fbpx
Pular para o conteúdo

Karmann Ghia 1971 Vermelho Montana, restaurado no padrão original

carro antigamente
Compartilhe

Karmann Ghia 1971 Vermelho Montana, restaurado no padrão original: No ano anterior o modelo ganha como opcional novo conjunto propulsor o motor 1600, e pela primeira vez o modelo alcança 140 km/h de velocidade final. Um compacto com apelo esportivo e posicionamento de modelo médio.

Em 1970 o cupê Volkswagen sai dos modestos 3.107 exemplares vendidos e pula em 1971 para impressionantes 7.742 unidades emplacadas, um aumento de quase 150% nas vendas. Mas em 1971 a marca ainda manteve como modelo de entrada com os motores 1500 de 46 cv.

O exemplar da nossa matéria fez parte dessa história, hoje um colecionável impecável. Como dizem popularmente, um lindo carro de antigamente. Excelente apresentação e conservação, no padrão original. 2º proprietário desde 2007.

Sempre mantido com revisões preventivas e periódicas e em garagem fechada. Carroceria alinhada e restaurada, com assoalho novo. Documentação rigorosamente em dia, apto a imediata transferência e certificação para placa preta.

Mecânica (motor, transmissão, freios e suspensão) em ótimo funcionamento. Interior excelente com os revestimentos novos e no padrão original. Rodas originais restauradas, com 5 pneus Pirelli Tornado Alfa praticamente novos e a estepe sem uso.

Galeria de Fotos 1 – Imagens ateliedocarro.com.br

O VW Karmann Ghia inicio sua saga no Brasil com o motor Boxer 1200, em 1967 recebeu seu primeiro upgrade de motor e passa a ser equipado com o motor 1500 de 46 cv, pela primeira vez o projeto alcançava velocidade final de 135 km/h.

Mas apenas em 1970 no embalo da família VW 1600, Variant e seus derivados, que o Karmann Ghia recebeu ainda como opcional o motor boxer 1600 de 65 cv e pela primeira vez um VW refrigerado a ar produzido no Brasil alcançava os 140 km/h.

Ficha Técnica – Karmann Ghia 1971 Vermelho Montana motor 1500

Carroceria – Conversível; Porte – Compacto; Portas – 2; Motor –  Volkswagen Boxer 1500; Cilindros – 4 opostos horizontalmente; Válvulas por cilindro – 2; Posição – Longitudinal; Combustível – Gasolina.

Potência – 46 cv; Peso Torque – 79,2 kg/kgfm; Cilindrada – 1484 cm³; Torque máximo – 11 kgfm a 3000 rpm; Potência Máxima – 4600 rpm; Tração – Traseira; Alimentação –  Carburador.

Direção – Simples; Câmbio – Manual de 4 velocidades com alavanca no assoalho; Embreagem – Monodisco a seco; Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras; Peso – 950 kg.

Suspensão dianteira – Independente, braço arrastado – Barra de torção; Suspensão traseira – Independente, semi-eixo oscilante – Barra de torção; Comprimento – 4140 mm; Distância entre-eixos – 2400 mm; Largura – 1634 mm.

Altura – 1330 mm; Aceleração de 0 a 100 – 23,5 Segundos; Velocidade máxima – 139 km/h; Consumo: Cidade 7,5 km/l – Estrada 10,5 km/l; Autonomia: Cidade 308 km – Estrada 431 km; Porta malas – 141 Litros; Carga útil – Não Informado; Tanque de combustível – 41 Litros.

Galeria de Fotos 1 – Imagens ateliedocarro.com.br

Motor Tudo somos todos um só, o maior e melhor conteúdo de carros clássicos e carros japoneses do Brasil. Notícias, Fichas Técnica, fotos e novidades do mercado.

carros antigos
carros antigos

Carros antigos

Fusca Oval, a geração CKD importada em parceria com a Brasmotor e a VW Gol GTS 87 o único ano com painel quadrado e um preço muito salgado Porsche 911 verde, o Carrera RS Clone 78, ganha motor 3.3, e novo sistema de alimentação Chevrolet Master 85, a geração JB de 1939 exportada para o Japão Vectra GSi, 2.0 16V SFi, alcançava 210 km/h e ainda fazia na cidade 10,6 km/l Fusca branco, capim e formiga é o que mais tem no Brasil, era um ditado da década de 1970 Caminhonete D10, a arma da GM para enfrentar o Ford F-1000 Elba carro – Chega ao Brasil o SW da família Uno, que tirou o sono dos SW Compacto VW e GM Fiat Oggi CSS 1.4 1984 conheça o Esportivo da Família 147 Vectra Elegance, em 2009 o médio de luxo da Chevrolet ainda causava frisson

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos