fbpx
Pular para o conteúdo

Chevrolet Omega C.D 3.0 1994 com câmbio manual uma questão de estilo

Compartilhe

Na década de 1990 uma porcentagem significativa do público fã do Chevrolet Omega optava por câmbio automático, mas ainda existiam seguidores fieis pela versão manual

O Chevrolet Omega CD 3.0 1994 com câmbio manual, ainda era uma das opções preferidas aqui no Brasil, mas a procura por modelos com câmbio automático crescia a cada ano. Durante as décadas de 1970 e 1980 a história foi bem diferente.

Os modelos com câmbio automático aqui no Brasil até o final da década de 1980, não eram bem vistos, o grande problema era a pouca eficiência do sistema, tanto na cidade quanto na estrada, trancos, perda de potência, pouco tempo de vida útil e manutenções de custo alto.

Em algumas situações se tornavam um risco para o motorista, principalmente em retomadas e ultrapassagens.

Mas no início da década de 1990 os novos modelos de câmbio automático, principalmente o sistema Chevrolet que equipava a família Monza e posteriormente os novos sistemas desenvolvidos para o Omega, entregavam muita eficientes, e a procura por modelos automáticos começou.

Desempenho

O motor C30NE 3.0 entregava bons 165 cv, moderno e muito eficiente, a tecnologia Chevrolet empregada no sistema eletrônico e de alimentação, dava ao carro muito fôlego tanto na cidade como na estrada, alcançando incríveis 10,2 segundos de 0 a 100.

Com uma excelente velocidade de cruzeiro, se mantendo em velocidades entre 160 km/h e 180 Km/h durante longos períodos, sem oscilações.

O câmbio manual de 5 marchas, sem dúvida era um dos mais eficientes do mercado, engates rápidos, macios e precisos, mesmo em trocas de marchas muito rápidas, ainda entregava um ótimo desempenho.

Os freios também eram muito eficientes, discos ventilados nas rodas dianteiras e sólidos nas rodas traseiras, com sistema ABS.

Em curvas de alta a suspensão Chevrolet como sempre oferecia segurança e muito conforto, em retas o carro não balançava, se mantendo muito estável.

O nível de ruído interno era o mais baixo e equilibrado do mercado, entre os chamados nacionais.

Acabamento Externo

Frente com faróis trapezoidais, com luz de longo alcance e setas embutidos em um mesmo conjunto;

Para – choques envolventes na cor do carro, com friso emborrachado na frente e friso cromado na parte superior;

Farol de neblina embutido no para – choque dianteiro

Logo “CD”, na lateral do para – lama dianteiro;

Rodas de liga – leve 205/60 R15;

Friso emborrachado com detalhe cromado em toda extensão lateral do carro;

Retrovisor panorâmico na cor do carro;

Logo “Omega” na tampa do porta – malas;

Antena estilo barbatana de tubarão, no teto;

Teto Solar;

Lanternas traseira tricolor, fumê.

Acabamento Interno

Painel digital, moderno e muito eficiente;

Conta-giros;

Volante executivo de 4 raios, com acabamento em couro, costurado a mão;

Volante com ajuste de altura;

Computador de bordo;

Faróis com ajuste elétrico;

Acabamento de bancos e portas em fino tecido aveludado – Opcional em couro;

Encosto de cabeça vazado, para 4 passageiros;

Banco do motorista com regulagem de altura e ajuste lombar;

Vidros elétricos nas 4 portas;

Acionamento elétrico do teto solar;

Travas elétricas;

Travamento central de portas e vidros;

Ajuste elétrico dos retrovisores;

Acendedor de cigarros;

Cinzeiro embutido no painel;

Ventilador;

Ar – quente;

Ar – Condicionado;

Rádio digital AM/FM Toca Fitas Chevrolet;

Porta fitas K7;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro;

Abertura interna do porta malas,

Assoalho e porta – malas acarpetados.

Ficha Técnica – Chevrolet Omega CD 3.0 1994

Carroceria Sedã;

Grande porte;

Quatro portas;

Motor C30NE 3.0;

Cilindros 6 em linha;

Tuchos Hidráulicos;

Tração Traseira;

Combustível Gasolina;

Injeção Multiponto;

Direção Hidráulica;

Câmbio manual de 5 velocidades;

Freios ABS, a disco ventilado nas rodas dianteiras e sólido nas rodas traseiras;

Peso 1508 kg;

Potência 165 cv.

De 0 a 100 – 10,2 segundos;

Velocidade máxima 210 km/h;

Consumo Cidade 6,7 km/l Estrada 9,9 km/l;

Porta malas 452 Litros;

Carga útil 475 kg;

Tanque de combustível 75 Litros;

Preço atualizado R$ 335.754,00;

alor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros

Carros Clássicos Brasil – Chevrolet Omega

Carros antigos

Fusca Oval, a geração CKD importada em parceria com a Brasmotor e a VW Gol GTS 87 o único ano com painel quadrado e um preço muito salgado Porsche 911 verde, o Carrera RS Clone 78, ganha motor 3.3, e novo sistema de alimentação Chevrolet Master 85, a geração JB de 1939 exportada para o Japão Vectra GSi, 2.0 16V SFi, alcançava 210 km/h e ainda fazia na cidade 10,6 km/l Fusca branco, capim e formiga é o que mais tem no Brasil, era um ditado da década de 1970 Caminhonete D10, a arma da GM para enfrentar o Ford F-1000 Elba carro – Chega ao Brasil o SW da família Uno, que tirou o sono dos SW Compacto VW e GM Fiat Oggi CSS 1.4 1984 conheça o Esportivo da Família 147 Vectra Elegance, em 2009 o médio de luxo da Chevrolet ainda causava frisson

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos