Passat LS Village 1986 X Monza SL/E Hatch 1986

Compartilhe

No meio dos anos 80 a família Santana e a Família Monza disputavam palmo a palmo o mercado dos médios de luxo, sedãs e hatchs.

Qual era o seu preferido, Monza Hatch SL/E 1.8 ou Passat LS Villa 1.6?


Chevrolet Monza Hatch SL/E 1.8 – 1986.

  • Motor 1.8 – GM Família II.
  • 87 CV de Força.
  • 1043 KG.

Acabamento interno.

Painel bonito e muito eficiente, mostradores com boa visualização, comando elétrico de vidros, retrovisores, e direção hidráulica como opcional, itens que não existiam na linha Passat Village.

Bancos aveludados anatômicos, forração das portas e teto aveludadas, o luxo e o conforto do Monza estava um passa a frente do Passat.


Acabamento externo.

As rodas de liga leve de série era um Show a parte, bonitas e combinavam perfeitamente com o restante do carro, em 1986 já utilizava retrovisores embutidos nos vidros laterais, maiores e muito eficientes.



Desempenho.

O Monza ia de 0 a 100 em 13 segundos, dois segundos mais lento que o Passat Village.

Também perdia em velocidade final, o Passat era em média 7 KM/h mais rápido que o Monza.

O Monza hatch também perdia para o Passat em estabilidade, principalmente em curvas de alta, se você entrasse com o pé no fundo corria um sério risco perder a traseira.

Nível de ruido interno e externo, tanto na cidade quanto na estrada era mais baixo que o do Passat, trazendo aos ocupantes do hatch da Chevrolet mais conforto.

Posição de dirigir, o Monza oferecia mais conforto e melhor visibilidade.

Consumo – Consumia um pouco mais que o Passat, mas a diferença era mínima, na Cidade 7.7 X 7.1 – na estrada 12.8 X 12.5.



Volkswagen Passat LS Village 1.6 – 1986.

  • Motor AP 1.6.
  • 85 CV de Força.
  • 945 KG.

Acabamento interno.

Desde 1985 a Volkswagen já havia melhorado consideravelmente o acabamento interno do Passat, novo painel com mostradores da linha Santana, bonito, muito eficiente e com volante espumado.

No restante o Passat ainda ficava alguns passos atrás do Monza hatch, vidros laterais com acionamento manual, sem opcional para vidros elétricos e direção hidráulica.

Os retrovisores ainda eram os mesmos utilizados nas versões LS da linha BX, com controle interno, mas não eram elétricos e menos panorâmicos que os do Monza Hatch.

Acabamento de portas e tetos simples, “Quase um pé de boi”.


Acabamento Externo.

Por fora o Passat era realmente bonito, lindos para-choques envolventes, lanternas traseiras com riscos pretos dando um ar mais esportivo, as rodas eram de aço com as simpáticas calotas cromadas, mas no opcional podia escolher rodas de liga-leve, as mesma que equipavam as versões mais top da linha BX.


Desempenho.

O Passat ia de 0 a 100 em 11 segundos, dosi segundos mais rápido que o Monza Hatch.

Um dos pontos fortes do Passat era a estabilidade, além de uma aerodinâmica surpreendente que só foi igualada em 1989 com a Chegada do Kadett ao mercado nacional, o Passat tinha uma suspensão muito eficiente e estável, em curvas de alta mesmo com pista molhada oferecia segurança e um ótimo desempenho, era um dos poucos carros nacionais dos anos 80 que não sofria do mau de sair de traseira.

Tanto na cidade quanto na estrada o Passat era mais ágil, melhor nas retomadas e maior velocidade final.

O nível de ruido do Passat em relação ao Monza deixava a desejar, não oferecia o mesmo conforto.

Em viagens muito longas a posição de dirigir do Monza também estava um passo a frente.



Motor Tudo – Comparativo – Passat LS Village 1.6 – 1986 X Monza Hatch 1.8 1986.

Carros dos anos 80 – Passat antigo

5 comentários sobre “Passat LS Village 1986 X Monza SL/E Hatch 1986”

  1. Passat é Passat, tinha uma oegada mais esportiva que o monza mesmo com motor 1.6, eixo rígido atrás, e motor logitudinal tinha melhor desempenho e estabilidade! Mesmo o câmbio vw era superior, o monza era um projeto mais novo, cabeçote mais moderno, painel moderno, acabamento primoroso e moderno em relação ao Passat
    Qurm queria conforto optava pelo Monza, quem queria uma pegada mais esportiva, o Passat.

  2. Sou passateiro de carteirinha poucos carro nacionais tiveram mesmo glamour e elegância misturado com desempenho em uma só máquina amo Passat de coração todos modelos um charme diferente

    1. Faço das suas as minhas palavras! Eu tive um TS 80 mto top! Quero outro se Deus quiser!!

Deixe uma resposta