Fusca Ultima Série 1986 após 36 anos ele é descontinuado

Durante 36 anos ele foi o carro mais emplacado do Brasil, sinônimo de custo baixo, resistência e manutenção descomplicada

Com a chegada de modelos bem mais atualizados como VW Gol, Fiat Uno, e Chevette Hatch, o compacto VW refrigerado a ar perdeu espaço no mercado, com um desempenho abaixo de seus concorrentes, menos confortável e com um preço nada popular, a montadora não teve outra escolha a não ser descontinuar o besouro, com a versão Fusca Ultima Série 1986.

Em 1985 com as versões intermediárias do Gol “S” e “LS” sendo equipadas com o eficiente motor MD-270 1.6 refrigerado a água, a única saída para a sobrevivência do Fusca, seria uma redução drástica de preço, mas em um país que na ocasião viva uma inflação muito alta, bem acima da realidade e cobranças de impostos sobre venda de veículos novos estratosféricas, ficava inviável um ajusto de preço.

O Fusca se despediu em grande estilo, motor Tork 1.6 com alternador de alta capacidade, ignição eletrônica, uma suspensão mais eficiente e macia, e com o acabamento interno semelhante ao da linha BX.

Desempenho

O motor VW Box 1.6, modelo tork, ganhava fôlego e agilidade com as adaptações para a segunda metade da década de 1980, utilizando novos sistemas eletrônico e de recuperação de energia, deixando o carro com um torque mais firme e suave.

Na estrada era mais eficiente e seguro em ultrapassagens e retomadas, indo de 0 a 100 em 17,1 segundos, e velocidade final de 132,9 KM/h.

O desempenho em curvas de alta e a estabilidade em retas era basicamente a mesma do modelo do final da década de 1960, com exceção das versões equipadas com amortecedores turbo gás, que dava ao besouro um pouco mais de eficiência.

Acabamento Externo

Frente com faróis redondos de lentes planas, embutidos em moldura cromada;

Setas dianteiras sobre os para – lamas com corpo de acrílico;

Para – choques em lâminas de aço carbono, cromados;

Luzes de longo alcance, sobre os para – choques dianteiros – Opcional;

Rodas de aço tradicionais Família 1600;

Retrovisor preto de plástico estilo raquete, com ajuste manual;

Maçanetas na cor grafite;

Adesivo amarelo em toda a extensão lateral do carro;

Lanternas traseiras tricolor com Luz de ré, “Fafá”;

Logo “Volkswagen” e “Fusca” na tampa do motor;

Acabamento Interno

Painel com acabamento em plástico, mostradores básicos em escala quadrada + relógio analógico;

Volante de dois raios de plástico injetado o mesmo da família BX;

Acendedor de cigarros e cinzeiro embutido no painel;

Ventilador;

Acabamento de portas em vinil;

Acabamento dos bancos com o mesmo tecido do Gol LS;

Encosto de cabeça no banco dianteiro com regulagem de altura;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro;

Assoalho acarpetado.

Ficha Técnica – Fusca Ultima Série 1986

Carroceria VW;

Porte Compacto;

2 portas;

Motor VW Boxer 1600 refrigerado a ar – modelo Tork;

Cilindros 4 opostos;

Longitudinal;

Tuchos Mecânicos;

Tração Traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção Simples;

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso 801 KG;

Potência 57 CV;

11,8 kgfm a 2600 rpm;

Potência Máxima 4200 RPM;

De 0 a 100 – 17,1 Segundos;

Velocidade máxima 132,9 KM/h;

Consumo na Cidade 6,8 KM/L – Estrada 10,9 KM/L;

Autonomia: Cidade 278,8 KM – Estrada 446,9 KM;

Porta malas 141 Litros;

Carga útil Não informado;

Tanque de combustível 41 Litros;

Preço atualizado – Não informado;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária.

Motor Tudo – Fusca Ultima Série

Carros Clássicos Brasil – Fusca

2 comentários sobre “Fusca Ultima Série 1986 após 36 anos ele é descontinuado”

  1. Esses fuscas ultimas series( serie especial de 850 unidades) fabricados em 86 sao disparados os mais bonitos fuscas da decada de 80 e ate mesmo comparado com os itamares.
    Boa postagem.

Deixe uma resposta