Parati GLS 1.8 1988

Compartilhe

Volkswagen Parati GLS AP 1800 – 1988, com o mesmo motor da Quantum 1.8, só perdia em desempenho para o GOL GTS e Passat Pointer.

Em 1988 chega ao mercado a Parati mais luxuosa e potente da história, equipada com o valente motor AP 1800 o mesmo que equipava a Quantum 1.8, deixou para trás em desempenho o Ford Escort XR3 1.6, Fiat Uno 1.5 R, no mercado dos carros nacionais só ficava para trás da linha Opala 4.1 S, do GOL GTS 1.8 e do Passat Pointer.

A nova Parati GLS 1.8 oficialmente tinha 96 CV de força, mas na prática chegava a 110 CV, e pesando 920 KG, 280 KG a menos que a Quantum, você podia encher o porta-malas de bagagem e colocar 5 adultos no carro que dificilmente perderia desempenho.

O câmbio também era muito preciso, macio e bem elástico, podendo esticar bastante cada marcha, fazia de 0 a 100 em 11 Segundos.

Em 1988 a Parati finalmente ganha um painel digno de uma perua, com os mesmos mostradores da linha Santana e comandos nas laterais próximo ao volante, baseado na linha Polo alemã.

Outro detalhe que dava mais conforto e um ar esportivo eram os lindos bancos Recaros.

Imagem Garagem Santana.

Imagem Garagem Santana.


No visual externo ganhou faróis de neblina embutidos no para-choque dianteiro, retrovisores de Santana, rodas de liga leve com o mesmo desenho da linha Santana até 1986 e lindos frisos de borracha laterias com o logo GLS 1.8.

O nível de ruido interno era um pouco acima da média das peruas nacionais, não era dos mais confortáveis ou indicado para um carro familiar, mas devemos analisar duas questões, a primeira era que toda a linha BX Volkswagen não utilizava silencioso na saída do escapamento e sim no meio, deixando os carros com um ronco mais esportivo, outro detalhe era que a versão da Parati GLS era esportiva e não faria muito sentido um nível de ruido muito baixo.

Imagem Garagem Santana.

Imagem Garagem Santana.

Imagem Garagem Santana.

Imagem Garagem Santana.

Ficha Técnica – Volkswagen Parati GLS 1.8

Carroceria – SW;

Porte – Compacto;

Portas – 2;

Motor – AP 1.8;

Cilindros – 4 em linha;

Posição – Longitudinal;

Tuchos – Mecânicos;

Tração – Dianteira;

Combustível – Álcool;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 5 marchas;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 985 KG;

Comprimento – 4075 mm;

Distância entre-eixos – 2358 mm;

Potência – 96 CV;

Cilindrada – 1781 cm³;

Torque máximo – 15,2 kgfm a 3400 rpm;

Potência Máxima – 5200 RPM;

Aceleração de 0 a 100 – 11,3 Segundos;

Velocidade máxima – 169 KM/h;

Consumo: Cidade 7 KM/L – Estrada 11,5 KM/L;

Autonomia: Cidade 385 KM – Estrada 632,5 KM;

Porta malas – 530 Litros;

Carga útil – 460 KG;

Tanque de combustível – 55 Litros;

Valor atualizado Aproximado – Não Informado;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.


Motor Tudo – Volkswagen parati GLS 1.8 – 1988.

Carros dos anos 80.

2 comentários sobre “Parati GLS 1.8 1988”

Deixe um comentário