Mercedes Benz 500 SEC 1982 uma das unidades mais bonitas produzidas na história da montadora

Compartilhe

Pode parecer exagero, mas olhando as linhas do carro, e o incrível conjuntos de cores do acabamento interno e externo, além da qualidade e bom gosto, do material empregado na produção, fica difícil não dizer que realmente a montadora fez uma obra de arte com essa unidade

O modelo aqui da matéria o Mercedes Benz 500 SEC 1982, é o tradicional acabamento monocromático, com pintura marrom na carroceria, com frisos e para-choques na cor bege e detalhes cromados, com o interior todo aveludado e teto solar elétrico.

O carro ainda saía de fábrica com o motor 5.0 V8 de 231 cv, com velocidade final real de 225 km/h e aceleração de 0 a 100 em 7,3 segundos, um motor confiável, robusto, e com uma impressionante velocidade de cruzeiro, se mantendo por longos períodos acima de 160 km/h sem oscilações.

Em 1982, modelos assim aqui no Brasil, eram somente seminovos vindos de países vizinhos como Uruguai e Paraguai, dificilmente uma unidade zero km vinda da Alemanha desembarcaria por aqui, em época de fronteiras comercias fechadas, os impostos para trazer uma unidade da Europa eram estratosféricos, se tornando inviável até mesmo para os empresários bem sucedidos do país.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, dava ao carro uma ótima estabilidade, a Mercedes-Benz incrivelmente conseguia unir, maciez e eficiência, em uma mesma suspensão.

O motor – Equipado com o motor V8, de 4973 cm3 e 231 cv, era eficiente e confiável.

Câmbio –  O câmbio automático, trazia uma nova tecnologia, ainda longe da nossa realidade, sem trancos nas trocas, e exigindo pouca manutenção.

Retomadas e ultrapassagens – Mesmo sendo um modelo que pesava 1650 kg, era rápido e eficiente com aceleração de 0 a 100 em 7,3 segundos.

Consumo –  Para um motor V8, com injeção eletrônica, fazer 6 km/l na cidade, estava dentro do esperado para a época, mais detalhes na ficha técnica no final do post.

Acabamento Externo

Faróis –  Quadrados chanfrados nas extremidades, de lentes planas, regulagem elétrica de altura;

Setas dianteiras – Embutidas no mesmo conjunto dos faróis;

Para – choques –  Envolventes, na cor bege e detalhes cromados;

Faróis de neblina – Sim;

Grade de ar do motor – Com hastes na horizontal, com moldura cromada e a estrela, logo da montadora ao centro;

Retrovisores Externos – Panorâmicos na cor bege, com controle elétrico interno;

Frisos – Largo friso lateral, na cor bege;

Rodas – De liga leve 205/70 R15;

Maçanetas – Cromadas e detalhes em grafite;

Logo – “500 SEC”, Na tampa do porta–malas;

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Sim;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com diversos mostradores em escala circular;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em couro e madeira;

Volante – Espumado de quatro raios, com acabamento em couro;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Sim;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Analógico;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétrico;

Sistema de travamento das portas – Elétrico central;

Ajuste dos retrovisores externos – Elétrico;

Acabamento dos bancos – Em fino tecido aveludado com opcional para couro;

Acabamento das portas – Em couro e carpete;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Sim;

Banco traseiro – Com apoio para o braço, encosto de cabeça e cinto de segurança de três pontos, para dois passageiros;

Encosto de cabeça – Para quatro passageiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Mercedes Benz 500 SEC 1982

Carroceria – Cupê;

Porte – grande;

Portas – 2;

Motor –  5.0;

Cilindros – 8 em V;

Válvulas por cilindro – 2;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 231 cv;

Peso Torque – N/D kg/kgfm;

Cilindrada – 4973 cm³;

Torque máximo – 40,5 kgfm a 3000 rpm;

Potência Máxima – 4750 rpm;

Tração – Traseira;

Alimentação –  Injeção eletrônica;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Automático com alavanca no assoalho;

Embreagem – Conversor de torque;

Freios – A disco ventilado nas rodas dianteiras e disco sólido nas rodas traseiras;

Peso – 1610 kg;

Suspensão dianteira – Independent. mcpherson. coil springs. anti-roll bar;

Suspensão traseira – Multilink. coil springs. anti-roll bar;

Comprimento – 4910 mm;

Distância entre-eixos – 2850 mm;

Largura – 1828 mm;

Altura – 1406 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 7,3 Segundos;

Velocidade máxima – 225 km/h;

Consumo: Cidade 6 km/l – Estrada 8,5 km/l;

Autonomia: Cidade N/D km – Estrada N/D km;

Porta malas – N/D Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 90 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 410.812,00 – Se considerar as taxas de importações da época + a hiperinflação da década de 1980, o valor ultrapassa facilmente R$ 1.2000.000.00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.joi

Deixe uma resposta