Caravan 87, a versão Diplomata 4.1 em seu segundo ano de produção

Compartilhe

O Chevrolet Caravan 87, na versão Diplomata 4.1, marca seu segundo ano de produção, até o ano de 1985 a versão Comodoro fazia a vez no topo do catálogo da montadora. Em 1987 já sem a sombra do Alfa Romeo 2300, a família Opala em suas versões top de linha, se torna absoluto no segmento dos modelos de luxo de grande porte.

O Chevrolet Caravan Diplomata 4.1 1987, passa a ser o carro mais caro do Brasil ao lado do Escort XR3 conversível. Outra curiosidade, era que o modelo não tinha um concorrente direto. Muitos dizem que o VW Quantum era seu principal rival, mas o modelo da Chevrolet era de grande porte, oferecia uma configuração bastante diferente, já o modelo Volkswagen era um SW de médio porte. Sem contar que a diferença de preço da versão Top de Linha Quantum GLS, para o GM Caravam Diplomata 4.1 era gigantesca.

O mercado das peruas em 1987 estava dividido da seguinte maneira, entre os modelos compactos, a batalha estava sendo disputada pelo Fiat Elba, Chevrolet Marajó, e o badalado VW Parati.

No mercado das peruas médias, o VW Santana Quantum e o Ford Belina/Scala, eram concorrentes diretos, mas em suas versões top de linha, Scala Ghia e Quantum GLS, conseguiam morder uma fatia do mercado da perua de grande porte, representado exclusivamente pelo Chevrolet Caravan.

A unidade da nossa matéria é um GM Caravan 87, na versão Diplomata 4.1, equipado com o motor Chevrolet de 6 cilindros a álcool, entregando 135 cv líquidos, torque máximo de 30 kgfm a 2000 rpm, velocidade final real 180 km/h, aceleração de 0 a 100 em 11,3 segundos. Quanto ao consumo, na cidade fazia 3,8 km/l e na estrada 6,6 km/l.

Acabamento Externo

Faróis –  Faróis quadrados de lentes planas, com luz de longo alcance embutida no mesmo conjunto de lentes;

Setas dianteiras – Embutidas no mesmo conjunto dos faróis;

Para – choques –  Em lâminas de aço carbono na cor grafite com frisos emborrachados;

Faróis de neblina – Não – Utiliza luzes de longo alcance;

Grade de ar do motor – Com frisos na horizontal na cor cinza;

Retrovisores Externos – Estilo satélites com controle elétrico interno;

Frisos – Largo friso em toada a extensão lateral com o logo “Diplomata”;

Rodas – De de liga – leve tradicionais 195/70 R14;

Maçanetas – Na cor grafite embutidas nas portas;

Logo – “Chevrolet”, na tampa do porta-malas;

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Sim;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Sim;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores em escala quadrada;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em vinil na cor grafite;

Volante – Espumado de dois raios estilo executivo;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Sim;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Digital;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétrico;

Sistema de travamento das portas – Elétrico;

Ajuste dos retrovisores externos – Elétrico;

Acabamento dos bancos – Em fino tecido aveludado;

Acabamento das portas – Em Vinil e tecido aveludado;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Sim;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros nos bancos dianteiros com regulagem de altura;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Caravan 87 – Na versão Diplomata 4.1

Carroceria – Chevrolet SW;

Porte – Grande;

Portas – 2;

Motor –  4.1 Cód 250;

Cilindros – 6 em linha;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Álcool;

Potência – 135 cv;

Peso Torque – 45,5 kg/kgfm;

Cilindrada – 4093 cm³;

Torque máximo – 30 kgfm a 2000 rpm;

Potência Máxima – 4000 rpm;

Tração – Traseira;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Manual de 4 marchas com alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1364 kg;

Suspensão dianteira – Independente, Braços sobrepostos – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Eixo rígido – Mola helicoidal;

Comprimento – 4812 mm;

Distância entre-eixos – 2667 mm;

Largura – 1766 mm;

Altura – 1493 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 11,3 Segundos;

Velocidade máxima – 180 km/h;

Consumo: Cidade 3,8 km/l – Estrada 6,6 km/l;

Autonomia: Cidade 319 km – Estrada 554 km;

Porta malas – 774 Litros;

Carga útil – 500 kg;

Tanque de combustível – 84 Litros;

Valor atualizado Aproximado –  R$ 359.990,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos.

Deixe um comentário