fbpx
Pular para o conteúdo

Chevrolet Opala 1970 4 portas recorde de vendas no segundo ano de produção

Opala 1970 4 portas
Compartilhe

Chevrolet Opala 1970 4 portas recorde de vendas no segundo ano de produção: Difícil imaginar um modelo de luxo de grande porte e de alto custo ser o segundo carro mais vendido do país.

Lançado em 1968 já como modelo 1969, iniciou uma escalada em vendas que chamou a atenção até mesmo dos diretores da marca, em 1970 foram 39.652 unidades vendidas.

Já em 1971, o Opala da outro salto em vendas em emplaca impressionantes 54.212 unidades, ficando atrás apenas do VW Sedan o Fusca. Números bastante significativos para um modelo de luxo em um país de terceiro mundo, onde em suas versões intermediárias custava em média R$ 450.000,00 em valores atualizados.

Ainda sem a crise do petróleo batendo em nossa porta, os modelos com motores V8 e 6 cilindros estavam com vendas e alta mesmo sendo modelos de alto custo apenas ao alcance de classe alta.

Chevrolet ainda disponibilizava versões mais requintadas e com preços mais salgados, Opala Luxo, Gran Luxo e a versão esportiva SS, mesmo assim não era carro nacional mais caro, posto ocupado pelo Ford Galaxie LTD Landau.

Galeria de Fotos 1 – Imagens classiccarbr.com.br

A família Opala sofreu o mesmo efeito do Volkswagen Fusca. Durante a produção angariou uma verdadeira legião de fãs, o requinte, conforto e força deram ao luxuoso GM status de carro do ano em diferentes épocas.

O Chevrolet Opala, tanto na carroceria cupê quanto sedan, passou a oferecer a melhor relação custo benefício entre os veículos de luxo produzidos em solo brasileiro. As vendas em grandes lotes direto da fábrica dispararam para setores públicos. E passou a ser o carro dentro do segmento mais vendido direto nas concessionárias.

Ficha Técnica – Chevrolet Opala 1970 4 portas

Carroceria – Chevrolet Sedã; Porte – Grande; Portas – 4; Motor –  2500 cód 153; Cilindros – 4 em linha; Posição – Longitudinal; Peso Torque – 61,1 kg/kgfm; Tração – Traseira; Combustível – Gasolina; Alimentação –  Carburador.

Direção – Simples – Opcional para hidráulica; Câmbio – Manual de 3 velocidades, alavanca na coluna de direção; Embreagem – Monodisco a seco; Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras; Peso – 1100 kg.

Comprimento – 4580 mm; Distância entre-eixos – 2667 mm; Largura – 1758 mm; Altura – 1384 mm; Potência – 80 cv; Cilindrada – 2509 cm³; Torque máximo – 18 kgfm a 3000 rpm; Potência Máxima – 4400 rpm.

Aceleração de 0 a 100 – 20 Segundos; Velocidade máxima – 140 km/h; Consumo: Cidade 7 km/l – Estrada 9 km/l; Autonomia: Cidade 378 km – Estrada 486 km; Porta malas – 430 Litros; Carga útil – Não informado; Tanque de combustível – 54 Litros.

Galeria de Fotos 2 – Imagens classiccarbr.com.br

Motor Tudo somos todos um só, o maior e melhor conteúdo de carros clássicos e carros japoneses do Brasil. Notícias, Fichas Técnica, fotos e novidades do mercado.

Carro antigo bonito
Carro antigo bonito

Carros antigos

Fusca Oval, a geração CKD importada em parceria com a Brasmotor e a VW Gol GTS 87 o único ano com painel quadrado e um preço muito salgado Porsche 911 verde, o Carrera RS Clone 78, ganha motor 3.3, e novo sistema de alimentação Chevrolet Master 85, a geração JB de 1939 exportada para o Japão Vectra GSi, 2.0 16V SFi, alcançava 210 km/h e ainda fazia na cidade 10,6 km/l Fusca branco, capim e formiga é o que mais tem no Brasil, era um ditado da década de 1970 Caminhonete D10, a arma da GM para enfrentar o Ford F-1000 Elba carro – Chega ao Brasil o SW da família Uno, que tirou o sono dos SW Compacto VW e GM Fiat Oggi CSS 1.4 1984 conheça o Esportivo da Família 147 Vectra Elegance, em 2009 o médio de luxo da Chevrolet ainda causava frisson

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos