Ford Escort Hobby 1.0 1996 a última fornada em solo brasileiro

Compartilhe

Fim de papo para o último remanescente da geração quadrada do Ford Escort aqui no Brasil, em 1996 a última fornada saiu da linha de montagem.

Toda a linha de montagem foi transferida para a Argentina, para abrir espaço para a produção do Ford Fiesta.

A carroceria quadrada foi a pioneira do hatch médio mais badalado da década de 1980, na configuração Escort XR3 se tornou um dos modelos nacionais mais caros, com a carroceria conversível, chegou ao nível de carro brasileiro mais caro, superando até mesmo os requintados Opala Diplomata e Alfa Romeo 2300.

Na década de 1990 já com o anúncio da chegada da segunda geração no final de 1992, a carroceria quadra seria descontinuada, mas com a explosão nas vendas dos modelos populares 1.0, a montadora manteve o Escort Hobby 1.0.

O Ford Fiesta desembarcou no Brasil em 1995, e foi um sucesso imediato, a montadora precisando de espaço para produzir mais unidades do novo compacto, mandou toda a linha de montagem do Escort Hobby 1.0 1996, para a casa dos hermanos argentinos.

Desempenho

O velho Ford CHT na configuração 1.0, rebatizado de AE, ainda dava bons suspiros, na cidade era como todos os modelos nacionais 1.0 carburados, pouco elástico e quando o carro atingia 60 km/h você já podia colocar a 5ª marcha sem problemas.

Na estrada era bom ficar atento em ultrapassagens e retomadas, a falta de fôlego, principalmente com o carro pesado, dificultava as manobras.

O tanque de combustível também ficou um pouco maior, para dar uma sensação de economia.

Quanto ao conjunto carroceria, chassi e suspensão, era o mesmo Ford Escort de sempre, se por um lado era o popular 1.0 mais macio e confortável, por outro mantinha suas tendências em sair de traseira em curvas de alta.

Acabamento Externo

Faróis –  Faróis retangulares de lentes planas, boleados nas extremidades;

Setas dianteiras – Embutidas no mesmo conjunto dos faróis;

Para – choques –  Envolventes na cor grafite, com um fino friso vermelho;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Uma extensão discreta do pra-choque dianteiro;

Retrovisores Externos – Estilo panorâmico com ajuste mecânico interno;

Frisos – Emborrachados em toda a extensão lateral;

Rodas – Rodas de aço 155/80 R13, com calotas de plástico;

Maçanetas – Na cor grafite;

Logo – “Escort L; na tampa do porta-malas

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Sim;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Em vinil em tom grafite;

Volante – Espumado de dois raios;

Sistema de som – Opcional;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Digital no teto – Era disponibilizado como opcional;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Mecânico com alavanca interna;

Acabamento dos bancos – Em tecido;

Acabamento das portas – Em vinil e tecido;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros nos bancos dianteiros, com regulagem de altura;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Ficha Técnica – Ford Escort Hobby 1.0 1996

Carroceria – Hatch;

Porte – Médio;

Portas – 2;

Motor –  CHT 1.0;

Cilindros – 4 em linha;

Válvulas por cilindro – 2;

Posição – Trasnversal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 52 cv;

Peso Torque – 118,2 kg/kgfm;

Cilindrada – 997 cm³;

Torque máximo – 7,4 kgfm a 3600 rpm;

Potência Máxima – 5800 rpm;

Tração – Dianteira;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 5 velocidades com alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – A disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 890 kg;

Suspensão dianteira – Independente, McPherson – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Independente, McPherson – Mola helicoidal;

Comprimento – 4060 mm;

Distância entre – eixos – 2402 mm;

Largura – 1640 mm;

Altura – 1322 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 19,9 Segundos;

Velocidade máxima – 142 km/h;

Consumo: Cidade 10,7 km/l – Estrada 14 km/l;

Autonomia: Cidade 535 km – Estrada 700 km;

Porta malas – 325 litros;

Carga útil – 435 kg;

Tanque de combustível – 50 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 46.013,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Deixe uma resposta