fbpx
Pular para o conteúdo

Dodge Magnum 79 com um acabamento interno impressionante

No final da década de 1970, o Dodge Magnum 79 já não estava mais na lista dos nacionais mais caros, com a queda nas vendas dentro do segmento dos modelos de grande porte, a Dodge amargava a última colocação entre os mais emplacados

Anúncio

O topo dos modelos nacionais mais emplacados, estava dominado pelos médios, Ford Corcel, VW Passat e os compactos Volkswagen e Chevrolet Chevette. Entre os modelos de grande porte, o Opala dominava em absoluto dentro do segmento.

Mesmo assim, era uma compra bastante interessante, o Dodge Magnum era o carro nacional mais barato da categoria, entregava de série diversos instrumentos de luxo, como ar – condicionado, direção hidráulica, bancos estilo poltronas, e algumas concessionárias ofereciam a parte Kit para trio elétrico.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, ainda era atualizado para a época, mesmo assim era sempre bom o motorista ficar atento a curvas de alta, e em retas em altas velocidades, suspensão muito macia + direção hidráulica pouco precisa = ver o mundo girar.

Anúncio

Motor –  Utilizando o motor Dodge LA 318 de 208 CV, deixava a desejar em velocidade final, apenas 167 km/h, o motivo era para evitar a concorrência no quintal de casa com a versão esportiva, charger R/T.

Câmbio –  O câmbio manual de 4 marchas era eficiente, e com engates macios e precisos.

Retomadas e ultrapassagens – Com um motor com muito fôlego, o carro era seguro e eficiente, indo de 0 a 100 em ótimos 13 Segundos, respondia rápido ao pedal do acelerador.

Consumo –  No final da década de 1970, consumir 5 km/l na cidade e 7 km/l na estrada, não era um problema para quem tinha muita grana no bolso para comprar um carro de luxo.

Acabamento Externo

Faróis –  Redondos de lentes boleadas, embutidos com recuo em uma moldura de alumínio;

Setas dianteiras – Embutidas atrás da grade de ar do motor entre os faróis – Com repetidor de setas na lateral dos para – lamas;

Para – choques –  Largas lâminas de aço carbono cromadas;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Em alumínio bipartida com frisos na horizontal e vertical;

Retrovisores Externos – Redondos, cromados e com controle mecânico interno;

Frisos – Adesivo em tons azuis e branco em toda a extensão lateral do carro;

Rodas – De aço escovadas enraiadas;

Maçanetas – Cromadas;

Logo – Dodge abaixo da tampa do porta – malas;

Lanterna Traseira – Bicolor com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Em couro azul, madeira e aço;

Volante – De 4 raios revestido em couro;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Sim;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Analógico no centro do mostradores;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante – opcional elétrico;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Mecânico interno;

Acabamento dos bancos – Em fino tecido aveludado estilo poltronas;

Acabamento das portas – Em tecido aveludado;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Estilo poltrona;

Encosto de cabeça – Para 4 passageiros embutidos nos bancos;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Dodge Magnum 79 V8

Carroceria – Cupé;

Porte – Grande;

Portas – 2;

Motor –  LA 318 5.2;

Cilindros – 8 em V;

Posição – Longitudinal;

Peso Torque – 39,95 kg/kgfm;

Tração – Traseira;

Combustível – Gasolina;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Manual de 4 velocidades, alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1676 kg;

Comprimento – 5140 mm;

Distância entre-eixos – 2820 mm;

Potência – 208 cv;

Cilindrada – 5212 cm³;

Torque máximo – 42 kgfm a 2400 rpm;

Potência Máxima – 4400 RPM;

Aceleração de 0 a 100 – 13 Segundos;

Velocidade máxima – 167 km/h;

Consumo: Cidade 5 km/l – Estrada 7 km/l;

Autonomia: Cidade 535 km – Estrada 749 km;

Porta malas – 407 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 107 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 175.758,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

3 comentários em “Dodge Magnum 79 com um acabamento interno impressionante”

  1. MAGNUM, carro imponente, confortavel em todos os aspectos; beberrão sim mais em tempos de gasolina barata na época do lançamento era só viajar e nada como ter um na garagem para curtir um fim de semana até á esquina de casa. Valeu pelas matérias…

Carros antigos

Abrir bate-papo
Olá 👋
Seja bem vindo

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos