fbpx
Pular para o conteúdo

Voyage 1982 LS ainda era a versão top de linha do sedan compacto Volkswagen

Voyage 1982 LS
Compartilhe

Voyage 1982 LS ainda era a versão top de linha do sedan compacto Volkswagen: O modelo que chegou as concessionárias em 1981, rapidamente ganhou o posto de compacto mais avançado do país.

Anúncio

Equipado com o motor da família Passat o BR 1.5 nas configurações a álcool e gasolina, se tornou o compacto mais caro e desejado do Brasil. Em 1982 as versões disponíveis ainda eram apenas S e LS.

Já no segundo ano de produção, alcança o posto de segundo carro mais emplacado do país com 63.622 unidades, ficando atrás apenas do irmão VW Fusca. Foi um da queles anos de confusão nos órgãos do governo, onde as montadoras brigavam pelos números reais.

A Fiat garantia que seu compacto 147 havia sido o mais vendido, e a Volkswagen afirmava que era o Fusca, entre controvérsias e políticas, o Voyage de um forma ou de outro levou o posto de segundo carro mais comercializado na quele ano.

Anúncio

A versão Voyage 1982 LS, pelo segundo ano consecutivo emplaca mais que a versão de entrada “S”, o motivo já explicado em outras matérias era a pequena diferença de preço e equipamentos entre ambas as configurações.

Galeria de Fotos 1 – Imagens Pastore Car Collection

O ano de 1982 também marcaria o fim do Voyage LS como top de linha. Para o ano seguinte chegariam novas versões e a carroceria 4 portas, e daria início aos primeiros lotes tipo exportação.

Entre os anos de 1981 e 1982, algumas unidades já haviam sido vendidas na Argentina com o nome VW Gacel, mas com motores 1.6 a diesel na carroceria 2 portas, e equipados com ar condicionado e conta giros.

Mas as exportações em grande lotes para Argentina, e outros países da América do Sul e do continente africano, só começaram realmente em 1983, já com os motores MD -270 1.6 a gasolina e a Diesel.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto do projeto, dava ao carro uma ótima estabilidade, um monobloco muito bem desenvolvido, baseado nos compactos alemães.

Motor –  Utilizando o motor VW br 1.5 de 78 cv a gasolina, era robusto, rápido e de manutenção relativamente barata e descomplicada.

Câmbio –  O câmbio manual de 4 velocidades, era de engates macios e precisos, deixando o carro divertido de dirigir na cidade.

Retomadas e ultrapassagens – Com um motor elástico e com fôlego que respondia muito bem ao pedal do acelerador, era seguro e confiável.

Consumo –  Para um motor 1.5 a Gasolina, fazer 15 km/l na estrada era um consumo bastante generoso para um compacto, mais detalhes na ficha técnica no final da matéria.

Galeria de Fotos 2 – Imagens Pastore Car Collection

Acabamento Externo

Faróis –  Retangulares de lentes planas novidade na linha Volkswagen desde 1981; Setas dianteiras – Embutidas no mesmo conjunto dos faróis;

Para – choques –  Em lâminas de aço carbono cromados, – As cantoneiras da unidade aqui da matéria, são dos modelos 1984 em diante, provavelmente substituídos no processo de restauração;

Faróis de neblina – Não; Grade de ar do motor – Com frisos na horizontal na cor grafite;

Retrovisores Externos – De plástico com ajuste manual, os retrovisores da unidade aqui da matéria, são dos modelos 1983 em diante, provavelmente substituídos no processo de restauração;

Frisos – Com vinco metálico em toda a extensão lateral do carro; Rodas – De aço com calotas de plástico ao centro 175/70 R13; Maçanetas – Na cor grafite.

Logo – “Voyage LS”, Na tampa do porta – malas; Lanterna Traseira – Tricolor tradicionais da família Voyage Quadrado da década de 1980; Bagageiro – Não; Teto Solar – Não; Limpador do vidro traseiro – Não.

Galeria de Fotos 3 – Imagens Pastore Car Collection

Acabamento interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala quadrada; Conta – giros – Não; Acabamento do painel – Em vinil na cor grafite; Volante – De dois raios espumado; Sistema de som – Opcional.

Ventilador – Sim; Ar – condicionado – Não; Ar –  quente – Opcional; Luz de leitura – Não; Relógio – analógico junto ao mostradores d painel; Acendedor de cigarros – Sim.

Cinzeiro – Sim; Acionamento dos vidros – Manual basculante; Sistema de travamento das portas – Mecânico; Ajuste dos retrovisores externos – Manual; Acabamento dos bancos – Em tecido aveludo.

Acabamento das portas – Em vinil; Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não; Banco traseiro – Sem acessórios; Encosto de cabeça – Para dois passageiros nos bancos dianteiros com regulagem de altura.

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Opcional; Assoalho – Acarpetado; Porta-malas – Acarpetado.

Galeria de Fotos 4 – Imagens Pastore Car Collection

Ficha Técnica – Voyage 1982 LS

Carroceria – Sedã; Porte – Compacto; Portas – 2; Motor –  BR 1.5; Cilindros – 4 em linha; Posição – Longitudinal; Combustível – Gasolina; Potência – 78 cv; Peso Torque – 77,48 kg/kgfm.

Cilindrada – 1471 cm³; Torque máximo – 11,5 kgfm a 3600 rpm; Potência Máxima – 6100 rpm; Tração – Dianteira; Alimentação –  Carburador; Direção – Simples; Câmbio – Manual de 4 velocidades com alavanca no assoalho.

Embreagem – Monodisco a seco; Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras; Peso – 891 kg; Suspensão dianteira – Independente, McPherson – Mola helicoidal.

Suspensão traseira – Eixo torção – Mola helicoidal; Comprimento – 4063 mm; Distância entre-eixos – 2358 mm; Largura – 1601 mm; Altura – 1364 mm; Aceleração de 0 a 100 – 15,8 Segundos.

Velocidade máxima – 151 km/h; Consumo: Cidade 9 km/l – Estrada 15 km/l; Autonomia: Cidade 495 km – Estrada 825 km; Porta malas – 382 Litros; Carga útil – Não informado; Tanque de combustível – 55 Litros.

Motor Tudo somos todos um só, o maior e melhor conteúdo de carros clássicos e carros japoneses do Brasil. Notícias, Fichas Técnica, fotos e novidades do mercado.

carros antigos
carros antigos

Carros antigos

Abrir bate-papo
Olá 👋
Seja bem vindo

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos