fbpx
Pular para o conteúdo

Diplomata SE 1991 o fim do motor 2.5, e o motor 4.1 ganha novo upgrade

Diplomata SE
Compartilhe

O Diplomata SE no segundo semestre de 1990 já como modelo 1991, deixa de ser oferecido na configuração 4 cilindros. Já o motor de 6 cilindros ganha novo upgrade, bielas mais longa, e uma mudança no diâmetro curso do virabrequim e pistões, deixando o motor com mais potência e mais econômico.

Um acréscimo de 3 cv de potência, passa de 118 cv líquidos para 121 cv líquidos, quanto ao consumo os motores a gasolina com câmbio manual, passam de 6,1 km/l na cidade para 7 km/l, na estrada sai de 9,4 km/l e passa para 9,5 km/l. Também tem ganhos na velocidade final 3 km/h a mais, e em aceleração de 0 a 100 fica pouco menos de 1 segundo mais ágil. Os modelos com câmbio automático também ganharam mais fôlego e economia.

Essa diferença de potencia e consumo, em relação ao modelo de 1990, pode parecer pequena, mas o carro ficou com um giro em médias e altas rotações bem mais estável, também aumentou o tempo de vida útil do motor, deixando as manutenções preventivas mais distantes uma da outra, gerando economia no bolso do proprietário.

Na verdade os upgrades para o modelo 1991, era uma preparação para descontinuar o Opala, que acabou acontecendo em abril de 1992, abrindo espaço para adaptar a linha de montagem para seu substituto o Opel Omega, e assim disponibilizando pessoal e equipamentos para o novo projeto.

O exemplar da nossa matéria é um Diplomata SE, a versão top de linha da família Opala de 1991, na cor Vermelho Ciprius. Equipado com o motor 4.1 de 6 cilindros, 121 cv líquidos a gasolina e câmbio automático de 4 marchas, torque máximo de 28,7 kgfm a 2000 rpm, velocidade final real de 165 km/h e aceleração de 0 a 100 em 11,2 segundos. Quanto ao consumo 6,4 km/l na cidade e na estrada 9 km/l.

Acabamento Externo

Faróis – Trapezoidais de lentes planas;

Setas dianteiras – Embutidas no mesmo conjunto dos faróis;

Para – choques –  Envolventes na cor da carroceria;

Faróis de neblina – Luz de longo alcance embutido no conjunto de lentes do farol;

Grade de ar do motor – Com frisos na horizontal na cor da carroceria;

Retrovisores Externos – Panorâmicos pintados na cor da carroceria;

Frisos – Largo friso lateral com o logo “Diplomata SE”;

Rodas – De de liga-leve 195/65R15;

Maçanetas – Embutidas nas portas;

Logo – “41./S”, na tampa do porta-malas;

Lanterna Traseira – Tricolor fumê com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores em escala circular;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em courvin e aço preto;

Volante – De três raios espumado estilo executivo;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Sim;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Digital;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétrico nas 4 portas;

Sistema de travamento das portas – Elétrico central;

Ajuste dos retrovisores externos – Elétrico;

Acabamento dos bancos – Em fino tecido aveludado, com opcional para couro;

Acabamento das portas – Em vinil e tecido;

Luz de Sinalização no rodapé das portas –Sim;

Banco traseiro – Com encosto de cabeça para 2 passageiros e apoio para o braço;

Encosto de cabeça – Para quatro passageiros com regulagem de altura;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Diplomata SE – Câmbio Automático – Ano 1991

Carroceria – GM Sedan;

Porte – Grande;

Portas – 4;

Motor –  Cód 250 – 4.1/S;

Cilindros – 6 em linha;

Válvulas por cilindro – 2;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 121 cv;

Peso Torque – 48,6 kg/kgfm;

Cilindrada – 4093 cm³;

Torque máximo – 28,7 kgfm a 2000 rpm;

Potência Máxima – 3800 rpm;

Tração – Traseira;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Automático de 4 velocidades com alavanca no assoalho;

Embreagem – Conversor de torque;

Freios – Freio a disco ventilado nas rodas dianteiras e disco sólido nas rodas traseiras;

Peso – 1395 kg;

Suspensão dianteira – Independente, braço sobrepostos – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Eixo rígido – Mola helicoidal;

Comprimento – 4847 mm;

Distância entre-eixos – 2667 mm;

Largura – 1920 mm;

Altura – 1384 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 11,2 Segundos;

Velocidade máxima – 165 km/h;

Consumo: Cidade 6,4 km/l – Estrada 9 km/l;

Autonomia: Cidade 637 km – Estrada 864,5 km;

Porta malas – 376 Litros;

Carga útil – 420 kg;

Tanque de combustível – 91 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 353.990,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos.

Diplomata SE

Carros antigos

Astra GSi 2003, chega ao mercado a fera 2.0 16V, alcançando mais de 200 km/h Gol Quadrado GTi, em 1992 a montadora comemorou 12 anos da carroceria BX Puma GTE 1977 o primeiro grande pico de vendas da montadora Porsche 911 L, a versão comercializada na terra do Tio Sam em 1968 Fiorino 96, com motor 1.5, Zero km um colecionável que nunca foi emplacado Caminhonetes antigas Ford sucesso em eventos de carros antigos MP Lafer carros fora de série com o legitimo chassi MP Honda SUV ZR V 2024 preço ficha técnica e equipamentos Fusca 96 Itamar Série especial última edição da geração refrigerada a ar Carro para o dia a dia Vectra 4 portas 2.2 8V excelente relação custo benefício

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos