Audi A4 2.4 V6 1999 um sedã médio que alcançava 220 km/h de velocidade final real

Compartilhe

Um dos importados que chegou ao Brasil durante a década de 1990, um modelo de elite, que veio para ficar, recheado de instrumentos de conforto e segurança, além do câmbio Tiptronic de 5 Velocidades

Ao lado do Audi A3, a versão Audi A4 2.4 V6, foram os produtos da montadora mais procurados no Brasil, no início da febre dos modelos importados, unidades de alto custo que alcançaram números bastante significativos de unidades emplacadas.

O Audi A4 2.4 V6 1999, vinha equipado com freios ABS e ESP a disco nas 4 rodas, sendo os dianteiros ventilados, câmbio automático – Tiptronic de 5 Velocidades, e o eficiente e robusto motor 2.4 de 6 cilindros em V e 30 válvulas, entregando 165 cv, com torque máximo de 23,4 kgfm a 3200 rpm.

No acabamento interno, a montadora também mostrou sua capacidade como marca de elite, painel e portas com acabamento em couro e madeira, com detalhes cromados. Além de computador de bordo, bancos em couro, ar-condicionado digital, cinto de segurança e encosto de cabeça para dois passageiros no banco traseiro.

Como já citado na matéria, o Audi A4 2.4 V6 1999 era um modelo de elite, e a unidade zero km não estacionaria em sua garagem, por menos de R$ 323.480,00 em valores atualizados para o primeiro semestre de 2021.

Como unidade seminova, até os dias de hoje, é um dos modelos de alto custo mais procurados, existem grandes grupos, de apaixonados por modelos usados e seminovos de elite, que ainda buscam estes estilos de carros, mas que tem dinheiro no bolso, sabendo do custo salgado das manutenções e outras despesas para manter o modelo em dia.

Desempenho

Estabilidade –  A estrutura do Audi A4 foi muito bem desenvolvida, aliado a uma suspensão rígida, mas que, ao mesmo tempo consegue passar conforto para o interior do carro.

Motor –  Utilizando o motor  2.4 V6 30 Válvulas, entregava 165 cv, com velocidade final real de 220 km/h.

Câmbio –  O câmbio automático Tiptronic de 5 Velocidades, além de ser confiável e eficiente, entregava o conforto desejado para um modelo de elite.

Retomadas e ultrapassagens – Com um conjunto motor e câmbio muito saudável e eficiente, que respondia muito bem ao pedal do acelerador, era um dos melhores do mercado.

Consumo –  Para um motor de 6 cilindros a gasolina de um carro de médio porte, fazer 7,8 km/l na cidade, era considerado dentro dos padrões para época.

Acabamento Externo

Faróis –  Trapezoidais de lentes planas;

Setas dianteiras – Embutidas no mesmo conjunto dos faróis;

Para – choques –  Envolventes na cor carro;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Com frisos na horizontal e moldura cromada;

Retrovisores Externos – Panorâmicos, com ajuste elétrico;

Frisos – Emborrachados em toda a extensão lateral do carro na cor da carroceria;

Rodas – Rodas de liga-leve 205/55 R16 – Na configuração original de fábrica;

Maçanetas – Embutidas;

Logo – “A4” Na tampa do porta – malas;

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Sim;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com diversos mostradores em escala circular;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em couro e madeira;

Volante – Espumado de 4 raios, com acabamento em couro;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Sim, digital;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Sim;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétrico;

Sistema de travamento das portas – Elétrico central;

Ajuste dos retrovisores externos – Interno Elétrico;

Acabamento dos bancos – Couro

Acabamento das portas – Em couro e detalhe em madeira;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Apoio de cabeça e sinto de segurança de três pontos para dois passageiros + apoio para o braço;

Encosto de cabeça – Para quatro passageiros, com regulagem de altura;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Audi A4 2.4 V6 1999

Carroceria – Sedã;

Porte – Médio;

Portas – 4;

Motor –  2.4;

Cilindros – 6 em V;

Válvulas por cilindro – 5;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 165 cv;

Peso Torque – 57,5 kg/kgfm;

Cilindrada – 2393 cm³;

Torque máximo – 23,4 kgfm a 3200 rpm;

Potência Máxima – 6000 rpm;

Tração – Dianteira;

Alimentação –  Injeção multiponto;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Automático Tiptronic de 5 Velocidades;

Embreagem – Conversor de torque;

Freios – ABS e ESP – Disco ventilado nas rodas dianteiras e disco sólido nas rodas traseiras;

Peso – 1345 kg;

Suspensão dianteira – Independente, braços sobrepostos – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Eixo torção – Mola helicoidal;

Comprimento – 4479 mm;

Distância entre-eixos – 2660 mm;

Largura – 1740 mm;

Altura – 1400 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 9,8 Segundos;

Velocidade máxima – 220 km/h;

Consumo: Cidade 7,8 km/l – Estrada 11 km/l;

Autonomia: Cidade 484 km – Estrada 682 km;

Porta malas – 440 litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 62 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 323.480,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.joi

Deixe um comentário