kombi 50 anos Série especial comemorando 5 décadas de produção no Brasil

As vendas no Brasil iniciaram em 1950, os modelos vinham da Alemanha importados pela Brastemp, só em 1957 começou a produção em terras brasilis, 50 anos depois em 2007, a montadora homenageia um dos maiores heróis nacionais com uma série especial, Kombi 50 anos série especial, foram produzidas apenas 50 unidades, e a cada ano que passa se torna mais colecionável e mais valorizada.

Todo o acabamento interno e externo, tem um visual retrô, no painel acima do acendedor de cigarros fica o número da unidade fabricada, 4/50, o modelo aqui do post foi a 4ª unidade a sair da linha de montagem.

A pintura bicolor, do tipo “saia e blusa” vermelha e branca, relembra a primeira geração da Kombi, os bancos e acabamento interno das portas também vem com cores e linhas retrô, já equipada com o novo motor 1.4 refrigerado a ar, a montadora não teve muito trabalho em vender as 50 unidades em poucas semanas.

Desempenho

O novo motor VW EA111 1.4, dava a Kombi, um torque mais suave, e robusto, era o fim da vibração interna que os motores refrigerados a ar ocasionavam na carroceria.

O modelo também já vinha sendo equipado desde 2006 com novo câmbio 4 marchas, mais preciso e macio.

O conjunto carroceria, chassi e suspensão pouco mudou desde a década de 1980, com um desempenho a altura de um utilitário nacional.

Acabamento Externo

Frene com faróis redondos de lentes planas, embutidos em uma moldura na cor alumínio.

Setas dianteiras posicionadas abaixo do para – brisa.

Frente com grade de radiador na cor preto.

Para – choques em lâmina de aço carbono na cor branco.

Retrovisor satélite com ajuste manual.

Maçanetas na cor grafite.

Rodas e calotas de aço, na cor alumínio, tradicionais família VW Kombi.

Lanternas traseira fumê tricolor, tradicionais família kombi.

Acabamento Interno

Painel com mostradores em escala circular, com mostradores básicos.

Volante de dois raios espumado.

Os bancos em forração especial em tecido de banco e cinza (Tear LE Fendy) .

O revestimento interno das laterais, portas e porta-malas em vinil preto.

O assoalho e o porta-malas emborrachados, tradicionais kombi.

Ficha Técnica – kombi 50 anos

Carroceria Van;

Porte Médio;

3 portas;

Motor VW EA111 1.4 refrigerado a água;

Cilindros 4 em linha;

Longitudinal;

Tuchos Mecânicos;

Tração Traseira;

Combustível Flex;

Injeção Multiponto;

Direção Simples;

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso 1297 KG;

Potência 80 CV a Álcool e 78 CV a Gasolina;

12,7 kgfm a Álcool e 12,5 a Gasolina a 3500 rpm;

Potência Máxima 4800 RPM;

De 0 a 100 – 16,1 Segundos;

Velocidade máxima 130 KM/h;

Consumo Álcool na Cidade 5,7 KM/L – Estrada 6.1 KM/L;

Consumo Gasolina na Cidade 8,4 KM/L – Estrada 9 KM/L;

Autonomia: Cidade 344,4 KM – Estrada 397,7 KM;

Autonomia: Álcool – Cidade 256,5 KM – Estrada 397,7 KM;

Autonomia: Gasolina – Cidade 378 KM – Estrada 405 KM;

Porta malas 806 Litros;

Carga útil 1000;

Tanque de combustível 45 Litros;

Preço atualizado – Não informado;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária.

Motor Tudo – Kombi 50 anos

Carros Clássicos Brasil – Kombi Van

Deixe uma resposta