Corcel 1 GT 1975 Coupé, um painel repleto de instrumentos e um belo visual

Durante a era dos muscle cars, ter um esportivo top de linha exigia muito dinheiro e uma boa renda mensal para manter as despesas, mas o Corcel 1 GT, era uma opção boa e barata

Durante a década de 1970, o coupé médio da Ford, era um dos modelos nacionais com a melhor relação custo benefício, manutenção relativamente barata, econômico, e com um visual que agradava o mercado, faixa preta lateral, grade de ar estilo colmeia e rodas esportivas, a versão Corcel 1 GT 1975, entregava um ótimo desempenho para um modelo médio, 144 KM/h de velocidade final real, e ainda fazia 12 Km/L na estrada.

A segunda metade da década de 1970, já dava sinais que a briga no mercado dos médios, iria esquentar, a industria automobilística nacional nunca havia vendido tantos carros, mesmo em meio ao regime militar e a crise do petróleo, consequentemente, as grandes siderúrgicas e industrias químicas cresceram a olhos vistos, as grandes redes de lojas de departamentos explodiam nos grandes centros, “Mappin, Mesbla, Arapuã, Casas Bahia entre outros.

A venda de modelos populares como os VW refrigerados a ar, alcançaram incríveis picos de vendas, por outro lado os carros de auto custo, os famosos 6 e 8 cilindros, perdiam espaço no mercado, as montadores Ford e VW sabiamente viram uma fatia no mercado bastante interessante, gerentes de redes de lojas e funcionários do médio escalão da área industrial, buscavam um algo a mais que um popular, Ford Corcel 1 e VW Passat, passaram a ter toda a atenção do mercado.

Desempenho

A Ford fez o carro na medida certa, como um coupé médio, até o desempenho era intermediário, mais rápida e ágil que o compacto VW Variant, mais econômico e estável que os modelos de grande porte.

O motor Cléon Fonte 1.4, era de manutenção descomplicada, e relativamente barata, outro ponto positivo ficava para a confiabilidade no dia a dia.

O conjunto, carroceria, chassis e suspensão, era bastante eficiente, mantinha o carro estável, na estrada, mesmo em curvas de alta.

Acabamento Externo

Frente com faróis redondos de lentes boleadas, embutidos em uma moldura na cor preto.

Setas dianteiras embutidas abaixo do para – choque.

Grade de ar do motor estilo colmeia.

Logo “Ford” no capô dianteiro.

Maçanetas cromadas.

Retrovisores preto, estilo GT, com ajuste manual.

Rodas de aço esportivas.

Para – choques cromados, em lâminas de aço carbono.

Logo “GT” na coluna do vidro traseiro.

Faixa preta em toda a extensão lateral, dando um ar todo esportivo.

Logo “Corcel” na tampa do porta – malas.

Lanternas traseiras bicolor com luz de ré.

Acabamento Interno

Painel com diversos mostradores + conta – giros.

O console do câmbio de marchas, abrigava diversos outros mostradores.

Volante esportivo de três raios, com forração em couro.

Ventilador.

Ar – quente.

Rádio AM, Ford / Philco.

Acendedor de cigarros e cinzeiro embutidos no painel.

Acabamento de bancos e portas em vinil, imitação de couro.

Acionamento dos vidros, manual basculante.

Assoalho e porta malas, acarpetados, com tapetes de borracha.

Ficha Técnica – Corcel 1 GT 1975

Carroceria coupé;

Porte Médio;

2 portas;

Motor Cléon Fonte 1.4;

Cilindros 4 em linha;

Longitudinal;

Tuchos mecânicos;

Tração Dianteira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção Simples;

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso 962 KG;

Potência 85 CV;

11,6 kgfm a 3600 rpm.

Potência Máxima 5400 RPM;

De 0 a 100 – 16,6 Segundos;

Velocidade máxima 144 KM/h;

Consumo na Cidade 9,8 KM/L – Estrada 12 KM/L;

Porta malas 380 Litros;

Tanque de combustível 51 Litros;

Motor Tudo – Corcel 1 GT 1975

Carros Clássicos Brasil – Corcel 1

Deixe uma resposta