Dodge Le Baron 1980, já sob a concessão da VW, a montadora ganha novo perfil

Compartilhe

Dodge Le Baron 1980, uma tentativa da montadora alemã de reerguer a marca Dodge Chrysler em solo brasileiro, e ter em seu catálogo modelos para morder uma fatia do importante mercado dos carros de luxo de grande porte produzidos no Brasil.

Em 1979 chegam ás concessionárias os novos projetos, Dodge Magnum que era a carroceria Coupé, e o Le Baron na carroceria sedan. Ambos compartilhavam basicamente os mesmos instrumentos e acabamento, além do mesmo motor LA 318, com pequenas diferenças. O modelo Coupé tinha um pouco mais de potência, com 7 cv a mais, que resultava 14 km/h de velocidade final a mais e 2,9 segundos mais ágil de 0 a 100.

Para muitos em 1979 o ponto negativo ficou para a nova proposta do esportivo da montadora. O Charger R/T, perde o visual esportivo estilo Bad Boy, ganha um visual e acabamento esporte fino, o poderoso motor V8, também fica mais comportado, a intenção era reduzir o consumo de combustível.

Durante a década de 1970 a intenção da montadora Dodge, era brigar em duas frentes com foco na classe “A” brasileira. A família Dart no segmento dos carros de luxo de grande porte, com valores abaixo do Ford Galaxie e acima das versões top de linha do Opala. Já o esportivo Charger R/T era o modelo da montadora com o custo mais elevado.

Voltando a falar do Dodge Le Baron, o modelo vinha com um acabamento bem estilo Tio Sam, bancos em fino tecido aveludado estilo poltrona, direção hidráulica, ar-condicionado, câmbio automático. A sensação de dirigir o mesmo ser passageiro era de estar dentro de um Kitnet de luxo. Algumas concessionárias chegavam a oferecer vidros elétricos.

Hoje no mundo dos colecionáveis, está no grupo de alto custo de veículos produzidos em solo brasileiro, com preço que pode variar entre R$ 150.000,00 e R$ 300.000,00. Os valores oscilam conforme o grau de originalidade e estado de conservação do carro.

O exemplar da nossa matéria é um Dodge Le Baron 1980, na cor cinza metálico, equipado com o motor 318 5.2 V8 de 201 cv, torque máximo de 41,5 kgfm a 2400 rpm, com velocidade final real de 153 km/h e aceleração de 0 a 100 em 15,9 segundos. Quanto ao consumo na cidade fazia 4,5 km/l e na estrada 6 km/l.

Acabamento Externo

Faróis –  Redondos duplos na horizontal de lentes boleadas, embutidos com recuo;

Setas dianteiras – Embutidas atrás da grade de ar do motor;

Para – choques –  Em largas lâminas de aço carbono cromados;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Bipartida, com frisos na horizontal e vertical;

Retrovisores Externos – Redondos cromados, com ajuste mecânico interno;

Frisos – Não;

Rodas – Cromadas enraiadas, tradicionais da família Dodge;

Maçanetas – Cromadas;

Logo – “Le Baron”, na lateral dos para-lamas dianteiros;

Lanterna Traseira – Em cor única com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores em escala circular;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Metal e couro, com detalhes cromados;

Volante – De quatro raios, com revestimento de couro no centro;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Sim;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Analógico, no centro do painel;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Mecânico interno;

Acabamento dos bancos – Em veludo de primeira linha;

Acabamento das portas – Em couro e veludo;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Estilo poltrona, com encosto de cabeça embutido para dois passageiros.;

Encosto de cabeça – Para 4 passageiros embutidos nos acentos;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Dodge Le Baron 1980

Carroceria – Dodge Sedan;

Porte – Grande;

Portas – 4;

Motor –  LA 318 5.2;

Cilindros – 8 em V;

Válvulas por cilindro – 2;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 201 cv;

Peso Torque – 40,4 kg/kgfm;

Cilindrada – 5212 cm³;

Torque máximo – 41,5 kgfm a 2400 rpm;

Potência Máxima – 4400 rpm;

Tração – Traseira;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Automático de 3 marchas com alavanca na coluna de direção;

Embreagem – Conversor de torque;

Freios – Freio a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1678 kg;

Suspensão dianteira – Independente, Braços sobrepostos – Barra de torção;

Suspensão traseira – Eixo rígido – Feixe de mola semielipticas;

Comprimento – 5140 mm;

Distância entre-eixos – 2820 mm;

Largura – 1830 mm;

Altura – 1390 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 15,9 Segundos;

Velocidade máxima – 153 km/h;

Consumo: Cidade 4,5 km/l – Estrada 6 km/l;

Autonomia: Cidade 482 km – Estrada 642 km;

Porta malas – 385 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 107 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 363.990,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos.

dodge le baron 1980
dodge le baron 1980

Deixe um comentário