Volkswagen Santana GLSi 2.0 Automático 1993, Completo e muito equilibrado

Carros dos anos 90 Volkswagen Volkswagen Santana

Nove anos após seu lançamento, já em sua segunda geração, aqui no Brasil, ainda alcançava um número significativo de unidades emplacadas

Na versão top de linha, o Volkswagen Santana GLSi 2.0 Automático 1993, entregava um desempenho muito próximo da versão com câmbio manual, indo de 0 a 100 Km/h, em 13,2 segundos, um ótimo número para uma modelo AT, pesando mais de uma tonelada, com um visual atraente, e com diversos instrumentos de luxo e conforto de série, os números de unidades emplacadas ainda eram bastantes significativos para o mercado nacional.

Outro fator que contribuiu muito para as boas vendas do sedã médio da Volkswagen, no início da década de 1990, foi a queda nos preços de todas as versões, com a chegada de modelos mais atualizados, como Fiat Tempra e os chamados importados, modelos nacionais como VW Santana e Chevrolet Monza, foram reposicionados no mercado, de carros de auto custo, para veículos de custo médio.

Muitos fãs da montadora alemã, acostumados a comprar modelos compactos, nas versões intermediárias ou top de linha, também passaram a ter acesso ao modelo médio da montadora, na prática a Volkswagen mudou seu público alvo e manteve vivo o badalado Santana.

Curiosidade

Algumas montadoras dos chamados importados como a Peugeot entre 1992 e 1994, com seu modelo médio o 405, ofereciam em seu marketing muitos instrumentos de luxo, e um desempenho muito acima dos nacionais, mas na prática, os nacionais VW Santana e Chevrolet Monza superavam o modelo francês em todos os quesito

Desempenho

A confiabilidade era um dos pontos fortes do carro, o motor AP 2.0 injetado entregava bons 112 CV de força indo de 0 a 100 e 13,2 segundos, mesmo com câmbio automático.

O câmbio era muito eficiente, realizava as trocas sem trancos, deixando o carro ágil o suficiente para passar segurança e conforto.

Na cidade, entregava agilidade e conforto a altura de muitos importados, superando alguns modelos como Renault e Peugeot.

No segundo semestre de 1993, a nova configuração do motor AP 2.0, fazia com que o VW Santana, atingisse velocidade final de ótimos 185 Km/h reais, na estrada era eficiente, seguro em retomadas e ultrapassagens.

Acabamento Externo

Frente com faróis retangulares, levemente inclinados, embutidos em um mesmo conjunto com as setas;

Grede de ar com frisos na horizontal, na cor grafite;

Para – choques bicolor, pintados na cor do carro e preto, com um fino friso metálico;

Faróis de neblina embutidos no para – choque dianteiro;

Maçanetas na cor grafite;

Retrovisores satélites, na cor do carro com controle elétrico interno;

Rodas de liga – leve 185/65 R14;

Friso emborrachado em toda a extensão lateral, com detalhe cromado;

Brake light, no vidro traseiro;

Logo “2000” na tampa do porta – malas;

Lanternas traseiras tricolor, com extensão em acrílico para acabamento da placa.

Acabamento Interno

Painel segunda geração família Santana, com mostradores simples + relógio analógico e conta – giros;

Volante de 4 raios espumado, estilo executivo;

Rádio AM/FM Volkswagen, toca fitas digital;

Acendedor de cigarros;

Cinzeiro embutido no console da alavanca do câmbio;

Acabamento das portas em vinil cinza com forração em tecido aveludado;

Bancos Recaro, em tecido aveludado;

Banco do motorista com ajuste de altura;

Banco traseiro com apoio para o braço;

Encosto de cabeça para 4 passageiros, com regulagem de altura;

Cinzeiro embutido na parede próximo ao banco traseiro;

Vidros elétricos nas 4 portas;

Ajuste interno dos retrovisores elétricos;

Travamento central das portas;

Ventilador de três velocidades;

Ar – quente;

Ar – condicionado;

Assoalho e porta – malas acarpetados.

Ficha Técnica – Volkswagen Santana GLSi 2.0 Automático 1993 / 1994

Carroceria Sedã;

Porte Médio;

4 portas;

Motor AP 2.0i;

Cilindros 4 em linha;

Longitudinal;

Tuchos hidráulicos;

Tração dianteira;

Combustível Gasolina;

Injeção Multiponto;

Direção Hidráulica;

Câmbio Automático;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco ventilados nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso 1100 KG;

Potência 112 CV;

Potência Máxima 5600 RPM.

De 0 a 100 – 13,2 Segundos;

Velocidade máxima 185 KM/h;

Consumo Consumo na Cidade 9,2 KM/L – Estrada 12,9 KM/L;

Porta malas 363 Litros;

Carga útil Não informado;

Tanque de combustível 72 Litros;

Motor Tudo – Volkswagen Santana GLSi 2.0 Automático 1993 / 1994

Carros Clássicos Brasil – Volkswagen Santana

Volkswagen Santana GLSi 2.0 Automático 1993, Completo e muito equilibrado
5 (100%) 1 vote[s]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *