fbpx
Pular para o conteúdo

Chevrolet Chevette sedã SL 1.4 1978

Compartilhe

No final dos anos 70, a Volkswagen dominava o mercado dos carros de pequeno porte no Brasil, mas para a classe trabalhadora que queria um carro de pequeno porte com um algo a mais, a melhor opção sem duvida era o Chevette.

Pagar um pouco mais por um carro acarpetado, com bancos anatômicos, volantes e pedais macios, com um acabamento interno mais confortável, no final dos anos 70 definitivamente valia apena comprar um Chevette.

O Chevette tinha uma estrutura mais moderna, mais ágil na cidade e mais estável na estrada, em viagens de longas distância oferecia ao motorista uma posição de dirigir melhor, câmbio macio, preciso e um nível de ruido interno mais baixo.

Outro detalhe que fez o Chevette atingir o sucesso foi a confiabilidade de conjunto motor e câmbio, dificilmente deixavam o proprietário na mão.

O painel também estava um passo a frente que seus concorrentes VW, era moderno e de fácil visualização.

O dois problemas do Chevette durante os anos 70 até o ano de 1982, era o preço do carro nas concessionárias e o valor das revisões, estavam bem acima de seus concorrentes VW refrigerados a ar.

Acabamento Externo

Linda frente com faróis redondos, embutidos entre o capô e o para-lama dianteiro.

Duas pequenas grades fixadas no capô dianteiro com o logo Chevrolet, “entradas de ar do motor”.

Faixas pretas laterais na altura dos retrovisores.

Rodas de aço específicas da linha Chevette com grandes calotas cromadas.

Retrovisores simples com regulagem manual.

Para-choques laminados cromados.

Pequenas e simpáticas lanternas traseiras, mas pouco eficientes.

Tampa lateral ventilada, protegendo a tampa de combustível.

Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Acabamento Interno

Volante de quatro raios, macio e preciso na estrada.

Cor do acabamento interno beje equatorial, dando um visual esportivo fino ao carro.

Adesivo imitando madeira na cobertura do painel, um toque de classe.

Acabamento das portas em vinil.

Radio toca fita AM/FM.

Bancos aveludados.

Encosto de cabeça sem regulagem embutidos nos bancos dianteiros.

Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Ficha técnica

Motor Chevrolet 1.4.

69 CV de força.

Peso 870 KG.

De 0 a 100 em 19 segundos.

Velocidade máxima 140 KM/h.

Valor aproximado nos dia de hoje – 2018 R$ 60.000,00.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Imagem Brunelli Veículos.


Carros dos anos 80 – Chevrolet Chevette Sl 1.4 – 1978.

Motor Tudo – Carros Clássicos brasileiros.

2 comentários em “Chevrolet Chevette sedã SL 1.4 1978”

Carros antigos

Fusca Oval, a geração CKD importada em parceria com a Brasmotor e a VW Gol GTS 87 o único ano com painel quadrado e um preço muito salgado Porsche 911 verde, o Carrera RS Clone 78, ganha motor 3.3, e novo sistema de alimentação Chevrolet Master 85, a geração JB de 1939 exportada para o Japão Vectra GSi, 2.0 16V SFi, alcançava 210 km/h e ainda fazia na cidade 10,6 km/l Fusca branco, capim e formiga é o que mais tem no Brasil, era um ditado da década de 1970 Caminhonete D10, a arma da GM para enfrentar o Ford F-1000 Elba carro – Chega ao Brasil o SW da família Uno, que tirou o sono dos SW Compacto VW e GM Fiat Oggi CSS 1.4 1984 conheça o Esportivo da Família 147 Vectra Elegance, em 2009 o médio de luxo da Chevrolet ainda causava frisson

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos