Omega 3.0 Diamond 1994 A série especial do Absoluto

Compartilhe

Omega 3.0 Diamond 1994 era uma série especial, focada na versão GLS, com motor da Versão CD, mas o que nunca ficou claro foi o motivo de seu lançamento

Segundo a montadora a série especial, era em comemoração ao segundo ano de produção do substituto do Opala, mas entendidos no assunto e revistas especializadas da época, afirmavam que na verdade era para esvaziar o estoque da montadora com excedentes de peças do CD, que em 1995 ganharia uma nova configuração. Com isso alguns equipamentos de série se tornaram opcionais, CD player, luzes de longo alcance, e computador de bordo.

Por dentro a série especial, traz bancos e tecido das portas com estampas diferenciadas, o logo Diamond no centro do volante e na lateral dos para – lamas dianteiros.

Desempenho

O motor C30NE 3.0 entregava bons 165 cv, dava ao carro muito fôlego, tanto na cidade como na estrada, com aceleração de 0 a 100 em 10,2 segundos e velocidade final de 201 km/h.

Na estrada tinha um excelente velocidade de cruzeiro, se mantendo em velocidades entre 160 Km/h e 180 Km/h durante longos períodos, sem oscilações.

Os freios também eram muito eficientes, discos ventilados nas 4 rodas, com sistema ABS.

Em curvas de alta a suspensão Chevrolet como sempre oferecia segurança, eficiência e muito conforto, em retas o carro não balançava se mantendo muito estável.

O nível de ruído interno era o mais baixo e equilibrado do mercado.

Acabamento Externo

Frente com faróis trapezoidais, com luz de longo alcance e setas embutidos em um mesmo conjunto;

Para – choques envolventes na cor do carro, com friso emborrachado na frente e friso cromado na parte superior;

Farol de neblina embutido no para – choque dianteiro

Logo “Diamond”, na lateral do para – lama dianteiro;

Rodas de liga – leve 205/60 R 15;

Friso emborrachado com detalhe cromado em toda extensão lateral do carro;

Logo Diamond na lateral dos para – lamas dianteiros;

Retrovisor panorâmico na cor do carro;

Logo “Omega 3.0i” na tampa do porta – malas;

Antena elétrica, embutida no para – lama traseiro;

Lanternas traseira tricolor, fumê.

Acabamento Interno

Painel moderno e muito eficiente;

Conta-giros;

Volante executivo de 4 raios, com acabamento em couro, costurado a mão;

Volante com ajuste de altura;

Computador de bordo – Opcional;

Acabamento de bancos e portas em fino tecido aveludado, com estampa diferenciada;

Banco do motorista com regulagem de altura;

Vidros elétricos nas 4 portas;

Travas elétricas;

Travamento central de portas e vidros;

Ajuste elétrico dos retrovisores;

Acendedor de cigarros;

Cinzeiro embutido no painel;

Ventilador;

Ar – quente;

Ar – Condicionado;

Rádio digital AM/FM Toca Fitas;

Porta fitas K7;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro;

Abertura interna do porta malas,

Assoalho e porta – malas acarpetados.

Ficha Técnica – Omega 3.0 Diamond 1994

Carroceria sedã;

Porte grande;

4 portas;

Motor C30NE 3.0;

Cilindros 6 em linha;

Longitudinal;

Tuchos Hidráulicos;

Tração traseira;

Combustível Gasolina;

Injeção Multiponto;

Direção Hidráulica;

Câmbio manual de 5 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios ABS, a disco ventilados nas rodas dianteiras e disco sólido nas rodas traseiras;

Peso 1508 KG;

Potência 165 CV;

Potência Máxima 4500 rpm.

De 0 a 100 – 10,2 Segundos;

Velocidade máxima 210 km/h;

Consumo Consumo na Cidade 6,7 km/l – Estrada 9,9 km/l;

Porta malas 452 Litros;

Carga útil 480;

Tanque de combustível 75 Litros;

Preço atualizado aproximado R$ 236.326,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Carros Clássicos Brasil – Chevrolet Omega

2 comentários sobre “Omega 3.0 Diamond 1994 A série especial do Absoluto”

  1. Eu tive um Dyamond… Maravilhoso!! Um dos melhores carros que eu já tive se comparado ano/época. Era cor grafite… sinto saudades dele. Época em que não nos preocupávamos muito com o consumo de combustível pois os preços na boma eram justos.

Deixe um comentário