fbpx
Pular para o conteúdo

Fusca moderno era assim que o besouro era visto entre os compactos em 1962

Compartilhe

Fusca moderno, era assim que o besouro era visto no mercado dos compactos aqui no Brasil, quando ganhou em 1962 um upgrade bastante significativo, chassi passa a ser nacional, faróis com facho assimétrico chega ao fim a geração com farol slead-bean, para-choques estilo cabide de série e nova lanterna traseira bicolor.

No mesmo ano o besouro recebeu diversas outras mudanças como o reservatório do lavador de para-brisa pneumático preso no estepe. Passou a ser visto como um projeto atualizado e moderno. O mesmo efeito que ocorreu com a chegada no Brasil VW Polo, quando foi considerado um projeto atualizado e moderno.

Mas o Volkswagen sedan não estava sozinho no mercado, tinha eu seu calcanhar o Dauphine/Gordine e a fámilia DKV Vemag ambos começaram a ser comercializados no Brasil em 1958, o modelo Volkswagen já tinha uma vantagem de mercado de aproximadamente 12 anos a frente, além de ser um veículo que exigia menos manutenções preventivas e corretivas.

Hoje no mercado dos colecionáveis os modelos VW equipados com motores 1200 se tornaram o principal alvo de colecionadores, principalmente exemplares da década de 1950 com janela traseira Split Window. Já os modelos da década de 1960 os valores podem variar entre R$ 60.000,00 podendo facilmente alcançar os R$ 100.000,00, a oscilação de preço dá-se ao estado de conservação e originalidade do model.

Outro efeito que vem ficando mais claro no dia a dia, é o do livre comércio, onde cada colecionador ou lojista pode cobrar o preço que achar necessário. Quanto mais alto o valor mais tempo o carro fica parado, quanto mais baixo o valor mais rápido é a venda. Porém ambas as situações tem suas vantagens e desvantagens.

O exemplar da matéria Fusca moderno é do ano de 1962, na cor azul glacial. Equipado com o motor 1200 de 36 cv, torque máximo de 8,7 kgfm a 2800 rpm, velocidade final real de 103 km/h e aceleração de 0 a 100 em 49 segundos. Quanto ao consumo, na cidade fazia uma média de 9 km/l e na estrada 13 km/l.

Acabamento Externo

Faróis – Redondos, de lentes boleadas, embutidos em uma moldura cromada.

Setas dianteiras – Embutida sobre os para – lamas;

Para – choques –  Cromados estilo cabide;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Frisada abaixo do vidro traseiro;

Retrovisores Externos – Estilo bracinho;

Frisos – Cromados em toda a extensão do carro;

Rodas – Rodas de aço tradicionais da família VW, com lindas calotas cônicas cromadas;

Maçanetas – Cromadas;

Logo – “1200” na tampa do motor;

Lanterna Traseira – Bicolor;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular, embutidos em uma moldura cromada;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Em metal na cor da carroceria;

Volante – De dois raios, com meia lua cromada na parte interna, para acionamento da buzina;

Sistema de som – Não;

Ventilador – Não;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – Não;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Não;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Manual;

Acabamento dos bancos – Em courvin;

Acabamento das portas – Em courvin;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Não;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Emborrachado;

Porta-malas – Emborrachado;

Ficha Técnica – Fusca moderno – Ano 1962

Carroceria – VW Sedã;

Porte – Compacto;

Portas – 2;

Motor – VW Boxer 1200;

Cilindros – 4 opostos horizontalmente;

Válvulas por cilindro – 2;

Posição – Longitudinal;

Tuchos – Mecânicos;

Tração – Traseira;

Combustível – Gasolina;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 4 velocidades, alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a tambor nas quatro rodas;

Peso – 780 kg;

Comprimento – 4070 mm;

Distância entre-eixos – 2400 mm;

Potência – 36 cv;

Cilindrada – 1192 cm³;

Torque máximo – 8,7 kgfm a 2800 rpm;

Potência Máxima – 4600 rpm;

Aceleração de 0 a 100 – 49 Segundos;

Velocidade máxima – 103 km/h;

Consumo: Cidade 9 km/l – Estrada 13 km/l;

Autonomia: Cidade 293 km – Estrada 490 km;

Porta malas – 141 Litros;

Carga útil – 380 kg;

Tanque de combustível – 41 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 78.802,00.

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos.

Fusca Moderno
Fusca Moderno

Carros antigos

Escorte Ford a versão L de 1989 que teve apenas 1 proprietário Passat antigos sobrevivem e valorizam no mercado de carros antigos Yaris 2024 hatch preço, ficha técnica e equipamentos Corolla Altis Hybrid Premium 2024 preço, equipamentos e ficha técnica Carros japoneses baratos Honda Civic LX AT 2005 uma interessante compra Fusca rebaixado o besouro 1300 de 1972 com um incrível visual Carros esporte antigos o Puma GTE customizado e com motor AP Opala diplomata Azul Tiza 1991 perto de dar adeus Toyota Corolla Cross Hybrid 2024 preço, equipamentos e ficha técnica 147 carro 1982 o veículo nacional mais vendido mas a VW contesta

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos