Voyage GLS 1.8 1989 um sedã com alma de Gol GTS

O sedã compacto da Volkswagen, na versão GLS, era um esportivo com um visual esporte fino, e com um desempenho próximo ao do irmão Gol GTS

Na segunda metade da década de 1980, a linha BX ganha novo visual externo e novo painel, o Voyage Super de 1986, que era uma versão sedã derivada do Gol GT 1.8, em 1987 ganhou nova nomenclatura e se tornou o Voyage GLS 1.8, ao contrário do Gol GT, que se tornou GTS e ganhou mais fôlego no conjunto motor e câmbio, o modelo sedã não teve a mesma sorte, ficou com 4 cavalos a menos, mesmo assim o desempenho final de ambos os modelos eram próximos.

Equipado com bancos Recaro, com um acabamento esporte fino, rodas de liga leve, com o mesmo desenho da linha VW Santana CD de 1984 a 1986, somados ao painel satélite com conta-giros, e o elástico motor AP 1.8, fizeram do Voyage GLS 1989 um elegante esportivo, ou como muitos chamam um compacto esporte fino.

Mas para muitos, alguns itens que deveriam ser de série faltaram, como ar – condicionado e direção hidráulica, itens que em 1989 a montadora oferecia apenas para o Gol GTi 2.0, mesmo assim como opcional.

Desempenho 

O motor AP 1.8, não era exatamente o mesmo que equipou o Voyage Super de 1986 com 99 CV de força, muito menos o do Gol GTS, mesmo assim entregava bons 96 CV de força e indo de zero a 100 em ótimos 11,5 segundos.

Muito ágil na cidade, confortável e seguro em ultrapassagens e retomadas de marcha;

O câmbio de 5 marchas, tinha uma relação curta e engates precisos, dando ao carro um ar esportivo na hora de dirigir;

Em curvas de alta o conjunto carroceria e chassis, era muito equilibrado, mesmo com piso molhado;

Em retas em velocidades acima de 140 Km/h, tinha um giro de motor estável, e o carro se mantinha paralelo sem balanços repentinos.

Imagens Reginaldo de Campinas

Acabamento Externo

Frente com faróis quadrados, de lente plana, embutidos em um mesmo conjunto com as setas;

Para – Choques envolventes, de vinil na cor preto;

ndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Farol de neblina embutidos no para – choque;

Retrovisores panorâmicos, com controle elétrico interno;

Rodas de liga – leve 175/70 R13;

Friso lateral emborrachado, com o logo GLS 1.8;

Lanternas traseira tricolor, tradicionais, desde seu lançamento;

Moldura de plástico para embutir a placa.

Acabamento Interno

Painel satélite, bonito e muito eficiente, + conta – giros;

Volante espumado de 4 raios;

Ventilador de três velocidades;

Ar – quente;

Acendedor de cigarros;

Cinzeiro no console da alavanca de marchas;

Rádio AM/FM digital, Toca fitas;

Bancos Recaro com acabamento esporte fino;

Bancos dianteiros, com encosto de cabeça com regulagem de altura;

Acionamento dos vidros, elétrico;

Travas elétricas;

Ajuste elétrico dos retrovisores;

Desembaçador elétrico dos vidros traseiros;

Break – Light;

Assoalho e porta malas acarpetados.

Ficha Técnica – Voyage GLS 1.8 1989

Carroceria sedã;

Compacto;

2 portas;

Motor AP 1.8, primeira geração;

Cilindros 4 em linha;

Longitudinal;

Tuchos mecânico;

Tração dianteira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção simples;

Câmbio manual de 5 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso 960 KG;

Potência 96 CV;

Torque Máximo 15,6 kgfm a 3400 rpm.

Potência Máxima 5200 RPM.

De 0 a 100 – 11,5 Segundos;

Velocidade máxima 167 KM/h;

Consumo na Cidade 6,8 KM/L – Estrada 9,7 KM/L;

Autonomia – Cidade 374 KM – Estrada 533,5 KM;

Porta malas 382 Litros;

Carga útil 350;

Tanque de combustível 55 Litros;

Preço atualizado R$ 63.900,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

Motor Tudo – Voyage GLS 1.8 1989 

Carros Clássicos Brasil – Voyage Quadrado

Please follow and like us:

Deixe uma resposta