fbpx
Pular para o conteúdo

Opala 1991 modelo 1991 que só foi montado pela GM e emplacado em 1992

Opala 1991
Compartilhe

Opala 1991 modelo 1991 que só foi montado pela GM e emplacado em 1992, todas as peças do veículo são datas de 1991. Porém a montadora só montou o carro em 1992, e emitiu a nota fiscal de venda após o mês de janeiro de 1992.

Puxando pelo número do chassi, o carro aparece no Detran como 1992. O motivo real da demora da montagem da unidade e da retirada da fábrica, nunca foi esclarecida pela Chevrolet.

Mas no último sábado dia 18 de novembro de 2023, o Motor Tudo conversou com alguns colecionadores e ex-funcionários da fábrica, e concluímos que o motivo da demora da saída do veículo de dentro da montadora, e da emissão da nota fiscal 1992, foi em virtude da última entressafra da família Opala.

A linha 1991 foi finalizada, e as peças já datas ano 1991 modelo 1991, acabaram ficando no estoque. Entre os meses de janeiro e março de 1992, para finalizar o estoque remanescente, com o intuito de fazer o marketing e as vendas das últimas unidade em abril de 1992 já como ano e modelo 1992.

A marca acabou informando para alguns proprietários que estaria vendendo unidades zero km ano 1991 modelo 1991 mas com nota fiscal do ano da venda 1992. Um segundo motivo porém menos plausível, foi que o modelo serviu dentro da montadora em 1991 como algum tipo de laboratório para o último modelo 1992.

O Motor Tudo já havia se deparado com uma situação bastante semelhante no mês de outubro deste ano, com um Puma 1979 modelo 1979, que saiu da fábrica apenas em 1980 com já com a carroceria 1980 e nota fiscal 1980.

Neste caso em conversa com o colecionador e o antigo proprietário, descobrimos que se tratava de um protótipo 1979, para a fabricação em massa da nova carroceria a partir de 1980.

Opala 1991

Ficha Técnica – Opala 1991 – Versão Diplomata

Carroceria – GM Sedan; Porte – Grande; Portas – 4; Motor – Cód 250 – 4.1/S; Cilindros – 6 em linha; Válvulas por cilindro – 2; Posição – Longitudinal; Combustível – Gasolina; Potência – 121 cv; Peso Torque – 47,4 kg/kgfm.

Cilindrada – 4093 cm³; Torque máximo – 29 kgfm a 2000 rpm; Potência Máxima – 3800 rpm; Tração – Traseira; Alimentação –  Carburador; Direção – Hidráulica; Câmbio – Automático com alavanca no assoalho.

Embreagem – Conversor de torque; Freios – Freio a disco ventilado nas rodas dianteiras e disco sólido nas rodas traseiras; Peso – 1376 kg; Suspensão dianteira – Independente, braço sobrepostos – Mola helicoidal.

Suspensão traseira – Eixo rígido – Mola helicoidal; Comprimento – 4847 mm; Distância entre-eixos – 2667 mm; Largura – 1766 mm; Largura – 1920 mm; Altura – 1384 mm; Aceleração de 0 a 100 – 12 Segundos; Velocidade máxima – 169 km/h.

Consumo: Cidade 7 km/l – Estrada 9,5 km/l; Autonomia: Cidade 637 km – Estrada 865 km; Porta malas – 376 Litros; Carga útil – 420 kg; Tanque de combustível – 91 Litros; Valor atualizado Aproximado – R$ 510.000,00; Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos.

Opala 1991
Opala 1991

Carros antigos

Caminhonete D10, a arma da GM para enfrentar o Ford F-1000 Elba carro – Chega ao Brasil o SW da família Uno, que tirou o sono dos SW Compacto VW e GM Fiat Oggi CSS 1.4 1984 conheça o Esportivo da Família 147 Vectra Elegance, em 2009 o médio de luxo da Chevrolet ainda causava frisson Toyota Paseo, conheça o cupê compacto da montadora japonesa Corsa 99, a versão Super do popular mais confortável da década de 1990 Opala 6 caneco, a versão standard de 1979 customizada Saveiro 96, o fim da bem sucedida geração quadrada se aproximava Chrysler Neon 2000, o início do fim, do médio de elite, hoje um raro colecionável Vectra 97, nunca restaurado, a versão CD 16V, com teto solar e câmbio automático

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos