fbpx
Pular para o conteúdo

Monza Club 1994 azul a série especial na carroceria da versão GL

Monza Club 1994
Compartilhe

Monza Club 1994 azul, a série especial na carroceria da versão GL, mas com instrumentos de segurança e conforto das verões intermediárias e top de linha. A versão foi lançada para aproveitar o marketing da copa do mundo.

Já perto de ser descontinuado a montadora colocou no mercado entre 1993 e 1995, diferentes séries especiais, Monza 650, Hi-Tech, Class e Club. Para muitos foi um processo de desova de peças, para esvaziar os estoques. Para outros foi uma tentativa de alavancar as vendas e manter o modelo por mais algum tempo no mercado.

Mas em 1993 com a chegada do moderno em bem aceito Chevrolet Vectra, manter o Monza no mercado, economicamente para a montadora perdeu o sentido. A Volkswagen só manteve o Volkswagen Santana em produção por mais alguns anos, porque marca não tinha um sucessor. O modelo mais próximo era o Passat alemão, mas a preço de modelo de elite.

Voltando a falar do Monza Club 1994, o modelo era oferecido nas cores azul Strauss e vermelho Schumann. Mas nos dias de hoje na internet, as buscas por unidades colecionáveis ou para uso no dia a dia, são realizadas em um número bem maior pela cor azul.

Todos os meses apenas nos buscadores Google, uma média de 100 pessoas buscam pelo Monza Club vermelho, e cerca de 1.000 pessoas pelo Monza Club azul. Independente da cor os itens que acompanhavam o carro eram basicamente os mesmos, com pequenas diferenças.

Roda de Liga Leve 13′ (Rodas do Kadett GLS, presente nos modelos Barcelona, 650, Class, Club, Hi-Tech e opcional no GL) no Monza Club Vermelho. Roda de Liga Leve 14′ (Idênticas as rodas do Monza Classic SE e Monza GLS até 1995) no Monza Club Azul.

Travas e Vidros Elétricos; Ar Condicionado (Opcional); Painel de Instrumentos básico sem conta-giros com grafismo do Monza GL 1994 com números em amarelo; Volante de quatro raios (Monza Classic SE e Monza GLS) com logo CLUB em vermelho.

Lanterna traseira fumê (Monza Classic SE) no modelo cor azul; Lanterna traseira tricolor (Monza GL) no modelo cor vermelho; Retrovisor da cor do carro (azul ou vermelho); Faixas laterais com logo 2.0 EFI e traseiras com logo da Copa do Mundo 1994 escrito MONZA CLUB e CHEVROLET.

Monza Club 1994 azul

Ficha Técnica – Monza Club – Ano 1994

Carroceria – GM Sedan; Porte – Médio; Portas – 4; Motor –  Chevrolet Família II 2.0; Cilindros – 4 em linha; Válvulas por cilindro – 2; Posição – Transversal; Combustível – Gasolina; Potência – 110 cv; Peso Torque – 67,5 kg/kgfm.

Cilindrada – 1998 cm³; Torque máximo – 16,6 kgfm a 3200 rpm; Potência Máxima – 5600 rpm; Tração – Dianteira; Alimentação –  Injeção Monoponto; Direção – Hidráulica; Câmbio – Manual de 5 velocidades com alavanca no assoalho; Embreagem – Monodisco a seco.

Freios – Freio a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras; Peso – 1120 kg; Suspensão dianteira – Independente, McPherson – Mola helicoidal; Suspensão traseira – Eixo de torção – Mola helicoidal.

Comprimento – 4493 mm; Distância entre-eixos – 2574 mm; Largura – 1668 mm; Altura – 1346 mm; Aceleração de 0 a 100 – 11,7 Segundos; Velocidade máxima – 168 km/h; Consumo: Cidade 8,4 km/l – Estrada 12,8 km/l.

Autonomia: Cidade 479 km – Estrada 730 km; Porta malas – 565 Litros; Carga útil – 475 kg; Tanque de combustível – 57 Litros; Valor atualizado Aproximado –  R$ 169.000,00; Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos.

Monza Club 1994
Monza Club 1994

Carros antigos

Caminhonete D10, a arma da GM para enfrentar o Ford F-1000 Elba carro – Chega ao Brasil o SW da família Uno, que tirou o sono dos SW Compacto VW e GM Fiat Oggi CSS 1.4 1984 conheça o Esportivo da Família 147 Vectra Elegance, em 2009 o médio de luxo da Chevrolet ainda causava frisson Toyota Paseo, conheça o cupê compacto da montadora japonesa Corsa 99, a versão Super do popular mais confortável da década de 1990 Opala 6 caneco, a versão standard de 1979 customizada Saveiro 96, o fim da bem sucedida geração quadrada se aproximava Chrysler Neon 2000, o início do fim, do médio de elite, hoje um raro colecionável Vectra 97, nunca restaurado, a versão CD 16V, com teto solar e câmbio automático

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos