Kombi 1996 Classic Bus um modelo customizado pelo designer Claudio Piedras

A van Volkswagen recebeu talvez uma das mais belas e bem sucedidas customizações que uma Kombi Clipper , já recebeu desde seu lançamento em 1976

Desde seu lançamento em 1976, até o fim da produção em 2013, a montadora alemã produziu apenas versões básicas da Kombi Clipper , com raras exceções, como as séries especiais Kombi 50 anos e Kombi Carat, mas o designer Claudio Piedras, conseguiu transformar a eficiente van antiga, em um utilitário para poucos, com a customização Kombi 1996 Classic Bus.

O modelo vem na cor beje, em uma linda combinação remetendo as décadas de 1960 e 1970, Bege Alabastro e Bege Nilo, as rodas e calotas também receberam atenção especial, realçando com a carroceria, Luz de longo alcance sobre os lindos Para – choques cromados, e um acabamento interno de qualidade e extremo bom gosto, o interior na cor beje, com acabamento dos bancos e portas, em couro, madeira jacarandá e detalhes cromados, além de um carpete de qualidade no assoalho e porta – malas.

Desempenho

O motor VW Box 1.6, modelo tork, ganhava fôlego e agilidade com as adaptações para a década de 1990, utilizando um silencioso com catalizador, na saída do escapamento, ficou com um nível de ruído mais baixo.

Na estrada era mais eficiente e seguro em ultrapassagens e retomadas, indo de 0 a 100 em 26,1 segundos, e velocidade final de 120 KM/h.

O desempenho em curvas de alta e a estabilidade em retas era basicamente a mesma do modelo do final da década de 1980, com exceção das versões equipadas com amortecedores turbo gás.

Acabamento Externo

Frene com faróis redondos de lentes planas, embutidos em uma moldura cromada.

Setas dianteiras posicionadas abaixo do para – brisa.

Frente com grade de ar cromada.

Para – choques em lâmina de aço carbono cromados.

Luz de longo alcance acima dos para – choques.

Retrovisor satélite cromado com ajuste manual.

Maçanetas na cromadas.

Rodas e calotas de aço, em cores que realçam com a carroceria.

Lanternas traseira tricolor, tradicionais família kombi.

Saída do escapamento cromada.

Acabamento Interno

Painel beje, em escala circular, com mostradores básicos.

Cinzeiro e acendedor de cigarros no painel.

Acionamento dos vidros manual basculante.

Volante de dois raios de plástico injetado.

Os bancos em forração de couro em tons beje.

O revestimento interno das laterais das portas e porta-malas couro, madeira jacarandá e detalhes cromados.

O assoalho e o porta-malas acarpetados.

Ficha Técnica – Kombi 1996 Clissic Bus

Carroceria Van;

Porte Médio;

3 portas;

Motor VW Boxer Tork 1.6;

Cilindros 4 opostos;

Longitudinal;

Tuchos Mecânicos;

Tração Traseira;

Combustível Gasolina;

Injeção Multiponto;

Direção Simples;

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso 1250 KG;

Potência 58 CV;

11,4 kgfm 2600 rpm;

Potência Máxima 4200 RPM;

De 0 a 100 – 26,1 Segundos;

Velocidade máxima 120 KM/h;

Consumo: Cidade 7,5 KM/L – Estrada 8,4 KM/L;

Autonomia: Cidade 337,5 KM – Estrada 397,7 KM;

Autonomia: Álcool – Cidade 256,5 KM – Estrada 378 KM;

Autonomia: Gasolina – Cidade 377,5 KM – Estrada 378 KM;

Porta malas 804 Litros;

Carga útil 1000;

Tanque de combustível 45 Litros;

Preço atualizado – Não informado;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária.

Motor Tudo – Kombi 1996 Classic Bus

Kombi Clipper – Van antiga

Deixe uma resposta