Dodge Charger R/T 77 com uma combinação de cores fantástica

Aversão esportiva da família Dodge com o acabamento da versão de luxo top de linha, um verdadeiro espetáculo no final da década de 1970

A versão Dodge Charger R/T 77, ia de 0 a 100 em incríveis 9,5 segundos, um número no mínimo respeitável para um modelo que pesava mais de uma tonelada e meia, e com tecnologia do início da década de 1970, além disso algumas unidades saim de fábrica com um algo a mais.

Sem dúvida a Dodge fazia a diferença na industria automobilística nacional, no que se refere a qualidade e ao bom gosto do acabamento interno e externo, aos moldes da Chevrolet e Ford durante a década de 1980 até o início da década de 1990.

O modelo aqui da matéria, saiu de fábrica com um incrível acabamento, uma linda combinação de cores, no acabamento interno todo em couro, o marrom e o preto fazem um contraste bastante interessante, no acabamento externo a carroceria na cor Castanho Araguaia, fazia uma combinação perfeita com o teto marrom.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, ainda era atualizado para a época, mesmo assim era sempre bom o motorista ficar atento a curvas de alta e em retas em altas velocidades, suspensão muito macia + direção hidráulica pouco precisa = ver o mundo girar.

Motor –  Utilizando o motor Dodge LA 318 de 215 CV, deixava um pouco a desejar em velocidade final, apenas 180 km/h, mas de 0 a 100 fazia a diferença.

Câmbio –  O câmbio manual de 4 velocidades, tinha engates precisos, e a alavanca no assoalho era curta, dando um ar todo esportivo ao carro.

Retomadas e ultrapassagens – Com um motor com muito fôlego e um câmbio descomplicado, o carro era seguro e eficiente, indo de 0 a 100 em 9,5 Segundos.

Consumo –  No final da década de 1970, consumir 5 km/l na cidade e 8 km/l na estrada, já não era tão confortável, mas para quem tinha dinheiro para comprar um Muscle Car, não fazia tanta diferença.

Acabamento Externo

Faróis –  Redondos de lentes boleadas, duplos na horizontal, embutidos atrás da grade de ar do motor;

Setas dianteiras – Embutidas atrás da grade de ar do motor entre os faróis – Com repetidor de setas na parte superior dos para – lamas;

Para – choques –  Largas lâminas de aço carbono cromadas;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Bipartida, cromada, com frisos na na vertical;

Retrovisores Externos – Redondos, cromados e com controle mecânico interno;

Frisos – Adesivo preto em toda a extensão lateral do carro;

Rodas – De aço na cor grafite claro, e detalhes cromados, tradicionais família Dodge Charge;

Maçanetas – Cromadas;

Logo – “Magnum” na lateral do para lama traseiro;

Lanterna Traseira – Quadrada com luz de ré, embutida em uma moldura cromada;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Em couro, madeira e aço, em tons marrom;

Volante – Espumado de quatro raios, estilo executivo, com acabamento em couro;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Opcional;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Analógico no centro do mostradores;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Mecânico interno;

Acabamento dos bancos – Em couro;

Acabamento das portas – Em couro e detalhes cromados;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Estilo poltrona;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros, embutidos nos bancos dianteiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Dodge Charger R/T 77

Carroceria – Cupé;

Porte – Grande;

Portas – 2;

Motor –  LA 318 5.2;

Cilindros – 8 em V;

Posição – Longitudinal;

Peso Torque – 35,55 kg/kgfm;

Tração – Traseira;

Combustível – Gasolina;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Manual de 4 velocidades, alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1525 kg;

Comprimento – 4960 mm;

Distância entre-eixos – 2820 mm;

Potência – 215 CV;

Cilindrada – 5212 cm³;

Torque máximo – 42,9 kgfm a 2400 rpm;

Potência Máxima – 4400 RPM;

Aceleração de 0 a 100 – 9,5 Segundos;

Velocidade máxima – 180 km/h;

Consumo: Cidade 5 km/l – Estrada 8 km/l;

Autonomia: Cidade 310 km – Estrada 496 km;

Porta malas – 436 Litros;

Carga útil – 400 kg;

Tanque de combustível – 62 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 142.846,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Please follow and like us:

3 comentários sobre “Dodge Charger R/T 77 com uma combinação de cores fantástica”

  1. É voces tem razão quando falam e um automóvel repeitado, com esse maravilhoso motor v 8 pra mim um dos melhores no mundo
    Isso sim é automóvel e gosta de estrada hein?
    parabéns pela reportagem.
    abraços.

  2. Boa noite,
    Porque não fazem matéria do alfa Romeo 2300, 2300 ti, 2300 ti4,.foi um grande carro nacional da sua época.

Deixe uma resposta