fbpx
Pular para o conteúdo

Volvo S 40, o sedã médio sueco de 1999, que nasceu para ser um compacto executivo

Compartilhe

O Volvo S 40, nasceu na Europa em 1995, em meio a uma briga com a Audi. O problema foi que as duas montadoras lançaram projetos com o mesmo nome “S4”, os suecos então decidiram adotar a nomenclatura S40. Outra curiosidade foi o posicionamento no mercado, na grande maioria dos países do continente europeu, ele foi posicionado como um compacto de luxo, mas….

Em países como Austrália, Canadá e Estados Unidos, que receberam unidades, o modelo chegou a ser posicionado como um sedã subcompacto de luxo e custo intermediário. Já aqui no Brasil, teve uma condição bastante diferente, chegou logo após seu lançamento na Europa, como um sedã médio de luxo, de uma marca de elite, um produto de alto custo ao alcance de poucos.

O Volvo S40, foi um dos maiores exemplos da indústria automobilística mundial, de carro, robusto, confortável, durável, com um preço dentro do esperado, e recheado de instrumentos de segurança e conforto, mas que não conseguiu ser um líder em vendas. Emplacou entre 1995 e 2012 apenas 602.910 unidades, um número não muito significativo para um carro exportado para diversos países.

Porém, os exemplares com rodam no Brasil, ganharam atenção especial, principalmente os modelos produzidos entre 1995 e 2000, que já entraram para o clássico grupo de colecionáveis de alto custo, uma unidade ainda em estado de zero km, ou devidamente conservada, pode alcançar a casa dos $ 20.000 dólares.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto do projeto, dava ao carro uma ótima estabilidade, a Volvo incrivelmente conseguia unir, conforto e segurança, em uma mesma estrutura.

O motor – Equipado com o motor B4194T 1.8L de 16 Válvulas, era eficiente e confiável. Com uma ótima velocidade final real de 195 km/h.

Câmbio –  O câmbio automático, trazia uma nova tecnologia para o Brasil, sem trancos nas trocas, e exigindo pouca manutenção.

Retomadas e ultrapassagens – Mesmo sendo um modelo que pesava 1340 kg, era rápido e eficiente com aceleração de 0 a 100 em 11 segundos.

Consumo –  Para um motor de 4 cilindros, 16 Válvulas e injeção multiponto, fazer 10,3 km/l na cidade, era um grande feito para a década de 1990, mais detalhes na ficha técnica no final do post.

Acabamento Externo

Faróis –  Retangular levemente chanfrados nas extremidades;

Setas dianteiras – Embutidas no mesmo conjunto dos faróis;

Para – choques –  Envolventes na cor da carroceria, com friso emborrachado;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Tradicional família Volvo;

Retrovisores Externos – Panorâmicos na cor da carroceria, com controle elétrico interno;

Frisos – Friso emborrachado em toda a extensão lateral do carro;

Rodas – 195/55 R15;

Maçanetas – Na cor grafite;

Logo – “S40”, Na tampa do porta-malas;

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Sim;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores em escala circular + Computador de bordo;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em couro e vinil;

Volante – Espumado de quatro raios;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Sim;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Digital;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétrico nas 4 portas;

Sistema de travamento das portas – Elétrico central;

Ajuste dos retrovisores externos – Elétrico;

Acabamento dos bancos – Em couro com ajuste lombar;

Acabamento das portas – Em couro;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Com apoio para o braço, encosto de cabeça e cinto de segurança de três pontos, para três passageiros;

Encosto de cabeça – Para cinco passageiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Volvo S 40 – Do ano de 1999

Carroceria – Volvo Sedã;

Porte – Médio;

Portas – 4;

Motor – 1.8;

Cilindros – 4 em linha;

Válvulas por cilindro – 4;

Posição – Transversal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 115 cv;

Peso Torque – 78,8 kg/kgfm;

Cilindrada – 1855 cm³;

Torque máximo – 17 kgfm a 4100 rpm;

Potência Máxima – 5500 rpm;

Tração – Dianteira;

Alimentação –  Injeção Multiponto;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Automático com alavanca no assoalho;

Embreagem – Conversor de torque;

Freios – Freio ABS, a disco ventilado nas rodas dianteiras e disco rígido nas rodas traseiras;

Peso – 1340 kg;

Suspensão dianteira – Independente, McPherson – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Independente, Multibraços – Mola helicoidal;

Comprimento – 4483 mm;

Distância entre-eixos – 2550 mm;

Largura – 1717 mm;

Altura – 1413 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 11 Segundos;

Velocidade máxima – 195 km/h;

Consumo: Cidade 10,3 km/l – Estrada 12 km/l;

Autonomia: Cidade 618 km – Estrada 720 km;

Porta malas – 402 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 60 Litros;

Valor atualizado Aproximado –  R$ 525.990,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Carros antigos

Elba carro – Chega ao Brasil o SW da família Uno, que tirou o sono dos SW Compacto VW e GM Fiat Oggi CSS 1.4 1984 conheça o Esportivo da Família 147 Vectra Elegance, em 2009 o médio de luxo da Chevrolet ainda causava frisson Toyota Paseo, conheça o cupê compacto da montadora japonesa Corsa 99, a versão Super do popular mais confortável da década de 1990 Opala 6 caneco, a versão standard de 1979 customizada Saveiro 96, o fim da bem sucedida geração quadrada se aproximava Chrysler Neon 2000, o início do fim, do médio de elite, hoje um raro colecionável Vectra 97, nunca restaurado, a versão CD 16V, com teto solar e câmbio automático Detomaso, um colecionável italiano com motor Ford Racing 5.8 V8 de 330 cv

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos