Comparativo Passat GTS 1.6 1983 X Escort XR3 1.6 1983

O esportivo da Ford nasceu mais rápido e ágil que o modelo alemão, que já estava ano mercado a 10 anos

A batalha começou com a chegada do no médio da Ford, o modelo Volkswagen sempre esteve um passo a frente de seu principal concorrente o Corcel 1 e 2, mas a chegada do novo esportivo, assustou a montadora alemã, no comparativo entre o Passat GTS 1.6 1983 X Escort XR3 1983, o modelo da Ford levava uma boa vantagem.

Acabamento Externo e Designer da carroceria

Escort XR3 1.6 1983

Chegou ao Brasil já em sua terceira geração, com um visual mais moderno que de seu concorrente e que agradava muito aos olhos do público, além de acessórios esportivos que deixavam o hatch com um ar futurista, bonito moderno, no quesito visual e designer estava a frente.

Passat GTS 1.6 1983

Já a 10 anos no Brasil, ainda estava em sua primeira geração, na Europa já se desfrutava da segunda geração desde o ano de 1981, mas seu desenho ainda agradava ao olhos do público brasileiro, seu novo estilo de faróis quadrados duplos, chamava a atenção porém poucos atrativos em acessórios esportivos deixa o visual e o designer do Passat um passo atrás de seus concorrente.

Acabamento Interno

Escort XR3 1.6 1983

O modelo Ford também estava um passo a frente da concorrência, com um painel mais completo e moderno, oferecia, conta – giros e relógio digital, além de botões mais próximos da mão do motorista, mais funcional e confortável, vidros e travas elétricas, eram oferecidos como opcional, o acabamento de bancos e portas também deixavam o XR3 mais atraente.

Passat GTS 1.6 1983

Seu ponto forte eram os Bancos Recaro, apoio de braço no banco traseiro e encosto de cabeça para 4 passageiros, no restante já estava desatualizado em comparação ao modelo da Ford, um painel simples, que recebeu poucas mudanças desde seu lançamento em 1973/1974, sem opcionais, para vidros e travas elétricas.

Desempenho

Ford Escor XR3 1.6 1983

O XR3, com a nova configurações dos motores Cléon Fonte, rebatizados de CHT e montados na posição transversal, tinha um torque mais suave e firme, indo de 0 a 100 em 12,7 segundos, sendo 1,2 segundos mais rápido que o modelo Volkswagen.

Em velocidade final o XR3 também era mais rápido, 162 KM/h de velocidade final real, 2 KM/h mais rápido que o modelo Volkswagen.

Os Pontos negativos ficavam para o câmbio, suspensão e chassi, o câmbio tinha engates confortáveis, mas em mudanças muito rápidas, nem sempre você engatava de primeira, a ré ainda sofria do mesmo problema do irmão Corcel 2, barulhenta e desconfortável no engate, além de ter relações muito longas para um esportivo.

A suspensão muito macia, tirava a estabilidade do carro em curvas de alta, tendências de sair de traseira, em retas o chassi com o peso mal distribuído, fazia com que toda a família Escort sofresse do chamado efeito flutuante, quando a traseira é muito mais leve que a frente, e o que da balanços repentinos em altas velocidades.

Psssat GTS 1.6 1983

O motor MD-270 1.6, já não atendia mais as necessidades de um esportivo de ponta, com a chegada do Chevrolet Monza, e do Escort XR3, a montadora iniciou o projeto em busca de novas atualizações.

O câmbio 4 marchas apesar de deixar o carro divertido de dirigir na cidade, na estrada após a velocidade de 100 KM/h passa muita vibração para o interior do carro, como se pedisse o tempo todo uma 5ª marcha, mas que só chegaria em 1985, com o novo motor AP 1.8.

O ponto positivo ficava para o incrível equilíbrio do carro, a aerodinâmica do Passat, aliado a uma suspensão muito eficiente e a ótima distribuição de peso, fazia com que o carro fosse muito estável em curvas de alta e em retas em altas velocidades.

Ficha Técnica – Escort XR3 1.6 1983

Carroceria hatch;

Porte Médio;

2 portas;

Motor Cléon Fonte / CHT 1.6;

Cilindros 4 em linha;

Transversal;

Tuchos mecânicos;

Tração Dianteira;

Combustível álcool;

Carburador;

Direção Simples;

Câmbio manual de 5 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso 934 KG;

Potência 81,7 CV;

Torque máximo 12,2 kgfm a 4000 rpm;

Potência Máxima 5600 RPM;

De 0 a 100 – 13,9 Segundos;

Velocidade máxima 162 KM/h;

Consumo na Cidade 6,8 KM/L – Estrada 11 KM/L;

Autonomeia – Cidade 379,2 KM – Estrada 609,6 KM;

Porta malas 250 Litros;

Carga útil 382;

Tanque de combustível 48 Litros;

Preço atualizado Não informado;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária.

Ficha Técnica – Passat GTS 1.6 1983

Carroceria Hatchback.

Porte Médio.

Duas portas.

Motor MD – 270 1.6.

Cilindros 4 em linha.

Longitudinal.

Tuchos mecânicos .

Tração dianteira.

Combustível Gasolina.

Carburador.

Direção Simples.

Câmbio manual de 4 marchas.

Freios disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras.

Peso 980 KG.

Potência 81 CV.

Torque Máximo – 12,8 kgfm a 2600 rpm;

De 0 a 100 – 15,1 Segundos.

Velocidade máxima 160 KM/h.

Consumo Cidade 8,6 KM/L Estrada 11,8 KM/L.

Autonomia – Cidade 516 KM – Estrada 708 KM.

Porta malas 362 Litros.

Carga útil Não informado.

Tanque de combustível 60 Litros.

Preço atualizado aproximado Não informado.

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária.

Deixe uma resposta