fbpx
Pular para o conteúdo

Dodge Charger R/T 78 azul capri, a fera em uma linda combinação de cores

Dodge Charger RT 78 azul capri
Compartilhe

Dodge Charger R/T 78 azul capri, a fera em uma linda combinação de cores. Normalmente estamos acostumados com o esportivo V8 em cores escuras ou fortes, como o vermelho, chumbo, grafite e preto.

Mas a unidade da matéria traz uma cor que o diferencia no segmento dos carros clássicos: Na linda cor Azul Capri, nosso Charger R/T possui motor V8 – 5.2 com 208 HP e câmbio manual de 4 velocidades. Este exemplar está no padrão original e em ótimo estado geral de conservação.

O Bad Boy Dodge V8 mesmo nos dias de hoje ainda causa espantos nas ruas. Foi de esportivo badalado e glamoroso, a sinônimo de sucata durante a década de 1980, era encontrado em desmanches e terrenos baldios. Hoje um verdadeiro Muscle Car, extremamente desejado e colecionável.

Durante toda a década de 1970, ao se pensar em um modelo com potência, o primeiro nome que vinha a cabeça eram os dos modelos V8, a versão Dodge Charger R/T 78 azul capri, eram as vedetes do mercado, carros de auto custo, tanto na compra na concessionária, como nas manutenções preventivas e corretivas.

O poderoso motor Dodge LA 318 – 5.2 V8, conseguia deixar o carro ágil e gostoso de dirigir, era um verdadeiro navegador silencioso, indo de 0 a 100 em ótimos 9,5 Segundos, e velocidade final de 180 km/h reais, bons números um modelo de mais de 1500 kg.

Galeria de Fotos 1 – Imagens lartbr.com.br 

Hoje no mercado de carros clássicos, o modelo repete o mesmo sucesso da década de 1970, desejado por muitos mas ao alcance de poucos. Uma unidade em perfeito estado de conservação como a da matéria o preço pode alcançar a casa dos R$ 370.000,00.

Existem unidade com preço mais em conta algo próximo dos R$ 200.000,00, mas dificilmente oferece uma boa porcentagem de originalidade, e o processo de restauração nem sempre é o desejado pelo colecionador.

Ficha Técnica – Dodge Charger R/T 78 azul capri

Carroceria – Dodge Cupê; Porte – Grande; Portas – 2; Motor –  LA 318 5.2; Cilindros – 8 em V; Válvulas por cilindro – 2; Posição – Longitudinal; Combustível – Gasolina; Potência – 215 cv; Peso Torque – 35,5 kg/kgfm.

Cilindrada – 5212 cm³; Torque máximo – 42,9 kgfm a 2400 rpm; Potência Máxima – 4400 rpm; Tração – Traseira; Alimentação –  Carburador; Direção – Hidráulica; Câmbio – Com alavanca no assoalho.

Embreagem – Monodisco a seco; Freios – Freio a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras; Peso – 1525 kg; Suspensão dianteira – Independente, Braços sobrepostos – Barra de torção.

Suspensão traseira – Eixo rígido – Feixe de mola semielípticas; Comprimento – 4960 mm; Distância entre-eixos – 2820 mm; Largura – 1810 mm; Altura – 1390 mm; Aceleração de 0 a 100 – 9,5 Segundos; Velocidade máxima – 180 km/h.

Consumo: Cidade 5 km/l – Estrada 8 km/l; Autonomia: Cidade 310 km – Estrada 496 km; Porta malas – 436 Litros; Carga útil – 400 kg; Tanque de combustível – 62 Litros.

Galeria de Fotos 2 – Imagens lartbr.com.br 

Motor Tudo somos todos um só, o maior e melhor conteúdo de carros clássicos e carros japoneses do Brasil. Notícias, Fichas Técnica, fotos e novidades do mercado.

Carro antigo bonito
Carro antigo bonito

Carros antigos

Fusca Oval, a geração CKD importada em parceria com a Brasmotor e a VW Gol GTS 87 o único ano com painel quadrado e um preço muito salgado Porsche 911 verde, o Carrera RS Clone 78, ganha motor 3.3, e novo sistema de alimentação Chevrolet Master 85, a geração JB de 1939 exportada para o Japão Vectra GSi, 2.0 16V SFi, alcançava 210 km/h e ainda fazia na cidade 10,6 km/l Fusca branco, capim e formiga é o que mais tem no Brasil, era um ditado da década de 1970 Caminhonete D10, a arma da GM para enfrentar o Ford F-1000 Elba carro – Chega ao Brasil o SW da família Uno, que tirou o sono dos SW Compacto VW e GM Fiat Oggi CSS 1.4 1984 conheça o Esportivo da Família 147 Vectra Elegance, em 2009 o médio de luxo da Chevrolet ainda causava frisson

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos