Monza GL 94 a versão de entrada ganha nova nomenclatura

1994 a versão de entrada do médio da Chevrolet chega com nova nomenclatura GL, substituindo o SL e com duas motorizações 1.8 e 2.0.

Na teoria seria o pé de boi da família Monza, mas na prática trazia de série vidros elétricos e direção hidráulica, na versão com motor 2.0, rodas de liga – leve e opcional para ar – condicionado.

1994 também marcou o último ano do Monza com motor 1.8, que indicava que a montadora iria descontinuar o médio de luxo que encantou nas décadas de 1980 e 1990.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, era muito eficiente e equilibrado, a Chevrolet conseguia unir conforto e segurança, tecnologia que poucas montadoras conseguiram entre as décadas de 1980 e 1990.

Motor –  Utilizando o motor Chevrolet 2.0 de 116 CV, era rápido e muito confiável, em altas rotações tinha um torque bastante suave sem passar vibração para a carroceria, no início do projeto em 1984 ainda coma versão 1.8, foi considerado uma verdadeira revolução.

Câmbio –  O câmbio de 5 velocidades era um dos mais eficientes do mercado, macio, eficiente e sem ruídos nas torcas de marchas.

Retomadas e ultrapassagens – Com um conjunto de motor e câmbio muito eficientes, o carro se tornava seguro mesmo com 5 adultos ou carga máxima de 475 kg.

Consumo –  Para um motor de 4 cilindros a álcool de um carro de médio porte, fazer 6,5 km/l na cidade, era considerado dentro dos padrões para a década de 1990, maiores detalhes na ficha técnica no final do post.

Acabamento Externo

Faróis – Retangulares, chanfrados nas extremidades;

Setas dianteiras – Embutidas no mesmo conjunto dos faróis;

ndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Para – choques –  Evolventes na cor preto com um fino friso metálico;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Em lâminas na horizontal;

Retrovisores Externos – Panorâmicos com ajuste mecânico interno;

Frisos – Lateral emborrachado em toda a extensão do carro;

Rodas – Rodas de liga – leve 185/70 R13 tradicionais família Chevrolet ;

Maçanetas – Na cor grafite;

Logo – “Monza GL”, na tampa do porta malas e o logo 2.0 E.F.I, na lateral do para – lama dianteiro;

Lanterna Traseira – Tricolor tradicionais da geração Monza Tubarão;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Em vinil na cor preto;

Volante – Espumado e dois raios;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Não;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétrico;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Mecânico interno;

Acabamento dos bancos – Em tecido plástico;

Acabamento das portas – Em vinil;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Vazado para 4 passageiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Monza GL 2.0 94

Carroceria – Sedã;

Porte – Médio;

Portas – 2;

Motor –  Chevrolet Família ll 2.0;

Cilindros – 4 em linha;

Posição – Transversal;

Peso Torque – 62,50 kg/kgfm;

Tração – Dianteira;

Combustível – Álcool;

Alimentação –  Injeção Multiponto;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Manual com alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1125 kg;

Comprimento – 4493 mm;

Distância entre-eixos – 2574 mm;

Potência – 116 CV;

Cilindrada – 1998 cm³;

Torque máximo – 18 kgfm a 3200 rpm;

Potência Máxima – 5400 rpm;

Aceleração de 0 a 100 – 10,2 Segundos;

Velocidade máxima – 183 km/h;

Consumo: Cidade 6,5 km/l – Estrada 9,5 km/l;

Autonomia: Cidade 370,5 km – Estrada 541,5 km;

Porta malas – 656 Litros;

Carga útil – 475 kg;

Tanque de combustível – 57 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 112.925,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Please follow and like us:

4 comentários sobre “Monza GL 94 a versão de entrada ganha nova nomenclatura”

  1. Muito legais as matérias, parabéns!!!
    E o Monza Club? Seria legal uma matéria dele.

  2. Tive um Monza Club azul 2p 1994. Mesma mecânica do GL; o volante era do Classic/GLS. saudades o tubarão.

  3. Olá pessoal,

    Me chamo Sávio e tenho uma Blazer 2.2 1999 muito nova, o carro é uma das minhas paixões.

    Posso enviar foto dela para vocês para uma matéria? Vocês acham interessante? Sempre leio as publicações de vocês e adoraria ver meu xodó aí no site.

    Abraços!!!

Deixe uma resposta