Ford Landau Série Prata 1976 O Top de Linha da Industria Nacional

Entre Dodges e Opalas, o modelo da Ford não era o mais equilibrado, mas era o preferido da classe alta nacional, e do alto escalão do governo federal

Os modelos Dodge com jeito norte americano, entregavam um acabamento extremamente requintado, o modelo Chevrolet Opala, era o que entregava a melhor relação entre força, consumo e estabilidade, mas a versão Ford Landau Série Prata 1976, estava entre os queridinhos nacionais no mundo dos muscle cars.

Em todos os modelos top de linha, Dodge, Chevrolet e Ford, era oferecido ar – condicionado, direção hidráulica, e um acabamento, que em alguns casos estava a frente da realidade nacional, mas o que diferenciava o Ford Landau, era seu visual que passava um ar imponente, acabou fazendo parte da cultura brasileira, sinônimo de luxo e poder.

1976 a família Ford Galaxie ganha cara nova, novos faróis, na horizontal, nova grade de ar do motor e nova traseira mais baixa com novas lentes.

Desempenho

O motor Windsor 302 4.9 V8, estreava em sua nova configuração, mais robusto e com um torque mais suave.

Na cidade ficou mais ágil, mas mantendo o mesmo consumo de 4 KM/L e indo de 0 a 100 em 15,3 segundos, um bom número para um modelo de quase dois mil quilos.

Na estrada o navegador silencioso ficou melhor ainda, com uma ótima velocidade de cruzeiro, se mantendo por longos períodos em velocidades acima de 140 Km/h sem oscilações.

O ponto negativo ainda era a suspensão muito macia e um sistema de direção hidráulica pouco preciso, para um carro tão grande, mesmo com um peso muito bem distribuído, era bom o motorista ficar atendo em curvas de alta.

Acabamento Externo

Frente com faróis duplos redondos na horizontal, com lentes boleadas, embutidos com recuo.

Grade de ar do motor com frisos na vertical cromados.

Setas dianteiras embutidas no para – lama.

Logo “Landau” na coluna traseira do teto.

Para – choque em largas lâminas de aço cromados.

Retrovisores metálicos, cromados, pequenos para um carro muito grande.

Rodas de aço tradicionais Ford 215/70 R15, com grandes e elegantes calotas cromadas.

Pneus de faixa branca.

Maçanetas cromadas.

Teto em vinil cinza claro.

Friso lateral cromado em toda a extensão do carro.

Lanternas traseiras quadradas na horizontal, em cor única, com luz de ré embutida abaixo do para – choque.

Logo “Ford” na tampa do porta – malas.

Acabamento Interno

Painel em escala horizonte, estilo USA + relógio analógico.

Radio toca fitas AM/FM Ford / Philco.

Detalhe em madeira no painel.

Volante de plástico injetado, de 4 raios, estilo executivo.

Alavanca do câmbio na coluna de direção.

Ar – condicionado, com saídas de ar embutidas no painel.

Ventilador.

Ar – quente.

Acendedor de cigarros.

Cinzeiro embutido no painel.

Acabamento de portas em vinil preto, com detalhes cromados.

Acabamento dos bancos em vinil, imitação de couro.

Banco traseiro com apoio para o braço.

Acionamento dos vidros, manual basculante.

Cinzeiros cromados, nas portas traseiras.

Luz de leitura.

Luz de sinalização no roda pé das portas.

Assoalho e porta malas acarpetados.

Ficha Técnica – Ford Landau Série Prata 1976

Carroceria sedã.

Porte Grande.

4 portas.

Motor Windsor 302 4.9 V8.

Cilindros 8 em V.

Longitudinal.

Tuchos Hidráulicos.

Tração Traseira.

Combustível Gasolina.

Carburador.

Direção Hidráulica.

Câmbio manual de 3 marchas.

Embreagem monodisco a seco.

Freios a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras.

Peso 1838 KG.

Potência 199 CV.

39,8 kgfm a 2400 rpm.

Potência Máxima 4600 RPM.

De 0 a 100 – 15,3 Segundos.

Velocidade máxima 161 KM/h.

Consumo Consumo na Cidade 4 KM/L – Estrada 6 KM/L.

Autonomia: Cidade 428 KM – Estrada 642 KM.

Porta malas 400 Litros.

Carga útil Não informado.

Tanque de combustível 107 Litros.

Motor Tudo – Ford Landau Série Prata 1976

Carros Clássicos Brasil – Ford Landau

Please follow and like us:

Deixe uma resposta