Dodge Dart Coupé Luxo 1976 5.2 V8 Versão Intermediária

Para os fãs de modelos de Muscle Cars, ele era uma ótima opção de compra para a década de 1970, custando menos que as versões top de linha da Dodge e que seus concorrentes Ford Galaxie e Chevrolet Opala

Entre o final da década de 1960 e durante toda a década de 1970, a guerra dos modelos de grande porte estava no auge, eram os chamados veículos de auto custo, preços estratosféricos, manutenção cara, muito luxo e glamour, era assim o mundo dos Muscle Cars aqui no Brasil, a versão Dodge Dart Coupé Luxo 1976 5.2 V8, vinha sem conta – giros, ar – condicionado, e sem os tradicionais acabamentos internos com cores personalizadas, mas com um preço bem mais em conta.

O mercado dos carros muda conforme o preço do barril do petróleo, tendências e gostos, na segunda metade da década de 1960, iniciava a guerra dos Muscle Cars, modelos com tendencias norte americanas, nos anos 1980, foi a vez da tendencia européia, a guerra dos médios de luxo e esportivos, compactos e médios, na década de 1990, a guerra dos injetados.

Desempenho

O poderoso motor Dodge LA 318 – 5.2 V8, conseguia deixar o carro ágil e gostoso de dirigir, era um verdadeiro navegador silencioso, indo de 0 a 100 em ótimos 9,6 Segundos, e velocidade final de 175 KM/h reais, bons números para um modelo de mais de 1480 KG.

Na cidade quase dava para esquecer que estava dirigindo um carro com quase 5 metros, era ágil e muito macio.

O câmbio manual de 3 marchas era bastante eficiente, deixando o carro seguro em retomadas e ultrapassagens, mas em curvas de alta era bom ficar atento, suspensão macia + direção hidráulica pouco precisa + muita potência, você poderia acabar vendo o mundo girar.

Os ponto negativo ficava para o consumo, o carro era um beberrão compulsivo, se estivesse muito bem regulado, e com as manutenções em dia, fazia no máximo 5 Km/L na cidade, mas existem registros de modelos semi novos nos anos 1970 que chegavam a fazer 2 Km/L na cidade.

A versão Dodge Dart 1976, já era equipado com sistema de freios a disco ventilado nas rodas dianteiras, deixando para trás a falta de equilíbrio e pouca eficiência nas frenagens.

Acabamento Externo

Frente com faróis redondos, de lentes boleadas, embutidos em moldura de plástico;

Grade de ar do motor preta, com frisos na horizontal, e o logo “Dodge” na extremidade da grade;

Setas dianteiras embutidas dentro da grade de ar;

Grandes e largos para – choques em aço carbono, cromados;

Repetidor de setas na parte superior dos para – lamas dianteiros;

Retrovisor, redondo em aço carbono, cromado, com controle mecânico interno;

Maçanetas cromadas;

Logo metálico “DartDeLuxo”, na lateral do carro;

Lanternas traseiras bicolor, com luz de ré pequena e discreta;

Acabamento Interno

Painel com forração em couro marro claro;

Mostradores básicos sem conta – giros;

Ventilador;

Ar – quente;

Ar – condicionado – opcional;

Rádio AM;

Volante de 4 raios com acabamento em couro;

Alavanca do câmbio na caixa de direção;

Acendedor de cigarros no painel;

Cinzeiro embutido no painel;

Bancos em tecido plástico;

Cinzeiro na parede do banco traseiro;

Assoalho acarpetado.

Tapetes aveludado com o logo “Chrysler”.

Ficha Técnica – Dodge Dart Coupé Luxo 1976 5.2 V8

Carroceria Coupé;

Porte Grande;

2 portas;

Motor LA 318 – 5.2;

Cilindros 8 em V;

Longitudinal;

Tuchos Hidráulicos.

Tração Traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador.

Direção Hidráulica;

Câmbio manual de 3 velocidades;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso 1460 KG;

Potência 198 CV;

41,5 kgfm a 2400 rpm;

Potência Máxima 4400 RPM;

De 0 a 100 – 9,6 Segundos;

Velocidade máxima 175 KM/h;

Consumo Consumo na Cidade 5 KM/L – Estrada 8 KM/L;

Porta malas 436 Litros;

Carga útil 430 KG;

Tanque de combustível 62 Litros;

Autonomia: Cidade 310 KM – Estrada 496 KM.

Motor Tudo – Dodge Dart Coupé Luxo 1976 5.2 V8

Carros Clássicos Brasil – Dodge

Deixe uma resposta