VW Gol GTS 1.8 1988 finalmente recebe o famosos painel alemão

Compartilhe

Em 1980 quando foi lançado, e recebeu o painel com mostradores quadrados, baseado no VW Variant II, uma solução caseira que deu certo para as versões de entrada e intermediárias, mas para as versões esportivas, dependendo da posição que o volante ficasse posicionado, apresentava sérios problemas de visualização.

O Gol GT 1.8 1984, já apresentava problemas de visualização dos mostradores, mesmo com volante esportivo com um raio menor. Em 1985/86, quando recebeu o votante quatro bolas, o problema ficou mias evidente, dependendo da posição que o volante parasse, em curvas de alta, ou durante uma manobra, os mostradores praticamente desapareciam.

Em 1987 com a chegada do Gol GTS 1.8, com novo acabamento, os fãs do esportivo esperavam também a chegada do novo painel, baseado nas versões top de linha do Polo alemão de 1985. Mas em época de regime militar, as montadoras precisavam sempre da autorização do governo federal para realizar reajustes de preço, e implementar novas tecnologias e mudanças nos veículos, sem um acordo, o esportivo compacto chega sem mudanças no painel.

A versão VW Gol GTS 1.8 1988, finalmente recebe o novo painel, o famoso painel satélite, com mostradores maiores, melhores posicionados, e mais compatível com os volantes esportivos, da família Volkswagen.

Outra curiosidade sobre os esportivos carburados da linha VW Gol, nas versões GT e GTS, entre 1985 e 1991, equipados com os motores AP sem catalizador, era que, a montadora oficialmente informava a potência de 99 cv nas versões a álcool, mas na prática os modelos entregavam potência entre 105 cv e 107 cv, a estratégia era para fugir dos abusivos e estratosféricos, impostos cobrados pelo governo federal para veículos acima de 100 cv.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto do projeto, dava ao carro uma ótima estabilidade, mesmo sendo um modelo desenvolvido no final da década de 1970, ainda era considerado atualizado para o final da década de 1980.

Motor –  Utilizando o motor VW AP 1800S de 99 cv, ainda carburado, era ágil, robusto e muito confiável. Outra grande vantagem, era que mesmo com 5 adultos e porta-malas cheio, praticamente não perdia o fôlego.

Câmbio –  O câmbio manual de 5 velocidades, era de engates precisos e macios, mesmo em trocas rápidas ainda se mantinha eficiente.

Retomadas e ultrapassagens – O carro respondia muito bem ao pedal do acelerador, rápido e muito nervoso.

Consumo –  Para um motor 1.8 de 99 cv a álcool, de um esportivo, fazer 6,4 km/l na cidade, estava dentro do esperado para a época, mais detalhes na ficha técnica no final da matéria.

Acabamento Externo

Faróis –  Quadrados de lentes planas, no mesmo alinhamento da grade de ar do motor;

Setas dianteiras – Embutidas no mesmo conjunto dos faróis;

Para – choques –  Envolventes na cor grafite, com um fino vinco em vermelho, dando um ar mais esportivo;

Faróis de neblina – Sim e luzes de longo alcance na parte superior do para-choque;

Grade de ar do motor – Com frisos na horizontal na cor grafite;

Retrovisores Externos – Panorâmicos com ajuste mecânico interno e opcional para ajuste elétrico;

Frisos – Emborrachado na parte inferior da lateral em toda a extensão do carro, acompanhando o acabamento dos para-choques;

Rodas – De liga-leve 185/60 R14;

Maçanetas – Na cor grafite;

Logo – “Gol GTS 1.8”, Na tampa do porta – malas;

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Sim;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores em escala circular, com botões satélites;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em vinil na cor grafite;

Volante – De espumado quatro bolas;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Opcional;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Digital;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante – Opcional elétrico;

Sistema de travamento das portas – Mecânico – Opcional elétrico;

Ajuste dos retrovisores externos – Interno mecânico – Opcional elétrico;

Acabamento dos bancos – Esportivo Recaro;

Acabamento das portas – Em vinil e tecido;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Rebatível;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros nos bancos dianteiros, com regulagem de altura;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – VW Gol GTS 1.8 1988

Carroceria – Hatch;

Porte – Compacto;

Portas – 2;

Motor –  AP 1800S;

Cilindros – 4 em linha;

Válvulas por cilindro – 2;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Álcool;

Potência – 99 cv;

Peso Torque – 64,4 kg/kgfm;

Cilindrada – 1781 cm³;

Torque máximo – 14,9 kgfm a 3600 rpm;

Potência Máxima – 5600 rpm;

Tração – Dianteira;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 5 velocidades com alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 960 kg;

Suspensão dianteira – Independente, McPherson – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Eixo torção – Mola helicoidal;

Comprimento – 3846 mm;

Distância entre-eixos – 2358 mm;

Largura – 1601 mm;

Altura – 1375 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 11 Segundos;

Velocidade máxima – 167 km/h;

Consumo: Cidade 6,4 km/l – Estrada 9,4 km/l;

Autonomia: Cidade 352 km – Estrada 517 km;

Porta malas – 273 Litros;

Carga útil – 390 kg;

Tanque de combustível – 55 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 89.980,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.joi

Deixe um comentário