Volvo 850 SW, na configuração Tr5, e com o menor coeficiente aerodinâmico

Compartilhe

O Volvo 850 SW, na configuração Tr5, é mais uma das variações do bem sucedido projeto sueco, que também contou com a carroceria sedã. Nasceu em 1991 já como modelo 1992, o modelo era posicionado na Suécia, Canadá e Estados Unidos como uma perua compacta, já para os padrões brasileiros, um SW de grande porte de luxo.

Foi o primeiro projeto da empresa que oferecia o conjunto com motor transversal de 5 cilindros, tração dianteira, sistema de proteção contra impactos laterais e sinto de segurança dianteiro com sistema eletrônico. Na carroceria perua, oferecia o melhor coeficiente aerodinâmico dentro do segmento no mundo.

Equipado com o motor B5234T5, desenvolvido pela Porsche, de 2.3L, 5 Cilindros e 20 Válvulas Turbo, entregando 241 cv de força, torque máximo de 30,6 kgfm a 2000 rpm e aceleração de 0 a 100 em 7,6 segundos. Com um acabamento interno digno de um SW família de elite.

No início da década de 1990, a montadora colocou nos canais abertos de TV aqui no Brasil, um comercial da perua Volvo 850 SWe do irmão sedã, que dizia, “Uma pequena entrada e o restante parcelado em 18X, “Mas cada prestação tinha o valor de um Fiat Uno 1.0 zero km”. Custava na época muito mais que seus sucessores atuais. O Volvo S90 2022 zero km, um híbrido plugin, custa em média, pouco mais de R$ 400.000,00. Já o Volvo 850 Tr5 em 1995, chegava perto dos R$ 800.000,00 em valores atualizados.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto do projeto, dava ao carro uma ótima estabilidade, a Volvo incrivelmente conseguia unir, conforto e segurança, em uma mesma estrutura.

O motor – Equipado com o motor B5234T5 2.3L de 5 Cilindros e 20 Válvulas Turbo, era eficiente e confiável. Com uma ótima velocidade final real de 235 km/h.

Câmbio –  O câmbio automático de 4 marchas, trazia uma nova tecnologia para o Brasil, sem trancos nas trocas, e exigindo pouca manutenção.

Retomadas e ultrapassagens – Mesmo sendo um modelo que pesava 1521 kg, era rápido e eficiente com aceleração de 0 a 100 em 7,6 segundos.

Consumo –  Para um motor de 5 cilindros, 20 Válvulas e injeção multiponto, fazer 7,7 km/l na cidade, era um consumo considerado dentro dos padrões para a década de 1990, mais detalhes na ficha técnica no final do post.

Acabamento Externo

Faróis –  Retangular com limpador automático de lentes;

Setas dianteiras – Embutidas no mesmo conjunto dos faróis;

Para – choques –  Envolventes na cor da carroceria, com friso emborrachado;

Faróis de neblina – Sim;

Grade de ar do motor – Tradicional família Volvo;

Retrovisores Externos – Panorâmicos na cor da carroceria, com controle elétrico interno;

Frisos – Friso emborrachado em toda a extensão lateral do carro;

Rodas – 205/45 R17;

Maçanetas – Na cor grafite;

Logo – “850 T-5R”, Na tampa do porta-malas;

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Sim;

Teto Solar – Sim;

Limpador do vidro traseiro – Sim;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores em escala circular + Computador de bordo;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em couro e madeira;

Volante – Espumado de quatro raios;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Sim;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Digital;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétrico nas 4 portas;

Sistema de travamento das portas – Elétrico central;

Ajuste dos retrovisores externos – Elétrico;

Acabamento dos bancos – Em couro – Sendo o do motorista com ajuste elétrico e memória;

Acabamento das portas – Em couro;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Com apoio para o braço, encosto de cabeça e cinto de segurança de três pontos, para três passageiros;

Encosto de cabeça – Para cinco passageiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Volvo 850 SW

Carroceria – Volvo SW;

Porte – Grande;

Portas – 4;

Motor –  B5234T5 2.3L Turbo;

Cilindros – 5 em linha;

Válvulas por cilindro – 4;

Posição – Transversal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 241 cv;

Peso Torque – 49,7 kg/kgfm;

Cilindrada – 2319 cm³;

Torque máximo – 30,6 kgfm a 2000 rpm;

Potência Máxima – 5600 rpm;

Tração – Dianteira;

Alimentação –  Injeção Multiponto;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Automático de 4 marchas com alavanca no assoalho;

Embreagem – Conversor de torque;

Freios – Freio ABS, a disco ventilado nas rodas dianteiras e disco rígido nas rodas traseiras;

Peso – 1521 kg;

Suspensão dianteira – Independente, McPherson – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Independente, braço semi-arrastado – Mola helicoidal;

Comprimento – 4720 mm;

Distância entre-eixos – 2670 mm;

Largura – 1760 mm;

Altura – 1430 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 7,6 Segundos;

Velocidade máxima – 235 km/h;

Consumo: Cidade 7,7 km/l – Estrada 10,6 km/l;

Autonomia: Cidade 562 km – Estrada 796 km;

Porta malas – N/D;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 73 Litros;

Valor atualizado Aproximado –  R$ 855.990,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Deixe um comentário