Jeep Willys CJ-5 4×4 1959 Subia Até Em Parede

Criado como utilitário durante a segunda guerra mundial, acabou se tornando um off road, com a mecânica original, é um dos veículos mais resistentes da história

Ele nasceu durante a segunda Guerra mundial, lutou nas guerras das Coreias e Vietnam, aposentado pelo Exército norte americano, entre 1941 e 1975 foram produzidos quase 1.500.000 de unidades, só durante a segunda guerra entre 1941 e 1945, 650.000 unidades saíram da linha de montagem, também foi produzido aqui no Brasil como a versão Jeep Willys CJ-5 4×4 1959.

A primeira geração era o Willys MB, produzido pela Willys Overland, na sequência a Ford assumiu o controle, e o modelo passou a se chamar Ford GPW, após a guerra das Coreias em 1953, milhares de unidades usadas chegaram ao Brasil, muitas foram utilizadas pelo Exército brasileiro até o início da década de 1980, mas o maior lote, foi aberto para o público.

No final da década de 1950 chegou a ser fabricado no Brasil, com peças vindas dos Estados Unidos, entre as décadas de 1950 e 1980, o carro era utilizado em sua grande maioria pelo público jovem, o preço de uma unidade usada, era muito atrativo, em alguns casos se comprava um Jeep a preço de sucata, Jovens da zona rural e cidades do interior, além de agricultores da classe média e baixa, eram o público principal.

Mesmo sendo um veículo feito para durar, e extremamente forte, sofria com a reposição de peças, principalmente se você morasse em uma cidade mais distante dos grandes centros.

Desempenho

O motor de 6 cilindros original Willys / Ford, era extremamente resistente e exigia pouca manutenção, um veículo literalmente feito para a guerra.

O câmbio e os controles de tração, também foram feitos para durar, mas utilizava a famosa caixa seca, as trocas de marchas deveriam esperar o tempo do motor para os engates, ou você teria uma marcha arranhando que se ouvia de muito longe.

A suspensão e o sistema de tração, mais parecia de um trator, desenvolvida para terrenos acidentados, neve, atoleiros, deserto e subidas muito íngremes, era rígida e bastante desconfortável.

Na estrada tinha um desempenho modesto, passava muito vibração para a carroceria, devido ao atrito dos grandes pneus no asfalto, e da suspensão muito rígida, mas em época de guerra, o conforto era o que menos contava.

Na zona rural, era um verdadeiro trator, mesmo com peso, subia e descia ladeiras, enfrentava atoleiros era um verdadeiro desbravador.

Acabamento Externo

Frente com faróis redondos, de lentes boleadas, embutidos em uma moldura cromada.

Setas dianteiras em formato circular, posicionadas abaixo dos faróis.

Para – choque em lâmina de aço em formato de trilho, com espessura suficiente para rebocar veículos mais pesados.

Grade de ar do motor, com frisos verticais, mas mesma cor da carroceria.

Para – brisa, rebatível.

Capota em lona.

Retrovisor de haste longa, com espelho redondo, de ajuste manual.

Rodas de aço, tradicionais Jeep Willys.

Estepe na lateral direita do veículo.

Lanterna traseira em cor única, sem luz de ré.

Acabamento Interno

Volante de três raios de plástico injetado polido.

Painel com mostradores básicos.

Acabamento de bancos e portas em vinil.

Assoalho emborrachado.

Ficha Técnica – Jeep Willys

Os dados abaixo são do modelo 4 cilindros norte americano

Fabricante Willys / Ford

Origem Estados Unidos
Ano de fabricação 1941 – 1945
Total produzido 640.000 unidades na Segunda Guerra Mundial
Motor – “L-head” “Go Devil”

Disposição Dianteiro longitudinal
Deslocamento 134.2 cu.in ou 2200 centímetros cúbicos

Potência 54 HP a 4.000 rpm

Torque 105 lbs.ft ou 14,48 M.Kgf a 2.000 rpm

No. de Cilindros 4 em linha Diâmetro x Curso do cilindro 79 x 111 mm

Válvula de admissão 1 – 17/32″

Válvula de escape 1 – 15/32″

Taxa de Compressão 6.48:1

Carburador

Carter WO-539S

Combustível Gasolina

Capacidade do tanque de combustível 57 litros

Câmbio – Warner T84 Tipo Manual de 3 marchas à frente e 1 à ré Ré

Relação do diferencial traseiro 4.88:1

Caixa de transmissão Spicer 18

Sistema elétrico Bateria 6 volts

Carroceria Guarnição 4 homens
Utilização Transporte de cargas leves e pessoal

Comprimento 3330 mm

Largura 1574 mm

Altura Min / Max.1320 / 1820 mm

Altura livre do solo 222 mm

Distância entre eixos 2032 mm

Peso 1100 Kg

Carga útil 362 Kg

Sistema de freios Mecânico a tambor

Suspensão Molas semi-elípticas e amortecedores hidráulicos

Ângulo de entrada / saída 45° / 35°

Rampa máxima 30° Pneus 6,00″ x 16,00″

Desempenho – Velocidade Máxima 105 Km / h

Consumo 12 -18 litros / 100 Km ou 8,33 – 5,55 Km / litro

Motor Tudo – Jeep Willys CJ-5 4×4 1959

Carros Clássicos Brasil – Jeep

Deixe uma resposta