qua. set 18th, 2019

4 thoughts on “Volkswagen Fusca 1500 1971 O Primeiro carro brasileiro a realizar Crash-test

  1. Rodrigo Martiniano disse:

    Agora sim um Fuscão 71!
    Parabéns ao nobre editor, Jairo Kleiser, pela imediata correção das imagens!
    Então, vamos à “historinha”, verídica – por gentileza, creiam – como todas as que eu escrever aqui.
    Eu tive (ops! – meu pai teve) um Fuscão 72 zero km, azul diamante, placas de Belo Horizonte AH-0074. Por que do ‘eu tive’? Bem suscintamente, meu pai gostava muito de passear de carro, COM ALGUÉM DIRIGINDO, NÃO ELE, pois nunca soube dirigir; esse ‘ALGUÉM’, quase sempre era eu, embora em 1972 – aos quinze anos de idade – eu, é claro, não tivesse CNH. Daí, os carros lá de casa ficavam a mercê de mim. Outro que dirigia para o velho era o meu amigo Zezé, já com a bendita CNH, pois no início de 1972 completara os dezoito anos. Zezé era praticamente um piloto, muita “manha” no volante eu aprendi com ele.
    Um dia eu pedi ao velho que emprestasse o Fuscão para irmos a Lagoa da Prata, cidade distante uns 250 km de BH. – “Não, assim não pode! Você não tem carteira, viajar sem carteira e sem a minha presença não pode.”, disse o velho. Sempre super legal, papai contornou: – “Só se o Zezé for dirigindo…”.
    No próximo sábado seguimos para Lagoa da Prata, eu, Zezé e mais dois amigos. Zezé nos disse que o Fuscão da tia dele, Helena, dava “VDO”, a marca do fabricante do velocímetro, gravada na extremidade inferior do instrumento: – “Vamos ver se esse aqui também dá…”.
    O AH-0074 superou o Fuscão da tia Helena, num declive da estrada o ponteiro do velocímetro quase encostou na luz vermelha testemunha do dínamo, devorando gasolina azul + DONAX SUD (um aditivo da época). Parámos em um posto para abastecer, no posto dois caras de Corcel, seguindo para o mesmo destino, “ouriçaram” a gente: – “Esse carro aí que é o fodão, né! Valendo uma caixa de Brahma, daqui até Lagoa da Prata, topa?”.
    – “Zezé: o carro dele tem dois caras, o nosso quatro, Corcel é mais forte…”, disse ao Zezé. – “Não esquenta não, Rodrigão! Você viu o que esse Fuscão faz…”.
    Na saída do posto um morro forte, o Fuscão simplesmente despachou o Corcel, pôs pelo menos cinco minutos de vantagem.
    Em Lagoa da Prata os caras do Corcel arregraram: – “Não! A gente não paga não! Esse carro seus é fuçado…”. Fuçado é preparado, envenenado.
    O AH-0074 nunca foi fuçado, imaginem se fosse!
    . . . . .

    1. Muito boa a história, realmente é difícil desbancar um Corcel, o Fusca era bala mesmo.

  2. Rodrigo Martiniano disse:

    … arregaram, eu escrevi “arregraram”: os babacas do Corcel arregaram! AGORA É POSTAR NO FACEBOOK.
    Abraços a todos!

  3. Rodrigo Martiniano disse:

    … arregaram, eu escrevi “arregraram”: os babacas do Corcel arregaram! AGORA É POSTAR NO FACEBOOK.
    Abraços a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *