Landau V8, próximo de ser descontinuado, contava com apenas 2 versões

Compartilhe

A unidade aqui da matéria é a versão, Landau V8, do ano de 1982, próximo de ser descontinuado, o gigante de luxo da Ford contava com duas versões, o LTD e a versão Landau sem nomenclatura, ambas com o mesmo motor 4.9 V8, nas configurações a gasolina ou álcool.

Em 1980/81 com o fim da geração Muscle Car aqui no Brasil, em virtude da crise do petróleo e das constantes crises econômicas. Aliado a nova tendência de mercado, que eram os médios de luxo e esportivos, como Ford Del Rey, e os modelos que já estavam prestes a serem lançados, como Ford Escort, e o Chevrolet Monza. A montadora americana passou a produzir o Landau apenas sob encomenda.

Mas o nome da marca era tão forte, “Galaxie Landau”, que ficou enraizado na memória dos Brasileiros. Após ser descontinuado em 1983, o mercado passou a ter apenas duas opções de carros de luxo para políticos e empresários de alto escalão, Alfa Romeo 2300 e Opala Diplomata.

Mesmo assim era bastante comum até o final da década de 1980, políticos utilizarem unidades seminovas do Landau V8, como carro oficial. Em todas as camadas do segmento político, prefeitos de grandes centros, deputados estaduais, governadores, ministros, deputados federais e até presidente da república.

Desempenho

Estabilidade –  Um carro muito confortável e uma suspensão muito macia, aliado a uma direção hidráulica pouco precisa, era sempre bom o motorista ficar atento em curvas de alta.

O motor – Equipado com o motor Ford Windsor 302 4.9 V8, era uma verdadeira usina de força, com um torque bastante suave em altas rotações, era confiável e eficiente.

Câmbio –  O câmbio automático de 3 marchas, atendia as expectativas da época para um modelo de luxo aqui no Brasil.

Retomadas e ultrapassagens – Mesmo sendo um modelo que pesava 1838 kg, e com câmbio automático, era rápido e eficiente com aceleração de 0 a 100 em 15,3 segundos.

Consumo –  Para quem podia pagar quase R$ 335.990,00 em um modelo zero km, em valores atualizados para o segundo semestre de 2021, fazer 4 km/l na cidade era o que menos importava.

Acabamento Externo

Faróis –  Redondos duplos na horizontal de lentes boleadas;

Setas dianteiras – Embutidas nos para-lamas;

Para – choques –  Em largas lâminas de aço carbono cromados;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Em lâminas na vertical;

Retrovisores Externos – Cromados quadrados, com ajusete mecânico interno;

Frisos – Metálico em toda a extensão lateral do rodapé do carro;

Rodas – De tradicionais tradicionais da família Landau 215/70 R15, com calotas de aço escovado;

Maçanetas – Na cor cromada;

Logo – “Landau”, Na coluna lateral;

Lanterna Traseira – Dividida em três elos, com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores em escala horizontal;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Em couro e detalhes em aplique de madeira;

Volante – Espumado de quatro raios;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Sim;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Analógico;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Mecânico interno;

Acabamento dos bancos – Em couro;

Acabamento das portas – Em couro, detalhes cromados e aplique em madeira;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Sim;

Banco traseiro – Com apoio para o braço;

Encosto de cabeça – Não;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Landau V8 – Gasolina 1982

Carroceria – Sedã;

Porte – Grande;

Portas – 4;

Motor –  Windsor 302 4.9;

Cilindros – 8 em V;

Válvulas por cilindro – 2;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 199 cv;

Peso Torque – 46,2 kg/kgfm;

Cilindrada – 4942 cm³;

Torque máximo – 39,8 kgfm a 2400 rpm;

Potência Máxima – 4600 rpm;

Tração – Traseira;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Automático de 3 marchas com alavanca na coluna de direção;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1838 kg;

Suspensão dianteira – Independente, braços sobrepostos – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Eixo rígido – Mola helicoidal;

Comprimento – 5413 mm;

Distância entre-eixos – 3020 mm;

Largura – 1999 mm;

Altura – 1412 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 15,3 Segundos;

Velocidade máxima – 161 km/h;

Consumo: Cidade 4 km/l – Estrada 6 km/l;

Autonomia: Cidade 428 km – Estrada 642 km;

Porta malas – 400 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 107 Litros;

Valor atualizado Aproximado –  R$ 335.990,00 ;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Deixe um comentário