fbpx
Pular para o conteúdo

Landau 1971 chega ao mercado a configuração mais requintada

Compartilhe

O Landau 1971, era a configuração mais requintada do gigante de luxo da Ford. No ano anterior a montadora havia lançado uma nova versão de entrada o Galaxie Standard, já no ano seguinte a nova versão top de linha LTD Landau, mostra mais uma vez que é o carro nacional mais requintado e caro.

No início da década de 1970, a batalha no segmento dos modelos de grande porte ,estava a todo o vapor. Família Opala, os gigantes de luxo e esportivos V8 Dodge, além do produto Ford, eram os veículos mais cobiçados do país, com a gasolina ainda relativamente barata, ter um exemplar na garagem era um sonho bastante real.

Na primeira metade da década de 1970, o preço no segmento dos modelos de luxo de grande porte, ficou posicionado da seguinte maneira. O Ford Galaxie, em todas as suas versões e configurações, era o projeto mais caro do mercado. Seguido pela família dos V8 Dodge, que estava no auge da produção aqui no Brasil. O Chevrolet Opala vinha com um custo mais baixo, e como já citado em outras Matérias do Motor Tudo, oferecia a melhor relação Força X consumo.

Hoje no mercado dos colecionáveis, todas as versões e configuração do modelo Ford Galaxie, fazem parte do seleto grupo dos colecionáveis produzidos em solo brasileiro de alto custo. Veículos entre 1967 e 1975, são os mais valorizados e raros.

O exemplar da nossa matéria é um Landau 1971, na cor verde Jane. Equipado com o motor 4.8 V8 de 190 cv, torque máximo de 37,1 kgfm a 2400 rpm, velocidade final real de 160 km/h e aceleração de 0 a 100 em 17,4 segundos. Quanto ao consumo, na cidade fazia uma média de 5,5 km/l e na estrada 7 km/l.

Acabamento Externo

Faróis – Redondos, duplos na vertical com lentes boleadas, embutidos em uma linda moldura cromada;

Para – choques – Em lâminas de aço carbono cromados;

Grade de ar do motor – 100% Cromada, com frisos na horizontal e o logo “Ford”;

Retrovisores – Em metal cromado, com ajuste manual;

Frisos – Metálico com detalhes pretos em toda a extensão inferior da carroceria;

Rodas – De aço tradicionais da família landau, com lindas calotas na cro grafite;

Maçanetas – Cromadas;

Logo – Na tampa do porta malas – “LTD” e “Landau”;

Lanterna Traseira – Subdividida em três lentes, luz de ré embutida no pra – choque;

Bagageiro – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores em escala horizontal, velocímetro, nível de combustível e temperatura do motor;

Acabamento do painel – Em vinil, com detalhes em madeira Jacarandá;

Volante – De plástico injetado de dois raios, com meia lua metálica para acionamento da buzina;

Sistema de som – Embutido no painel, Ford / Philco;

Ventilador – De três velocidades;

Ar – condicionado – Sim;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Sim;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Manual;

Acabamento dos bancos – Em tecido plástico e vinil;

Acabamento das portas – Em vinil imitação de couro;

Luz de Sinalização no rodapé da porta – Sim

Banco traseiro – Com apoio para o braço;

Encosto de cabeça – Não possui;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Landau 1971

Carroceria – Ford sedã;

Porte – Grande;

Portas – 4;

Motor – Ford 4.8;

Cilindros – 8 em V;

Posição – Longitudinal;

Tuchos – Hidráulicos;

Tração – Traseira;

Combustível – Gasolina;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Automático de 3 velocidades;

Embreagem – Conversor de torque;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1780 KG;

Comprimento – 5440 mm;

Distância entre-eixos – 3020 mm;

Potência – 190 cv;

Cilindrada – 4786 cm³;

Torque máximo – 37,1 kgfm a 2400 rpm;

Potência Máxima – 4400 rpm;

Aceleração de 0 a 100 – 17,4 Segundos;

Velocidade máxima – 160 km/h;

Consumo: Cidade 5,5 km/l – Estrada 7 km/l;

Autonomia: Cidade 374,5 km – Estrada 749 km;

Porta malas – 400 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 107 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 385.000,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos.

Landau 1971
Landau 1971

Carros antigos

Caminhonete D10, a arma da GM para enfrentar o Ford F-1000 Elba carro – Chega ao Brasil o SW da família Uno, que tirou o sono dos SW Compacto VW e GM Fiat Oggi CSS 1.4 1984 conheça o Esportivo da Família 147 Vectra Elegance, em 2009 o médio de luxo da Chevrolet ainda causava frisson Toyota Paseo, conheça o cupê compacto da montadora japonesa Corsa 99, a versão Super do popular mais confortável da década de 1990 Opala 6 caneco, a versão standard de 1979 customizada Saveiro 96, o fim da bem sucedida geração quadrada se aproximava Chrysler Neon 2000, o início do fim, do médio de elite, hoje um raro colecionável Vectra 97, nunca restaurado, a versão CD 16V, com teto solar e câmbio automático

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos