Volkswagen Santana GLSi 2.0 Automático 1993, Completo e muito equilibrado

Nove anos após seu lançamento, já em sua segunda geração, aqui no Brasil, ainda alcançava um número significativo de unidades emplacadas

Na versão top de linha, o Volkswagen Santana GLSi 2.0 Automático 1993, entregava um desempenho muito próximo da versão com câmbio manual, indo de 0 a 100 Km/h, em 13,2 segundos, um ótimo número para uma modelo AT, pesando mais de uma tonelada, com um visual atraente, e com diversos instrumentos de luxo e conforto de série, os números de unidades emplacadas ainda eram bastantes significativos para o mercado nacional.

Outro fator que contribuiu muito para as boas vendas do sedã médio da Volkswagen, no início da década de 1990, foi a queda nos preços de todas as versões, com a chegada de modelos mais atualizados, como Fiat Tempra e os chamados importados, modelos nacionais como VW Santana e Chevrolet Monza, foram reposicionados no mercado, de carros de auto custo, para veículos de custo médio.

Muitos fãs da montadora alemã, acostumados a comprar modelos compactos, nas versões intermediárias ou top de linha, também passaram a ter acesso ao modelo médio da montadora, na prática a Volkswagen mudou seu público alvo e manteve vivo o badalado Santana.

Curiosidade

Algumas montadoras dos chamados importados como a Peugeot entre 1992 e 1994, com seu modelo médio o 405, ofereciam em seu marketing muitos instrumentos de luxo, e um desempenho muito acima dos nacionais, mas na prática, os nacionais VW Santana e Chevrolet Monza superavam o modelo francês em todos os quesito

Desempenho

A confiabilidade era um dos pontos fortes do carro, o motor AP 2.0 injetado entregava bons 112 CV de força indo de 0 a 100 e 13,2 segundos, mesmo com câmbio automático.

O câmbio era muito eficiente, realizava as trocas sem trancos, deixando o carro ágil o suficiente para passar segurança e conforto.

Na cidade, entregava agilidade e conforto a altura de muitos importados, superando alguns modelos como Renault e Peugeot.

No segundo semestre de 1993, a nova configuração do motor AP 2.0, fazia com que o VW Santana, atingisse velocidade final de ótimos 185 Km/h reais, na estrada era eficiente, seguro em retomadas e ultrapassagens.

Acabamento Externo

Frente com faróis retangulares, levemente inclinados, embutidos em um mesmo conjunto com as setas;

Grede de ar com frisos na horizontal, na cor grafite;

Para – choques bicolor, pintados na cor do carro e preto, com um fino friso metálico;

Faróis de neblina embutidos no para – choque dianteiro;

Maçanetas na cor grafite;

Retrovisores satélites, na cor do carro com controle elétrico interno;

Rodas de liga – leve 185/65 R14;

Friso emborrachado em toda a extensão lateral, com detalhe cromado;

Brake light, no vidro traseiro;

Logo “2000” na tampa do porta – malas;

Lanternas traseiras tricolor, com extensão em acrílico para acabamento da placa.

Acabamento Interno

Painel segunda geração família Santana, com mostradores simples + relógio analógico e conta – giros;

Volante de 4 raios espumado, estilo executivo;

Rádio AM/FM Volkswagen, toca fitas digital;

Acendedor de cigarros;

Cinzeiro embutido no console da alavanca do câmbio;

Acabamento das portas em vinil cinza com forração em tecido aveludado;

Bancos Recaro, em tecido aveludado;

Banco do motorista com ajuste de altura;

Banco traseiro com apoio para o braço;

Encosto de cabeça para 4 passageiros, com regulagem de altura;

Cinzeiro embutido na parede próximo ao banco traseiro;

Vidros elétricos nas 4 portas;

Ajuste interno dos retrovisores elétricos;

Travamento central das portas;

Ventilador de três velocidades;

Ar – quente;

Ar – condicionado;

Assoalho e porta – malas acarpetados.

Ficha Técnica – Volkswagen Santana GLSi 2.0 Automático 1993 / 1994

Carroceria Sedã;

Porte Médio;

4 portas;

Motor AP 2.0i;

Cilindros 4 em linha;

Longitudinal;

Tuchos hidráulicos;

Tração dianteira;

Combustível Gasolina;

Injeção Multiponto;

Direção Hidráulica;

Câmbio Automático;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco ventilados nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso 1100 KG;

Potência 112 CV;

Potência Máxima 5600 RPM.

De 0 a 100 – 13,2 Segundos;

Velocidade máxima 185 KM/h;

Consumo Consumo na Cidade 9,2 KM/L – Estrada 12,9 KM/L;

Porta malas 363 Litros;

Carga útil Não informado;

Tanque de combustível 72 Litros;

Motor Tudo – Volkswagen Santana GLSi 2.0 Automático 1993 / 1994

Carros Clássicos Brasil – Volkswagen Santana

Please follow and like us:

Deixe uma resposta