BMW 850 E31 Ci V12 1994, uma das versões top de linha que desembarcou no Brasil

Compartilhe

Um cupê de grande porte, com tração traseira, e um motor V12 de 356 vc, com aceleração da 0 a 100 em 6,3 segundos, um gigante que custava quase R$ 1.000.000,00

Sem dúvida o BMW 850 E31 Ci V12 1994, entra para o seleto grupo, dos importados no início da década de 1990, que alcançou um número modesto de unidade emplacadas, em função de ser um modelo top de linha de uma marca de elite, embalou o sonho de centenas de milhares de brasileiros, mas só entrou na garagem de uma minoria financeiramente muito bem qualificada.

Um dos produtos mais caros da BMW na época, o modelo vinha equipado com acelerador eletrônico, freios ABS a disco ventilado nas quatro rodas e controle de tração. O maravilhoso brinquedo de gente grande, não entraria em sua garagem, por menos de R$ 890.429,00, em valores atualizados para o primeiro semestre de 2021. Se adicionar, outros valores da época como, seguro, impostos e documentação, os números aumentam, significativamente.

A série BMW 8 E31, foi apresentada em 1990, um equívoco comum comentem, é acharem que o Série 8, foi desenvolvido como um sucessor, mas na verdade, era uma classe de modelo totalmente nova, voltada para um mercado diferente, com um preço e desempenho substancialmente mais altos do que o da Série 6.

Desempenho

Estabilidade –  Para um esportivo de elite, sem dúvida, tanto a suspensão, como a distribuição de peso, foram desenvolvidas para alcançar um alto desempenho, em curvas de alta, em retas, e em velocidades acima de 180 km/h, com muita eficiência.

Motor –  Utilizando o motor BMW M73B54 5.4 V12, era robusto e muito confiável, com aceleração de 0 a 100 em 6,3 segundos.

Câmbio –  O câmbio automático de 5 marchas, respondia muito bem em retomadas e ultrapassagens.

Retomadas e ultrapassagens – Com um motor elástico com muito fôlego, que respondia muito bem ao pedal do acelerador, era um dos carros mais eficiente do mundo.

Consumo –  Para um esportivo de elite, com um motor de 12 cilindros, fazer 3,6 km/l na cidade era o que menos importava.

Acabamento Externo

Faróis –  Escamoteáveis;

Setas dianteiras – Embutidas no mesmo conjunto da grade de ar do motor;

Para – choques –  EEM linhas discretas que acompanham a carroceria e a grade de ar do motor;

Faróis de neblina – Sim;

Grade de ar do motor – Bipartida, estilo BMW;

Retrovisores Externos – Panorâmicos com ajuste elétrico interno;

Frisos – Fino friso emborrachado na cor da carroceria;

Rodas – De liga-leve, 235/50 R16;

Maçanetas – Embutidas nas portas;

Logo – “850 CI”, na tampa traseira;

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Sim;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com diversos mostradores, com escala em km/h;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em couro em tons grafite e detalhes em madeira, próximo ao console da alavanca do câmbio de marchas;

Volante – Espumado de quatro raios;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Digital;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Digital;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétricos;

Sistema de travamento das portas – Elétrico;

Ajuste dos retrovisores externos – Elétrico;

Acabamento dos bancos – Em couro;

Acabamento das portas – Em couro;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Com encosto de cabeça embutido e cinto de segurança de três pontos;

Encosto de cabeça – Para quatro passageiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – BMW 850 E31 Ci V12 1994

Carroceria – Cupê;

Porte – Grande;

Portas – 2;

Motor –  5.4 M73 B54;

Cilindros – 12 em V;

Válvulas por cilindro – 2;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 326 cv;

Peso Torque – 37,6 kg/kgfm;

Cilindrada – 5379 cm³;

Torque máximo – 50 kgfm a 3900 rpm;

Potência Máxima – 5000 rpm;

Tração – Traseira (RWD);

Alimentação –  Injeção Multiponto;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Automático de 5 marchas com alavanca no assoalho;

Embreagem – Conversor de torque;

Freios – Freios ABS, a disco ventilado nas 4 rodas;

Peso – 1880 kg;

Suspensão dianteira – Independente McPherson – Mola Helicoidal;

Suspensão traseira – Independente Multibraços – Mola Helicoidal;

Comprimento – 4780 mm;

Distância entre-eixos – 2684 mm;

Largura – 1855 mm;

Altura – 1340 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 6,3 Segundos;

Velocidade máxima – 250 km/h;

Consumo: Cidade 3,6 km/l – Estrada 6,6 km/l;

Autonomia: Cidade 324 km – Estrada 594 km;

Porta malas – 360 Litros;

Carga útil – 420 kg;

Tanque de combustível – 90 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 890.429,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.joi

Deixe uma resposta