha dinheiro para comprar um veículo de porte médio, Passat ou Corcel, dificilmente conseguiria manter um modelo como o Dodge Dart.

Além das manutenções caras, como era de praxe para os modelos de grande porte, o consumo de combustível era o maior calcanhar de aquiles da montadora, em tempos onde o petróleo estava com o preço nas alturas, manter um carro com um consumo médio de 5 km/l, não era para qualquer brasileiro.

Desempenho

O poderoso motor Dodge LA 318 – 5.2 V8, conseguia deixar o carro ágil e gostoso de dirigir, era um verdadeiro navegador silencioso, com aceleração de 0 a 100 em ótimos 9,5 Segundos, e velocidade final de 177 km/h reais, bons números para a década de 1970 em um país de terceiro mundo, que utilizava uma gasolina de péssima qualidade;

O ponto negativo ficava para o consumo, era um beberrão compulsivo, se estivesse muito bem regulado, e com as manutenções em dia, fazia no máximo 5 Km/L na cidade, mas existem registros de modelos seminovos nos anos 1970 que chegavam a fazer 2 km/l na cidade;

A suspensão era muito macia, passando conforto para o motorista, mas era pouco estável em curvas de alta, além da suspensão macia que prejudicava em manobras, o sistema de direção hidráulica era pouco preciso.

Acabamento Externo

Frente com faróis redondos, de lentes boleadas, embutidos em moldura de plástico;

Grade de ar do motor preta, com frisos na horizontal;

Setas dianteiras embutidas dentro da grade de ar;

Grandes e largos para – choques em aço carbono, cromados;

Repetidor de setas na parte superior dos para – lamas dianteiros;

Retrovisor, redondo em aço carbono, cromado;

Logo metálico “DartDeLuxo”, no para lama traseiro;

Lanternas traseiras bicolor, com luz de ré pequena e discreta;

Escapamento com saída dupla.

Acabamento interno

Painel em vinil preto;

Mostradores básicos + conta – giros;

Ventilador;

Ar – quente;

Ar – condicionado – opcional;

Volante de 4 raios com acabamento em couro;

Alavanca do câmbio na caixa de direção;

Acendedor de cigarros no painel;

Cinzeiro embutido no painel;

Bancos em vinil “imitação de couro”;

Cinzeiro na parede do banco traseiro;

Assoalho acarpetado.

Ficha Técnica – Dodge Dart de Luxo 1976 5.2 V8

Carroceria Coupé;

Porte Grande;

2 portas;

Motor LA 318;

Cilindros 8 em V;

Longitudinal;

Tuchos Hidráulicos;

Tração Traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção Hidráulica;

Câmbio manual de 3 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso 1480 kg;

Potência 198 cv;

Potência Máxima 4400 rpm.

De 0 a 100 – 9,5 Segundos;

Velocidade máxima 177 km/h;

Consumo Consumo na Cidade 5 km/l – Estrada 8 km/l;

Porta malas 436 Litros;

Carga útil 410 kg;

Tanque de combustível 62 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 308.349,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.joi

Motor Tudo – Dodge Dart De Luxo 1976 5.2 V8

Carros Clássicos Brasil – Dodge

Carros antigos

Caminhonete D10, a arma da GM para enfrentar o Ford F-1000 Elba carro – Chega ao Brasil o SW da família Uno, que tirou o sono dos SW Compacto VW e GM Fiat Oggi CSS 1.4 1984 conheça o Esportivo da Família 147 Vectra Elegance, em 2009 o médio de luxo da Chevrolet ainda causava frisson Toyota Paseo, conheça o cupê compacto da montadora japonesa Corsa 99, a versão Super do popular mais confortável da década de 1990 Opala 6 caneco, a versão standard de 1979 customizada Saveiro 96, o fim da bem sucedida geração quadrada se aproximava Chrysler Neon 2000, o início do fim, do médio de elite, hoje um raro colecionável Vectra 97, nunca restaurado, a versão CD 16V, com teto solar e câmbio automático

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos