Ford F 6, 1952 o preferido da construção civil e para serviços pesados em fazendas

Compartilhe

Ford F 6, 1952 ainda era o preferido da construção civil e em fazendas. O Início da década de 1950 o Brasil ainda engatinhava na indústria, a maior siderúrgica do Brasil só chegou em 1953, e a primeira refinaria de petróleo só início sias operações em 1955, na sequência houve uma explosão de industrias químicas e derivados.

O modelo fazia parte do projeto de utilitários no Brasil, administrado pelo herdeiro Henry Ford II, no final da década de 1940 com o fim da segunda grande guerra, o Brasil se tornou um mercado extremamente atrativo para as montadoras, mesmo com suas limitações de país de terceiro muito e tecnológicas, ainda sim, era melhor que a Europa recém devastada.

Inicialmente o Ford F 6, no início da década de 1950 tinha como público alvo, direcionado a pequenas siderurgicas e metalúrgicas, e as poucas em presas de construção civil que existiam no país. Uma curiosidade, após a implantação dos primeiros trechos de extração de petróleo, muitos modelos foram adaptados com pequenos tanques para puxar combustível.

No início da década de 1980, tanto caminhão Ford F8 big job, como o Ford F 6, literalmente eram encontrados a preço de banana, era bastante comum ver modelos quase sucateados, rodando em feiras livres, muitos também eram vistos abandonados em terrenos baldios, chácaras e sítios.

Na segunda metade da década de 1990, com a explosão das restaurações de carros antigos, caminhões e utilitários, também entraram no radar de colecionadores e revendedores. Hoje um modelo devidamente restaurado pode custar entre R$ 150.000,00 e R$ 300.000,00.

Motor de diferencial

Acabamento Externo

Acabamento Interno

O caminhão Ford F 6, 1952

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Deixe um comentário