fbpx
Pular para o conteúdo

C10 bege a segunda geração de utilitários da GM foi desenhada no Brasil

Chevrolet C10 1976
Compartilhe

C10 bege a segunda geração de utilitários da GM foi desenhada no Brasil, nos estúdios da própria montadora, em parceria com o designer norte americano da marca, Luther Whitmore Stier.

O modelo foi baseado nos utilitários da terra do Tio Sam, teve seu projeto adaptado para as condições do Brasil, um utilitário eficiente e robusto, mas bem inferior aos produtos Chevrolet que rodavam nos Estados Unidos.

Inicialmente a segunda geração de picapes Chevrolet nasceu renomeada da seguinte maneira, C-14 cabine simples; C-15 com maior comprimento do chassi; C-1414 cabine dupla, e o SUV C-1416, posteriormente rebatizado de Veraneio.

Os novos modelos de utilitários GM, se tornaram no Brasil referência de boa relação custo benefício, veículos resistentes, e equipados com o motor de 6 cilindros, que entregava uma relação força X consumo, melhor que os motores Dodge e Ford V8.

Um efeito muito interessante que o ocorreu com os utilitários Chevrolet durante e após a crise do petróleo, principalmente com o modelo C 10, foi no mercado dos seminovos e usados.

Entre a segunda metade da década de 1970 e início dos anos 1980, os utilitários usados Ford e Dodge, equipados com motores V8 a gasolina, perderam completamente o valor de mercado, a grande maioria acabaram abandonadas e virando sucatas.

Já os utilitários Chevrolet principalmente C 10 e Veraneio, com seus motores de 6 cilindros, continuaram tendo um alto valor comercial, e uma grande rotatividade nos pátios de lojistas de seminovos e usados.

C10 bege

Ficha Técnica – C10 bege – Ano 1976

Carroceria – Picape; Porte – Grande; Portas – 2; Motor –  4.3 Cód 261; Cilindros – 6 em linha; Posição – Longitudinal; Combustível – Gasolina; Potência – 151 cv; Peso Torque – 48,9 kg/kgfm; Cilindrada – 4278 cm³; Torque máximo – 32,1 kgfm a 2400 rpm; Potência Máxima – 3800 rpm.

Tração – Traseira; Alimentação –  Carburador; Direção – Simples; Câmbio – Manual de 3 velocidades com alavanca na coluna de direção; Embreagem – Monodisco a seco; Freios – Freio a tambor nas 4 rodas; Peso – 1673 kg; Suspensão dianteira – Independente, Braços sobrepostos – Mola helicoidal.

Suspensão traseira – Eixo rígido – Feixe de molas semielípticas; Comprimento – 4828 mm; Distância entre – eixos – 2920 mm; Largura – 1980 mm; Altura – 1745 mm; Aceleração de 0 a 100 – 25 Segundos; Velocidade máxima – 130 km/h; Consumo: Cidade 5 km/l – Estrada 6 km/l;

Autonomia: Cidade 440 km – Estrada 528 km; Porta malas – 750 Litros; Carga útil – 750 kg; Tanque de combustível – 88 Litros; Valor atualizado Aproximado – R$ 345.990,00; Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos.

C10 bege
C10 bege

Carros antigos

Fusca Oval, a geração CKD importada em parceria com a Brasmotor e a VW Gol GTS 87 o único ano com painel quadrado e um preço muito salgado Porsche 911 verde, o Carrera RS Clone 78, ganha motor 3.3, e novo sistema de alimentação Chevrolet Master 85, a geração JB de 1939 exportada para o Japão Vectra GSi, 2.0 16V SFi, alcançava 210 km/h e ainda fazia na cidade 10,6 km/l Fusca branco, capim e formiga é o que mais tem no Brasil, era um ditado da década de 1970 Caminhonete D10, a arma da GM para enfrentar o Ford F-1000 Elba carro – Chega ao Brasil o SW da família Uno, que tirou o sono dos SW Compacto VW e GM Fiat Oggi CSS 1.4 1984 conheça o Esportivo da Família 147 Vectra Elegance, em 2009 o médio de luxo da Chevrolet ainda causava frisson

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos